Página 1 de 212

Projetos de museus brasileiros são reconhecidos em prêmio ibero-americano

O Brasil teve quatro projetos de destaque no 7º Prêmio Ibero-Americano Educação e Museus, desenvolvido pelo Programa Ibermuseus.

Circuito Acessível de Expositores Interativos, da Associação Mantenedora do Museu das Minas e do Metal (MG), foi um dos cinco premiados na categoria Projetos em Fase de Elaboração e/ou Planejamento, e receberá 10 mil dólares (cerca de 35 mil reais).

Resultado do prêmio foi divulgado durante encontro na Costa Rica

Resultado do prêmio foi divulgado durante encontro na Costa Rica

Já o Museu de Arte Moderna (MAM) de São Paulo, a Associação dos Amigos do Museu Mineiro e Museu da Agricultura Familiar, ambos de Minas Gerais, tiveram projetos reconhecidos com Menção Honrosa, ao lado de 17 outros projetos, e passam a integrar o Banco de Boas Práticas do Programa Ibermuseus.

Foram inscritos 167 projetos educativos procedentes de 18 países da comunidade ibero-americana, dos quais 87 foram aprovados na etapa de habilitação pelo Comitê Técnico – formado por especialistas provenientes de 10 países. Confira todos os premiados.

Encontro na Costa Rica
O resultado do prêmio foi anunciado durante o 9º Encontro Ibero-Americano de Museus, que teve lugar na capital costa-riquenha, San José, entre 24 e 26 de novembro.

Painéis de debate sobre o trabalho museológico na região, além de conferências, marcaram a programação. O presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Marcelo Araujo, falou via videoconferência sobre Sustentabilidade Socioeconômica dos Museus. Ao final do evento, foi firmada a Declaração de San José, documento que reúne metas prioritárias ao estímulo e  fomento às políticas públicas para os museus da região.

A salvaguarda do patrimônio museológico ibero-americano, governabilidade, sustentabilidade e estratégias de financiamento dos museus e o desenvolvimento de uma agenda em face aos 10 anos do Programa Ibermuseus estão entre os pontos abordados na declaração. Saiba mais.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Ibermuseus/Divulgação

Costa Rica sedia a edição 2016 do Encontro Ibero-Americano de Museus

O Museo del Jade y de la Cultura Precolombina, na cidade de San José (Costa Rica), sedia o 9º Encontro Ibero-Americano de Museus (EIM 2016) entre os dias 24 e 26 de novembro.

O evento reúne representantes de museus da região ibero-americana para a troca de experiências, discussão de assuntos de interesse mútuo de cooperação e o estabelecimento de ações conjuntas para o setor museológico da região.

Realizado pelo Programa Ibermuseus e pelo Ministério da Cultura e Juventude da Costa Rica, com o apoio da Secretaria Geral Ibero-Americana e da Organização dos Estados Ibero-Americanos, pela primeira vez o encontro acontece em um país da América Central, que se integrou ao Comitê Intergovernamental do Programa Ibermuseus em 2015.

Cooperação tem destaque
Com o tema Tecendo a Cooperação entre Museus, o EIM 2016 tem como objetivo fomentar a criação de redes interinstitucionais entre agentes museais na região ibero-americana, propiciar o diálogo sobre as políticas públicas de museus e sua sustentabilidade socioeconômica, além de gerar um espaço de reflexão sobre a Carta Cultural Ibero-Americana – a quase dez anos de sua criação.

Logo_IbermuseusNesta edição, participam representantes de alto nível de organismos de cooperação internacional, assim como museólogos, gestores, acadêmicos e pesquisadores ibero-americanos.

Marcelo Araujo, presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), representa o Brasil no EIM 2016 e realiza, no dia 25, a Conferência magistral sob o tema Sustentabilidade socioeconômica dos museus.

O programa inclui atividades abertas à participação do público, com inscrição prévia. Confira a programação completa e saiba como participar na página do Programa Ibermuseus.

Para quem não puder participar presencialmente, acontecerá a transmissão de parte do evento via streaming, com acesso por meio do portal web Ibermuseus.

Texto: Divulgação Ibermuseus
Edição: Ascom/Ibram

Programa oferece bolsas de capacitação a profissionais de museus

Estão abertas as inscrições para a primeira edição do Bolsas Ibermuseus de Capacitação. O objetivo da ação é promover mecanismos de proteção e gestão do patrimônio museológico ibero-americano, por meio da qualificação profissional, além de fomentar a consolidação da Rede Ibero-Americana de Museus.

Bolsas_IbermuseusA iniciativa faz parte do Programa Ibermuseus e permitirá a participação de profissionais da área em atividades como cursos de curta duração, seminários, congressos e oficinas sobre temas relacionados à conservação preventiva, gestão de riscos e atuação em emergências.

Os interessados podem submeter online as candidaturas até dezembro de 2016 – ou até que se esgotem os recursos disponíveis. A inscrição deve ser feita com antecedência mínima de 60 dias ao início da atividade pretendida.

12 países podem concorrer
As bolsas serão concedidas aos profissionais que atuem nas áreas relacionadas à gestão e manejo de coleções: conservação, restauração ou curadoria em instituições museais ou instituições governamentais responsáveis pelas políticas públicas para os museus dos 12 países membros do Comitê Intergovernamental do Programa: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Espanha, México, Paraguai, Peru, Portugal e Uruguai.

As bolsas cobrirão taxa de inscrição, caso se aplique; passagens de avião, trem ou ônibus, dependendo do local da atividade; translado terrestres em transporte público entre o aeroporto, o hotel e o local da atividade; seguro viagem; hospedagem e alimentação.

De acordo com o edital, a duração do benefício poderá oscilar de dois a cinco dias de atividade formativa. Após a conclusão das ações de capacitação, os selecionados deverão executar um projeto de multiplicação dos conhecimentos adquiridos em sua instituição. O projeto deverá ser apresentado no ato de inscrição e será submetido à aprovação (junto às demais documentações solicitadas).

Acesse a íntegra da convocatória e saiba mais sobre o Programa Ibermuseus.

Texto: Portal Brasil

Ibermuseus lança 7º Prêmio Ibero-Americano de Educação e Museus

Em sua sétima edição, o Prêmio Ibero-Americano de Educação e Museus, promovido anualmente pelo Programa Ibermuseus, premiará oito projetos educativos provenientes das instituições museológicas dos 22 países da região. O objetivo da iniciativa é reafirmar e ampliar a capacidade educativa dos museus e do patrimônio cultural como estratégias de transformação da realidade social.

As inscrições para o Prêmio estão abertas de 18/5, Dia Internacional dos Museus a 18/6.  Para participar, os interessados devem inscrever-se por meio da sessão Convocatórias no portal Ibermuseus.

Pelo sétimo ano consecutivo, o Programa Ibermuseus celebra o importante papel dos museus no desenvolvimento sociocultural, no fortalecimento dos direitos humanos e de uma cultura de paz, no estímulo à coesão social e à diversidade cultural e das distintas identidades que compõem a realidade ibero-americana. Durante esse tempo, o Prêmio vem revelando ações transformadoras, tais como o projeto Jovem Explorador. Primeiro lugar em 2015 na categoria I, o projeto propõe a criação do Ecomuseu de Pacoti (comunidade de 11,7 mil habitantes, localizada no Ceará-Brasil). Segundo o coordenador do projeto, Levi Jucá, a premiação e o reconhecimento pelo Programa Ibermuseus, trouxe visibilidade para o município de Pacoti e elevou o sentimento de pertencimento dos moradores da região.

Como nas edições anteriores, o Prêmio se divide em duas categorias: Categoria I – Projetos realizados ou em andamento; e Categoria II – Fomento a projetos em fase de elaboração e/ou planejamento. Para a primeira delas, serão outorgados três prêmios, e para a segunda, cinco, totalizando US$ 75 mil em prêmios. Além disso, serão concedidas menções honrosas aos primeiros 20 classificados.

Para concorrer, as instituições devem ter caráter cultural, educativo ou afim, além de estarem ligadas à administração pública (municipal, regional ou nacional) ou serem empresas privadas sem fins lucrativos.

O processo de avaliação das propostas é realizado em duas etapas: a primeira pelas Comissões Nacionais e a segunda pelo Comitê Técnico, formado por 12 especialistas em educação e museus no âmbito do Ibermuseus.

Os projetos serão analisados de acordo com os seguintes critérios: coerência; abrangência, capacidade de transformação social; dinamização da memória social; valorização da memória social; atenção à diversidade (étnica, de gênero, social e cultural) e à acessibilidade; envolvimento de agentes internos e externos (museus e comunidades) no projeto; e capacidade institucional para a manutenção das ações empreendidas.

Nas últimas seis edições, o Programa Ibermuseus premiou 45 projetos educativos na Ibero-América, com um total de US$ 320 mil. Além disso, todas as ações contempladas, seja financeiramente ou com menções honrosas, compõem o Banco de Boas Práticas em Ação Educativa, disponível no site do Ibermuseus, que já acumula 125 projetos e é considerado uma ferramenta de referência sobre educação em museus tanto na Ibero-América como em outros países do mundo.

O Edital e o formulário de inscrição ao Prêmio estão disponíveis para download em www.ibermuseus.org/convocatorias.

Mesa Técnica sobre sustentabilidade elabora planejamento estratégico

A 1ª Reunião da Mesa Técnica Ibermuseus de sua nova linha de ação Sustentabilidade das Instituições e de Processos Museais Ibero-Americanos terminou ontem (24), com a definição de um planejamento estratégico.

Coordenada pelo Brasil, com a participação de representantes do Chile, Colômbia, Espanha e Uruguai, o encontro aconteceu na sede do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), em Brasília (DF), entre os dias 22 e 24. Confira como foi o seminário de abertura.

Painel internacional sobre sustentabilidade marcou abertura da mesa técnica no dia 22

Painel internacional sobre sustentabilidade marcou a abertura da Mesa Técnica no dia 22

A iniciativa tem o objetivo principal de promover projetos e iniciativas que auxiliem instituições e processos museológicos na formulação de novos modelos de gestão sustentável.

Desta forma, pretende-se que tais empreendimentos sejam capazes de fomentar continuamente o desenvolvimento local, compreendendo as dimensões social, cultural, econômica e ambiental.

Dimensão econômica
De acordo com o presidente do Programa Ibermuseus, e também presidente do Ibram, Carlos Roberto Brandão, acredita que mesmo que os países da região sofram eventuais problemas econômicos, os museus devem ser independentes.

“Nossa missão não pode ser afetada e por isso, a sustentabilidade econômica dos museus torna-se um fator necessário”, disse, na abertura da reunião, ao abordar a dimensão econômica da linha de ação.

Em congruência com a análise de Brandão, durante três dias, integrantes da mesa e a assessoria dos organismos parceiros do Programa, como a Organização dos Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI), a Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (Aecid) e a Secretaria Geral Ibero-Americana (Segib), trabalharam na elaboração do planejamento estratégico da linha de Sustentabilidade e suas ações a curto, médio e longo prazo.

O encontro foi realizado em parceria com o Ibram e viabilizado pelo Programa de Capacitação para o Desenvolvimento no Setor Cultural (Acerca), financiado pela Cooperação Espanhola e com a colaboração da Fundação Internacional para a Ibero-América de Administração e Políticas Públicas (FIIAPP).

Confira abaixo o resultado do planejamento estratégico para a linha de ação, que prevê três eixos de atuação e suas respectivas ações:

Eixo 1 – Pesquisa
a) Definição de marco conceitual comum;
b) Mapeamento e diagnóstico, por meio da contratação de consultoria técnica especializada, dos levantamentos elaborados pelo Observatório Ibero-Americano de Museus (OIM) e demais iniciativas de instituições governamentais, em sustentabilidade no âmbito ibero-americano;
c) Elaboração e execução de projetos de pesquisa, por meio de cooperações técnico-científicas em diálogo bilateral ou multilateral.

Eixo 2 – Ação
a) Elaboração de marco lógico;
b) Realização de iniciativas, tais como seminários, oficinas e encontros sobre Sustentabilidade das Instituições e Processos Museais Ibero-Americanos;
c) Estabelecimento de indicadores de sustentabilidade;
d) Capacitação em gestão sustentável em alinhamento com a Linha de Ação de Formação e Capacitação do Programa Ibermuseus;
e) Desenvolvimento de experiências sustentáveis em museus ibero-americanos no âmbito das quatro dimensões da sustentabilidade, a partir de critérios pré-definidos;
f) Mapeamento de boas práticas de gestão sustentável nas Instituições e Processos Museais Ibero-Americanos;

Eixo 3 – Promoção
a) Reconhecer e difundir boas práticas de gestão sustentável nas instituições e processos museais ibero-americanos;
b) Promover intercâmbio entre gestores, técnicos e agentes culturais do campo museal ibero-americano para aperfeiçoamento de práticas em gestão sustentável;
c) Difundir, por meio de publicações, os resultados das ações em sustentabilidade.
d) Promover a criação e o fortalecimento de redes e organizações regionais ibero-americanas, com ênfase em sustentabilidade e inovação, com o apoio da mesa técnica e da consultoria especializada contratada para a realização da etapa de mapeamento e diagnóstico.

Saiba mais sobre o Programa Ibermuseus.

Texto: Divulgação Ibermuseus
Foto: Ascom/Ibram

Ibermuseus lança Fundo de Emergência para apoio ao patrimônio em risco

Iniciativa de cooperação e integração dos países ibero-americanos para o fomento e a articulação de políticas públicas para a área de museus e museologia, o Programa Ibermuseus lançou esta semana o Fundo de Emergência do Programa de Apoio ao Patrimônio Museológico em Situação de Risco.

A ação pretende incrementar a assistência, socorro e proteção ao patrimônio cultural da comunidade ibero-americana e oferecer respostas rápidas e eficientes frente aos desastres de origem natural ou humano, especialmente em regiões afetadas por inundações, terremotos, incêndios, conflitos bélicos, ameaças humanas e outras situações calamitosas.

Até 31 de dezembro, as instituições ibero-americanas que possuam coleções e acervos museológicos sob sua responsabilidade poderão solicitar a utilização do fundo por meio do Portal Ibermuseus.

Como funciona
Os documentos enviados sobre a entidade e o sinistro, além dos seus respectivos cronogramas e orçamentos, serão analisados pelos pontos focais de cada país e pelo Comitê Intergovernamental do Programa. Em seguida, os interessados serão comunicados sobre a aprovação ou não do benefício solicitado.

As ações de emergência englobam cooperação técnica (passagens e diárias para visitas de especialistas e funcionários das administrações públicas ibero-americanas); auxílio à contratação de consultoria técnica especializada para avaliação de danos; e intervenções pontuais (projetos de reorganização, conservação ou restauração de acervos). Os valores destinados a cada uma das solicitações serão determinados pelo Comitê Intergovernamental do Programa.

Confira o regulamento completo do Fundo de Emergência do Programa de Apoio ao Patrimônio Museológico em Situação de Risco.

Texto: Divulgação Ibermuseus

 

Programa Ibermuseus abre seleção para projetos de curadoria

O Programa Ibermuseus, iniciativa intergovernamental de cooperação cultural para a área de museus em toda a comunidade Ibero-Americana, lançou ontem (5), a 3ª Convocatória ibero-americana de Projetos de Curadoria – Conversaciones.

Com a ação, o Ibermuseus convida instituições culturais dos 22 países ibero-americanos a apresentarem projetos expositivos realizados em parceria entre duas ou mais instituições de diferentes países, estimulando, assim, o intercâmbio de acervos museológicos e o fomento ao diálogo intercultural.

Conversaciones_banner2

Peça da campanha de divulgação do edital Conversaciones 2015

Serão financiados dois projetos expositivos de US$ 40 mil cada, para a circulação de acervos ou exposições entre as instituições ibero-americanas.

As inscrições estão abertas até 5 de abril e podem ser realizadas pelo Portal Ibermuseus, onde os interessados podem encontrar o edital e demais informações sobre a convocatória.

Para participar, as instituições devem ter caráter cultural, educativo ou afim, além de estarem ligadas à administração pública (municipal, regional ou nacional) ou serem empresas privadas sem fins lucrativos.

Os projetos deverão ser apresentados por uma única instituição, proveniente de um dos países membro do Comitê Intergovernamental do Programa. Saiba mais.

O Programa Ibermuseus está vinculado à Secretaria Geral Ibero-americana (Segib) e conta com o apoio técnico da Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI) e do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), além do suporte da Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (Aecid).

Atualmente o programa é presidido pelo Brasil, onde funciona sua Unidade Técnica, encarregada da execução das linhas de ação determinadas pelo Comitê Intergovernamental. Visite a página do Programa Ibermuseus.

Texto e imagem: Divulgação Ibermuseus

Projetos de museus brasileiros são vencedores de prêmio Ibero-americano

Os projetos de três instituições brasileiras tiveram destaque na quinta edição do Prêmio Ibero-Americano de Educação e Museus, realizado pelo programa Ibermuseus: Educação e trabalho: uma ação de cidadania, do Museu da República – MR (RJ); Vamos aos museus? Educação e cultura, da organização Akala (MG), e Estação Educativo – MLP – Plataforma na WEB do Núcleo Educativo, do Museu da Língua Portuguesa (SP).

MR e Akala conquistaram os primeiros lugares, respectivamente, nas duas categorias existentes: Projetos realizados ou em andamento e Fomento a projetos de Educação e Museus para a Ibero-América. O Museu da Língua Portuguesa ficou em terceiro lugar na segunda categoria.

Presidente do Ibermuseus anuncia vencedores do prêmio em Lisboa

Presidente do Ibermuseus anuncia vencedores do prêmio em Lisboa (Portugal)

Outros projetos vencedores são oriundos do México, Colômbia, Espanha, Cuba, Costa Rica, Uruguai e Chile. Países como Equador, Portugal, Peru e Argentina também aparecem dentre as 10 menções honrosas do prêmio.

Os 13 projetos vencedores e os 10 reconhecidos com Menção Honrosa, onde aparecem mais dois museus brasileiros (Museu Casa dos Inconfidentes e Ecomuseu Recicla), foram anunciados durante o 8º Encontro Ibero-Americano de Museus pelo presidente do Programa Ibermuseus, Angelo Oswaldo, que também preside o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram).

O Brasil tem a presidência do programa intergovernamental até 2015. O encontro termina hoje (15), em Lisboa (Portugal). Saiba mais.

Projetos educativos
O Prêmio Ibero-Americano de Educação e Museus é uma iniciativa do Programa Ibermuseus para valorizar e apoiar projetos educativos relacionados aos museus, além de reconhecer boas práticas na Ibero-América. Nesta edição foram apresentados mais de 130 projetos provenientes de 14 países, avaliados por um Comitê Técnico formado por 10 especialistas ibero-americanos.

Os projetos premiados, junto aos reconhecidos com menção de honra, integrarão o Banco Ibero-Americano de Boas Práticas em Ação Educativa, disponível no Portal Ibermuseus.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Programa Ibermuseus/divulgação
Última atualização: 17.10.14

Programa Ibermuseus realiza encontros internacionais em Brasília

Entre os dias 22 e 25 de abril, o Programa Ibermuseus realiza, na sede do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), em Brasília (DF), dois eventos que reunirão representantes ibero-americanos para debater linhas de ação e projetos com foco no fortalecimento do Espaço Cultural Ibero-Americano.

Logo_IbermuseusNos dias 22 e 23 de abril acontece a primeira reunião da Mesa Técnica de Formação e Capacitação de Museus com especialistas e representantes de instituições de oito países da comunidade Ibero-Americana, responsáveis por programas de formação e capacitação nacionais, para definir plano de ação para a área.

Durante a reunião, os delegados irão discutir e aprovar um documento-base para o desenvolvimento daquela linha de ação. A reunião é fechada aos participantes e convidados – confira a lista.

Presença do público
Com o objetivo de avaliar e aprovar o documento resultante da reunião da mesa técnica, assim como outros pontos sobre a gestão do Programa Ibermuseus, acontece, nos dias 24 e 25 de abril, uma Reunião Extraordinária do Comitê Intergovernamental, com a participação de 10 dos 11 países membros: Argentina, Brasil, país que atualmente preside o comitê, Colômbia, Equador, Espanha, México, Paraguai, Peru, Portugal e Uruguai. A lista dos representantes está disponível.

Angelo Oswaldo fala durante a IV Reunião do Comitê Intergovernamental em 2012 na Colômbia

Angelo Oswaldo fala durante a IV Encontro Ibero-Americano de Museus em 2013 na Colômbia

Conduzida pelo presidente do Programa Ibermuseus e do Ibram, Angelo Oswaldo, conjuntamente com representantes da Secretaria Geral Ibero-Americana (Segib) e da Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI), a abertura da reunião, no dia 24 às 9h, contará com a participação do público.

Às 9h, está programado o lançamento de três publicações sobre Gestão de Riscos ao Patrimônio Museológico: atas de dois seminários organizados pelo Ibermuseus e a Fundação Getty, em 2011 (Brasil)  e 2012 (Colômbia); e uma cartilha realizada pelo Ibram e Ibermuseus.

As duas primeiras publicações estarão disponíveis em formato digital e a terceira será distribuída aos presentes.

Exposição e palestra
Também terá lugar na abertura do encontro o lançamento do edital V Prêmio Ibero-Americano de Educação em Museus , cujo objetivo é identificar e premiar práticas de ação educativa que promovam o desenvolvimento pessoal e a coesão social.

O público também poderá visitar a exposição A Década do Patrimônio Museológico (2012-2022), organizada pelo Ibermuseus, que celebra os 40 anos da Mesa Redonda de Santiago do Chile – ocorrida em 1972 e considerada um marco para as políticas públicas voltadas para o campo museal nos países Ibero-Americanos. Saiba mais.

Jesús Pietro

Jesús Prieto fará palestra pública

Em seguida, às 10h, o diretor de Belas Artes e Bens Culturais do Ministério da Educação, Cultura e Esportes da Espanha, Jesús Prieto, ministra conferência com o tema O Espaço Cultural Ibero-Americano. O evento é aberto ao público, mas limitado a 100 participantes. Inscreva-se para garantir sua presença.

Doutor em Direito, Catedrático de Direito Administrativo e Titular da Cátedra Andrés Bello de Direitos Culturais, Prieto é especialista em Comunicação Cultural e Cooperação Territorial. Membro de diferentes conselhos acadêmicos em várias universidades ibero-americanas, tem ampla trajetória de colaboração com diversos organismos internacionais e administrações públicas.

Ele é co-criador da Carta Cultural Ibero-Americana, documento que introduz a ideia do Espaço Cultural Ibero-Americano, uma aposta que promove a integração regional da Comunidade Ibero-Americana de Nações, entendida como a primeira região cultural supranacional que aposta por unificar e compartilhar ideias e valores. Saiba mais sobre os eventos e sobre o Programa Ibermuseus.
Texto e fotos: Programa Ibermuseus
Edição: Ascom/Ibram

Ibermuseus divulga ganhadores do Prêmio Ibero-Americano de Educação e Museus

O Comitê Técnico Avaliador da Quarta Edição do Prêmio Ibero-Americano de Educação e Museus divulgou, no dia 10 de fevereiro, os projetos ganhadores da edição 2013.

Com mais de 160 inscrições de 16 países da Ibero-América, foram escolhidos seis projetos em duas categorias:  na categoria 1 – Projetos realizados ou em desenvolvimento – foram selecionados projetos da Espanha, Cuba e Brasil. Já na categoria 2 – Fomento a projetos em fase de elaboração e/ou planejamento – foram selecionados projetos da Colômbia, Chile e Argentina.

Os projetos agraciados passam a integrar o Banco Ibero-Americano de Boas Práticas em Ação Educativa, que em breve estará disponível no Portal Ibermuseus. Além desses, 17 projetos apresentados foram reconhecidos com Menção Honrosa e também serão integradas ao banco. Confira a lista completa.

O Prêmio Ibero-Americano de Educação e Museus é uma iniciativa convocada pelo Programa Ibermuseus para apoiar a criação de projetos educativos relacionados com os museus, e visibilizar boas práticas na Ibero-América. Seu objetivo é reafirmar e ampliar a capacidade educativa dos museus e do patrimônio cultural e natural como estratégias de transformação da realidade social.

Texto: Divulgação Ibermuseus
Edição: Ascom/Ibram

Página 1 de 212