Semana de Museus 2018: guia da programação nacional já está disponível

Clique para ampliar

Clique para ampliar

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) disponibiliza, a partir desta sexta-feira (27), a programação completa da 16ª Semana de Museus – que acontece em todo o Brasil entre os dias 14 e 20 de maio.

O formato Busca Rápida permite ao usuário encontrar atividades por Estado, Cidade, Museu ou Palavra-chave. Para esta edição, os mais de 1,1 mil participantes da Semana de Museus cadastraram 3,2 mil eventos em 489 cidades de 26 estados.

Como resultado da busca, além da programação definida, há ainda o endereço da instituição assim como os contatos de telefone e e-mail. Todas as atividades são de responsabilidade dos participantes.

O guia da programação nacional também está disponível em formato documento. Acesse o Guia da Programação.

Com o intuito de reforçar a divulgação da Semana de Museus junto aos diversos públicos interessados, o Ibram lançou um kit com peças de comunicação em formato digital para museus e demais interessados. Cartazes impressos, para os participantes fora dos grandes centros urbanos, também estão sendo distribuídos gratuitamente pelo Ibram.

Dúvidas e outras questões sobre a 16ª Semana de Museus podem ser enviadas para o e-mail semana@museus.gov.br.

Texto: Ascom/Ibram

Ibram/MinC divulga Guia de Programação da 10ª Semana de Museus

Foi divulgada nesta quinta-feira (19), a programação completa da 10ª Semana de Museus, que acontece de 14 a 20 de maio. O guia da temporada de eventos já pode ser consultado ou baixado a partir da página do Ibram.

A publicação traz informações detalhadas (data, horário, local e descrição) sobre os 3.420 eventos programados para a edição deste ano, para a qual foram inscritos 1.114 museus e outras instituições culturais de todas as unidades da federação.

Exposições, palestras, oficinas, seminários e ações educativas, entre outras atividades, são algumas das atrações previstas para a 10ª Semana, que traz como tema “Museus em um mundo em transformação: novos desafios, novas inspirações”. Confira o guia aqui.

Texto: Ascom/Ibram

Guia dos Museus Brasileiros

O Guia dos Museus Brasileiros já está disponível para consulta e download. Elaborado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), o guia traz dados como ano de criação, situação atual, endereço, horário de funcionamento, tipologia de acervo, acessibilidade, infraestrutura para  recebimento de turistas estrangeiros e natureza administrativa de mais de 3 mil museus já mapeados pelo Ibram em território nacional. O material foi dividido por região, para facilitar o acesso. Clique para acessar:

Museus da Região Norte

Museus da Região Nordeste

Museus da Região Centro-Oeste

Museus da Região Sudeste

Museus da Região Sul

Museus extintos, incorporados e renomeados, museus em implantação e museus virtuais

Constam da publicação um total de 3.118 museus, incluindo 23 museus virtuais. As regiões Sudeste (1.150), Sul (874) e Nordeste (709) são, nessa ordem, as que apresentam maior quantitativo de museus.

As informações foram organizadas de modo a facilitar a consulta pelo usuário. Os museus estão divididos por região, estado e município. Legendas com símbolos indicam os dados citados. Ao final da publicação, um índice remissivo relaciona os nomes de todas as instituições.

Museu Imperial reinaugura pórtico de pedra do palácio

No dia 16 de março, quarta-feira, a cidade de Petrópolis (RJ) comemora 168 anos e o Museu Imperial, 68 anos. Para celebrar a data, o museu terá visitação gratuita não só para moradores da cidade, mas também para todos os visitantes.
O duplo aniversário também foi a data escolhida pelo museu para reabrir oficialmente o pórtico de pedra da fachada do palácio, que desde novembro de 2010 vinha passando por processo de restauração. A cerimônia de reinauguração começa às 15h, com presença do presidente do Ibram, José do Nascimento Júnior, representando a ministra da Cultura, Ana de Hollanda.

O restauro reparou danos na estrutura do pórtico, que apresentava manchas escuras, vegetação, fendas e modificação da textura, além de deformação volumétrica do material, descolamento de pintura e outros problemas. Também foram restaurados os cachepots (vasos) de mármore, as rampas de acesso e a balaustrada.

O processo teve como premissa interferir o mínimo possível na estrutura e usar materiais não agressivos. As próteses inseridas, por exemplo, foram feitas com o material original, o granito, sempre com pigmentação o mais próximo possível da existente. Ao final do restauro, foi aplicado um protetivo, substância que preserva a pedra contra intempéries. O pórtico dá acesso à entrada principal do museu e é elemento importante da arquitetura do palácio.
Guia – No dia 16, o público receberá ainda outro presente: será lançado o Guia de Visitação do Museu Imperial, que passará a ser distribuído diariamente a todos os visitantes de forma gratuita. Patrocinada pela família imperial brasileira, a publicação descreve todos os ambientes do palácio e seus anexos, além de destacar as principais peças do acervo. O guia relata também algumas curiosidades, como hábitos da família imperial e seu cotidiano em Petrópolis, e apresenta um histórico do museu e os setores técnicos da instituição.