Pijama de Getúlio Vargas volta a ser exposto no Museu da República

Pijama do Presidente Getúlio Vargas

Pijama do Presidente Getúlio Vargas

Na próxima segunda-feira, dia 24, faz 61 anos que Getúlio Vargas “saiu da vida para entrar na História”.  O Museu da República, no Rio de Janeiro, vai abrir excepcionalmente as suas portas neste dia, para receber todos aqueles que queiram homenagear esse ilustre e debatido personagem da História do nosso País.

O terceiro andar continua fechado ao público, mas o pijama de Getúlio Vargas vai para a exposição Saio da vida para entrar na memória, localizada na Sala de Exposições de Curta Duração do Museu (1º andar) que se encerra em 30 de agosto (domingo).

A mostra retrata o período final do segundo governo Vargas, apresentando personagens e fatos marcantes que antecederam o suicídio, como reportagens de jornais da época, documentos como a Carta-Testamento do ex-presidente, além de muitos de seus objetos pessoais, dentre eles o pijama que usava quando morreu.

Museu da República cria mostra virtual sobre dedicatórias a Getúlio Vargas

bannerO Museu da República (Ibram/MinC) apresenta a mostra virtual Dedicatórias a Getúlio Vargas: Fragmentos de uma Biblioteca, que pode ser vista na página do museu na internet.

A exposição foi criada como continuidade da mostra presencial Saio da vida para entrar na memória, em exibição no Palácio do Catete, aberta à visitação até o dia 19 de abril.

A iniciativa consistiu num esforço para propiciar aos leitores e pesquisadores uma nova visão dos livros que compõem parte do acervo de obras raras da Coleção Getúlio Vargas, localizada na biblioteca do museu.

Essa releitura é feita a partir das dedicatórias em livros ofertados ao ex-presidente Vargas, de um modo geral, em diversas fases de sua vida pública, desde a época em que atuava como advogado e político no Rio Grande do Sul, até sua chegada à chefia do governo federal, na condição de ditador no período do Estado Novo e, posteriormente, como senador e presidente eleito pelo voto direto.

Biblioteca particular
De acordo com Valeria Gauz, bibliotecária do Museu da República e curadora da exposição virtual, a mostra disponibiliza as dedicatórias de alguns dos livros que compuseram a biblioteca particular de Vargas, selecionando diversas mensagens em homenagem ao político gaúcho, feitas por personagens que conheceram e/ou conviveram com o ex-presidente.

Gauz destacou a importância do “diálogo” estabelecido entre os livros da biblioteca com os acervos arquivísticos e museológicos do museu. Desta forma, cada dedicatória vem acompanhada de sua transcrição e de informações sobre fatos históricos protagonizados por Getúlio Vargas, dados biográficos do autor, editor ou outra pessoa citada e curiosidades bibliográficas; além de links para a visualização de alguns objetos museológicos e documentos do Arquivo Histórico, reunindo coleções e acervos pertinentes do Museu da República. Saiba mais.

Texto e imagem: Divulgação Museu da República
Edição: Ascom/Ibram

Museu da República expõe livros raros que pertenceram a Vargas

Na última terça-feira (24), o Museu da República inaugurou a exposição temporária Dr. Getúlio: Entre o trabalho e os livros. A mostra vai apresentar ao público algumas preciosidades da biblioteca pessoal de Getúlio Vargas, que acabam de passar por processo de restauração. Da coleção de cerca de 1.000 exemplares, estarão disponíveis à visitação 50 raridades até o final do mês de setembro.

Entre os livros, estão obras especiais, como uma bela edição de A Divina Comédia, de Dante Alighieri, além de clássicos da literatura brasileira, estudos de direito, política, sociologia, e diversos livros autografados especialmente para Vargas – como um exemplar de “Olinda: segundo guia prático, histórico e sentimental de cidade brasileira”, escrito por Gilberto Freyre.

Também serão expostos objetos do escritório de Getúlio Vargas, incluindo sua mesa de trabalho, e o fardão utilizado por ele em sua posse na Academia Brasileira de Letras em 1943.

O Museu da República fica na Rua do Catete, 153, Catete, Rio de Janeiro- RJ.
Visitação de terças a sextas-feiras, das 10h às 18h, sábados, domingos e feriados, das 13h às 18h. Informações: (21) 3235-2650