MNBA é contemplado no Prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça

A Fundação Nacional de Artes – Funarte divulgou, no dia 27 de outubro, o resultado final do Prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça – 8ª edição. O edital tem como objetivo incentivar produções artísticas destinadas ao acervo das instituições museológicas públicas e privadas sem fins lucrativos; fomentar a difusão e a criação das artes visuais; fortalecer a memória cultural brasileira; e contemplar temas relevantes da sociedade contemporânea, novas linguagens e nova produção artística; além de permitir a acessibilidade aos bens culturais e o compromisso com a formação de público.

O Museu Nacional de Belas Artes/Ibram, no Rio de Janeiro, foi contemplado, através do projeto Tereza Miranda e Museu Nacional de Belas Artes, da gravadora e pintora Tereza Miranda. O museu receberá 67 gravuras, que completará o percurso artístico da artista na instituição. Todo o material  estará disponível para consulta a partir de meados 2016.

Saiba mais sobre o Prêmio.

Museu Victor Meirelles realizará Oficina de Fotografia, em parceria com a Funarte

O Projeto Agenda Cultural do Museu Victor Meirelles/Ibram, em parceria com o Centro de Conservação e Preservação Fotográfica da Fundação Nacional de Arte (Funarte), realizará nos dias 30 de setembro, 1º e 2 de outubro, a oficina Fluxo de trabalho e as boas práticas da fotografia digital, da captura em RAW ao arquivamento.

Ministrada pelo professor e fotógrafo Marcos Issa, a oficina será gratuita e tratará sobre temas como tratamento de imagens, gerenciamento de acervos digitais e outros conceitos de acordo com as diretrizes para a fotografia digital do Updig.org (Universal Imaging Digital Guidelines) e do DPBestflow.org (Digital Photography Best Practices and Workflow).

As inscrições são limitadas a um total de 25 vagas e podem ser feitas até 22 de setembro. Os interessados deverão enviar para o e-mail mvm.ac@museus.gov.br, os seguintes dados: nome completo, telefone, e-mail e um breve currículo. Além disso, deverão responder às questões: 1) Leu o programa da oficina? Qual o seu interesse nela?; 2) Qual a sua área de atuação? De que forma você lida com fotografia digital? e 3) Trabalha sozinho ou em alguma instituição?

O resultado será divulgado, também por e-mail até o dia 25 de setembro. O critério de seleção será a análise das informações enviadas pelo candidato.

Ao todo serão 26 horas/aula, distribuídas entre os dias 30 de setembro e 1º de outubro, das 8 às 12h e das 13 às 18h, e 2 de outubro, das 8 às 12h e das 13 às 17h. As aulas ocorrerão no Auditório do Museu Victor Meirelles, em Florianópolis (SC). Informações: mvm.ac@museus.gov.br ou (48) 3222-0692.

O ministrante

Marcos Issa é fotojornalista, trabalhou em redações do Rio de Janeiro e São Paulo, até fundar a Agência Argosfoto, em 1995, onde atua como editor do banco de imagens e fotógrafo junto aos mercados institucional e editorial. Desde 2006, ministra cursos sobre “boas práticas” em fotografia digital para fotógrafos. Em 2013, fundou a PrataPixel especializada em digitalização de fotografias. Prestes a concluir o curso de Biblioteconomia na Fundação Escola Sociologia e Política de São Paulo, tem lançado mão dos conhecimentos de gestão de acervos digitais em seu trabalho de captação, edição e armazenamento de imagens.

MinC promove mais de 40 atividades na Maratona Cultural Cidade Olímpica

Contornos, do Coletivo Pi.

Contornos, do Coletivo Pi.

Falta um ano para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos que serão realizados na cidade do Rio de Janeiro (RJ) e para comemorar essa contagem regressiva, o Ministério da Cultura (MinC) participa da Maratona Cultural Cidade Olímpica, no Rio de Janeiro.

A Maratona que será realizada nos dias 8 e 9 de agosto, no Rio de Janeiro, contará com mais de 40 atividades, promovidas pelo MinC e entidades vinculadas, que incluem debates, palestras, exposições, shows, atividades físicas e espetáculos teatrais, circenses e de dança, que compõem o CircuitoMinC.

A maior parte das atrações ocorrerá na região central da cidade, em especial na Praça da Cinelândia. As ações são promovidas pelo MinC, por meio da Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural (SCDC), e das entidades vinculadas: Fundação Nacional de Artes (Funarte), Fundação Biblioteca Nacional (FBN), Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB), Ibram (Instituto Brasileiro de Museus) e Instituto Patrimônio Histórico Artístico Nacional (Iphan).

Todos os museus vinculados ao Ibram no Rio de Janeiro e também todos os que aderiram à campanha Passaporte dos Museus Cariocas estarão com as portas abertas com exposições no fim de semana com entrada franca. O Museu Nacional de Belas Artes recebe no sábado, às 15h, a performance Contornos, do Coletivo Pi. Serão quatro mulheres utilizando seus corpos para deixar suas marcas em uma tela, montada no Pátio do MNBA. O Jardim Histórico do Museu da República estará com a mostra Rio – 450 anos de contemplação e cidadania ao longo de toda a semana. Produzida pelos artesãos do Projeto Rio Ecosol, a exposição conta com 10 puffs retratando ícones e símbolos do Rio de Janeiro, como o estádio do Maracanã, Pão de Açúcar, Cristo Redentor, o bondinho de Santa Teresa, entre outros. Os trabalhos destes artesãos, coordenados pelo artista plástico Cocco Barçante, são peças feitas de material reciclado e enfeitados com crochê, patchwork, flores criadas a partir de pet e retalhos diversos.

Pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), as atividades estão centradas no Paço Imperial no sábado e no domingo. Além das três exposições gratuitas, abertas das 12 às 18h, haverá um pocket show. As exposições são Uma Pausa em Pleno Voo, do artista plástico Efrain Almeida, que traz esculturas e instalações de pássaros; Atlas, de Ricardo Ventura, com obras tridimensionais, tendo a arquitetura como referência; e Maria de Todos Nós, em comemoração aos 50 anos de carreira da cantora Maria Bethânia com fotografias, ideias, obras de arte, objetos e textos dela. O pocket show será com o guitarrista Pedro Sá e o cantor Moreno Veloso, às 16h.

A Fundação Casa de Rui Barbosa realiza no sábado, (8/8), a Olimpíada Informal (OI) – uma parceria com a Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro para estimular a prática esportiva, entendida como elemento cultural. Todas as atividades são gratuitas. Elas começam às 10h, com “Panos pra manga”: exercícios de psicomotricidade para crianças de seis meses a três anos de idade; às 11h, o professor José Eduardo Prates organiza o Aulão de Alongamento Para a Terceira Idade; às 14h15 haverá sessão de visita mediada ao museu;  às 15h terá apresentação de Muay Thai com suas diversas modalidades; às 16h, o mestre Ferradura dará aula de capoeira para crianças e adultos, seguida de roda. Ao longo do dia, de hora em hora, serão oferecidas visitas mediadas ao museu.  Trata-se do primeiro museu-casa do Brasil, inaugurado em 1930 na casa onde havia vivido o escritor e líder político Rui Barbosa e sua família. A biblioteca, o arquivo e o mobiliário compõem seu acervo.

A Fundação Biblioteca Nacional abrirá suas portas no sábado, das 10h30 às 17h, com duas exposições: “Rio 450 anos: uma história do futuro”, no Espaço Cultural Eliseu Visconti e “Cartografia Histórica do Brasil na Biblioteca Nacional”, no 3° andar da sede da Biblioteca.

Além disso, em uma parceria com a Funarte, haverá encenação do espetáculo “Não me toque, estou cheia de lágrimas – Sensações”, de Clarice Lispector, no foyer e escadarias da Biblioteca Nacional.

Haverá ainda a campanha “Um livro por uma ideia” – atividade de distribuição de cerca de 400 livros em troca de texto, frase ou desenho em painel que será instalado na entrada da Biblioteca Nacional.

A Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural monta, na Praça da Cinelândia, o Território Cultura Viva com tenda para a realização de debates sobre cultura e cidade, apresentações artísticas de coletivos culturais e Pontos de Cultura, oficina e plantão para tirar dúvidas sobre editais Pontos de Mídia Livre, Pontos de Cultura Indígena e Cultura de Redes. A programação se realiza no sábado, das 9h às 20h.

Também na Praça da Cinelândia a Funarte organizou seis atividades: às 10h, haverá Carrossel Breique com Opavirá; às 10h30, apresentação de Jongo da Serrinha; às 12h30 tem campeonato de queimada entre drag queens (gaymada), com o Coletivo Toda Deseo (MG); às 14h30 se apresenta o Circo de Uma Nota Sol com o grupo Off-Sina (RJ) e às 17h30, show com a cantora pernambucana Karina Buhr.

Texto: Ascom Minc (com adaptações Ascom Ibram)
Foto: Divulgação Coletivo Pi

 

Transmissão de cargo de ministro da Cultura acontece na segunda (12)

A ministra interina da Cultura, Ana Cristina Wanzeler, passa a gestão do Ministério da Cultura (MinC) para Juca Ferreira nesta segunda (12), em cerimônia aberta ao público no Teatro Plínio Marcos (Complexo Cultural da Funarte), a partir das 10h30. O evento tem transmissão ao vivo via internet pela página do MinC.

Wanzeler ocupou o cargo por quase dois meses após a saída de Marta Suplicy, que reassumiu sua cadeira no Senado Federal. Juca Ferreira tomou posse no dia 1º de janeiro, durante cerimônia no Palácio do Planalto, na qual a presidenta reeleita, Dilma Rousseff, empossou outros 38 titulares de ministérios.

Ferreira ocupou, nos últimos dois anos, o cargo de secretário municipal de Cultura de São Paulo. Antes, havia sido ministro da Cultura, de julho de 2008 a dezembro de 2010, no segundo mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Presidência do Ibram
O escritor, curador, jornalista, advogado e gestor público Angelo Oswaldo, que presidia o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) desde julho de 2013, deixou o cargo para assumir a Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais, após convite do novo governador do Estado, Fernando Pimentel.

O então Assessor especial do Ibram Emerson José de Almeida Santos ocupa a presidência do órgão interinamente até a escolha de novo nome para o cargo.

Texto: Ascom/Ibram

Funarte promove encontro sobre políticas para artes em novembro no RJ

Com o objetivo de aprofundar o debate sobre as políticas públicas na área da cultura e, ao mesmo tempo, compartilhar experiências nos diversos segmentos artísticos, a Fundação Nacional de Artes (Funarte/MinC) realiza, de 12 a 14 de novembro, no Rio de Janeiro (RJ), o II Encontro Funarte de Políticas para as Artes.

Nesta segunda edição, o encontro terá como tema  Interações Estéticas em Rede e abrirá espaço ainda para a divulgação de trabalhos teóricos e práticos, divididos em três eixos temáticos: Criação e Experimentação; Acesso, Difusão e Mediação; e Memória e Preservação.

As inscrições para apresentação de trabalhos estarão abertas desde o dia 3 de setembro. Poderão participar estudantes em nível de graduação, pós-graduação (mestrado e doutorado), pesquisadores (mestres e doutores), gestores de políticas públicas e professores, agentes ou produtores culturais.

Para participar como ouvinte também é preciso se inscrever, entre os dias 3 e 26 de outubro. O encontro é aberto a todos que tenham interesse no assunto. As inscrições são gratuitas e as vagas limitadas. Aqueles que tiverem pelo menos 75% de frequência no evento vão receber certificado de participação. Saiba mais na página da Funarte ou pelo telefone (21) 2279.8082.

Texto: Divulgação Funarte