Página 1 de 212

6º Fórum Nacional de Museus vai acontecer em novembro no Pará

Com a publicação ontem (18) de portaria que cria a Comissão Organizadora do 6º Fórum Nacional de Museus (FNM), o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) dá início às atividades do evento, realizado a cada dois anos, que congrega o setor museal brasileiro. Em 2014, ele irá acontecer na cidade de Belém (PA), entre os dias 24 e 28 de novembro.

Interior do Museu do Estado do Pará, localizado em Belém

Interior do Museu do Estado do Pará, localizado em Belém

O Fórum Nacional de Museus é um espaço para o intercâmbio de experiências e conhecimentos entre a comunidade museológica, sociedade civil, museus e órgãos de gestão museológica federais, estaduais e municipais.

Em sua sexta edição, a programação do encontro incluirá conferências, painéis, minicursos, apresentações de Comunicações Coordenadas, grupos de trabalho temáticos, reuniões de redes e de sistemas de museus, além de programação paralela que visa valorizar a cultura local.

Outras atividades
O FNM 2014 ainda deve realizar a Teia da Memória, encontro nacional dos Pontos de Memória e iniciativas de memória e museologia social do Brasil, a revisão do Plano Nacional Setorial de Museus (PNSM) e o encontro do Programa Nacional de Educação Museal (PNEM).

O PNSM prevê a sua revisão a cada quatro anos (2010-2014) de modo a permitir o constante aprimoramento deste instrumento de planejamento e gestão das políticas públicas voltadas para o setor museal.

Já a realização do encontro do Programa Nacional de Educação Museal tem como objetivo a votação e aprovação do texto final do programa com a ampla participação do setor.

Ainda esta semana será lançado o edital de chamada pública para apresentação de trabalhos durante o fórum. Acompanhe durante esta semana na página do Ibram as primeiras notícias sobre o 6º Fórum Nacional de Museus.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação/Internet

Política Nacional de Museus no Fórum Nacional de Secretários de Cultura

Nos dias 29 e 30 de novembro, secretários de cultura de todo o país participam da 4ª Reunião Ordinária do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura, realizada na cidade de Goiânia (GO).

Na abertura do evento, o presidente do Fórum, Hamilton Pereira da Silva, secretário de Cultura do Distrito Federal (DF), e o secretário da Cultura de Goiás, Gilvane Felipe, ressaltaram importância do encontro para promover a descentralização das decisões nacionais da cultura e conhecer diferentes realidades regionais.

A temática de museus foi destaque no evento. Dentre as palestras programadas para o Fórum, a Política Nacional de Museus foi tema apresentado pelo presidente do Instituto Brasileiro de Museus, José do Nascimento Jr., e o Conselho Internacional de Museus (ICOM) foi apresentado pelo presidente do ICOM no Brasil, Carlos Roberto F. Brandão.

Também participaram do evento a secretária de Cidadania e da Diversidade Cultural (MinC), Márcia Rollemberg, que apresentou o redesenho do Programa Cultura Viva, e a secretária de Economia Criativa (MinC), Cláudia Leitão, que falou sobre o Plano Brasil Criativo.

Texto: Ascom/Ibram

5º Fórum Nacional de Museus encerra-se hoje (23) em Petrópolis

5º FNM abordou, durante cinco dias, temas relacionados aos 40 anos da Mesa Redonda de Santiago do Chile

Chega ao fim nesta sexta-feira (23), em Petrópolis (RJ), o 5º Fórum Nacional de Museus (FNM). Durante cinco dias, o evento reuniu, no Sesc Quitandinha, cerca de mil participantes, entre profissionais, gestores, estudantes, e interessados na área de museus e memória sob o tema 40 anos da mesa de Santiago do Chile: entre o idealismo e a contemporaneidade.

Conferências, painéis, minicursos, comunicações coordenadas e grupos de trabalho, além de encontro dos Pontos de Memória, reuniões paralelas e uma programação cultural que incluiu apresentações de música, teatro e exposições, integraram a programação geral do evento, na qual o a função social dos museus esteve em foco.

A quinta edição do FNM, principal evento do setor museal brasileiro, contou com a participação de referências nacionais e internacionais da área de museus e da ministra da Cultura, Marta Suplicy. Leia mais a respeito. O evento produziu diretrizes para a Política Nacional de Museus nos próximos biênio e define, até o final do dia, os representantes do setor museal no Conselho Nacional de Políticas Culturais (CNPC).

Principal evento do setor museal brasileiro, o Fórum Nacional de Museus confirmou, em sua quinta edição, sua vocação de espaço de debate, deliberação, intercâmbio, troca de experiências e circulação do conhecimento produzido no campo museal brasileiro.

“O fórum veio para qualificar e aprofundar a Política Nacional de Museus, que foi discutida democraticamente durante estes cinco dias”, avalia o presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), José do Nascimento Jr. “Foi muito importante a presença da ministra, que reafirma o compromisso do MinC com a área de museus e a política que o Ibram vem desenvolvendo. Ela aponta para a possibilidade de melhorias e ampliação da PNM”. Saiba mais sobre o 5º FNM no blogue do evento.

Texto: Ascom/Ibram

 

Marta Suplicy visita 5º FNM e garante maior investimento em museus para 2013

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, participou na tarde de ontem (22), do 5º Fórum Nacional de Museus, em Petrópolis (RJ). Em fala à plenária, a ministra ressaltou a importância do fórum como “espaço de estímulo à criação de redes entre os profissionais do setor”, além do intercâmbio com estudantes de Museologia e áreas afins, e da divulgação dos museus brasileiros.

A ministra lembrou o crescimento do número de museus no Brasil – já são cerca de 3.260 mapeados pelo Ibram – e da visitação a exposições, além do aumento do investimento no campo museal nos últimos dez anos. Leia a íntegra do discurso.

“As políticas adotadas desde 2003 conseguiram ressignificar a importância dos museus, mostrar o quão rentável é para o investidor e para a sociedade o investimento em cultura”, disse. “Nosso esforço agora é garantir e elevar o campo museal para o padrão de excelência que almejamos, profissionalizando e valorizando os seus agentes em todos os elos da cadeia”.

Foram citadas também ações como o Programa de Fomento aos Museus, que vai destinar, até o fim de 2013, cerca de R$ 20 milhões a instituições museais, por meio de prêmios e editais, além da destinação de R$ 7 milhões aos museus ligados ao Ibram. Continue lendo no blogue do 5º Fórum Nacional de Museus.

No museu

Suplicy recebeu do diretor do Museu Imperial réplica de pena de ouro usada pela Princesa Isabel para a assinatura da Lei Áurea (1888)

Mais cedo, Marta Suplicy visitou o Museu Imperial, vinculado ao Ibram/MinC, onde participou de almoço na companhia do presidente do Ibram, José do Nascimento Jr. do diretor do museu, Maurício Ferreira Jr., da secretária de Cultura do Rio de Janeiro, Adriana Rattes, membros da família Imperial, entre outros convidados.

Ao conhecer o acervo do Museu Imperial, Marta Suplicy afirmou que o setor museal receberá um incremento de 30% nos investimentos em 2013. A ministra comemorou ainda a aprovação pela Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (21), do Projeto de Lei do Vale Cultura que, em sua opinião, vai atuar como um “bolsa-alma”, garantindo acesso à cultura a milhões de pessoas.

O 5º Fórum Nacional de Museus encerra-se hoje (23), no Sesc Quitandinha, em Petrópolis, e reuniu cerca de mil participantes, entre profissionais, gestores, estudantes e militantes da área de museus e memória.

Texto: Ascom/MinC e Ascom/Ibram
Fotos: Tiago Silva e Fabrício Cruz

Matéria relacionada
Ministra da Cultura visita Museu Imperial e FNM

Ministra da Cultura visita hoje (22) o 5º Fórum Nacional de Museus

Nesta quinta-feira (22), o 5º Fórum Nacional de Museus (FNM) chega ao seu penúltimo dia de atividades no Sesc Quitandinha, em Petrópolis (RJ), e recebe a ministra da Cultura, Marta Suplicy.

Ministra da Cultura, durante recente audiência na Câmara dos Deputados, estará hoje no 5º FNM

Às 12h30, Marta Suplicy almoça no Museu Imperial com autoridades e diretores de museus e segue para o 5º FNM.

Às 15h, faz pronunciamento na plenária do fórum com homenagem aos 80 anos do curso de Museologia da UNIRIO – o mais antigo do Brasil. Saiba mais na Agenda da Ministra.

Painéis
Pela manhã começam as reuniões dos Grupos de Trabalho (GTs) relacionados ao Plano Nacional Setorial de Museus (PNSM) Em paralelo acontecem as primeiras sessões de Comunicações Coordenadas. Ambos as atividades repetem-se amanhã (23) – último dia do 5º FNM.

Às 13h, começa a última rodada de painéis. Desafios de integração supranacional da Agenda da Mesa Redonda de Santiago trata de questões relevantes em torno da institucionalização de políticas públicas para o setor museal na América Latina e Ibero-América, assim como as possibilidades de harmonização entre as ações – também no que tange à gestão do patrimônio museológico em risco.

São convidados para o painel Antía Vilela (Programa Ibermuseus), Vivian Rivas (Fundación Museos Nacionales/Venezuela) e Javier Royer (Direção Nacional de Cultura/Uruguai).

Em paralelo, o painel Patrimônio museológico em risco e seus desafios aborda aspectos essências em torno de situações de risco as quais estão submetidos acervos e coleções em museus. Identificação e localização dos riscos catastróficos, mapa dos riscos dos países ibero-americanos. planos de emergência: diretrizes para elaboração e tráfico ilícito de obras são alguns temas do painel.

Último dia de painéis no 5º Fórum Nacional de Museus

Participam Cristina Menegazzi (Centro de Patrimônio Mundial/Unesco), Major Eduardo Nocetti (Corpo de Bombeiros de São Paulo e Escudo Azul/Brasil), Théo Salim Najm (Instituto de Resseguros/Brasil) e Antonio Carlos Oliveira (meteorologista/Brasil).

A seguir ao pronunciamento da ministra da Cultura, seguem os painéis a partir das 16h.

Acervos e coleções: entre o público e o privado faz um panorama da relação em memórias, acervos e coleções e seus desafios, enfocando a democratização do acesso, mecanismos de proteção, valorização e sustentabilidade. César Oiticica Filho (curador/Brasil), Guilherme Bueno (MAC/São Paulo) e Alessandra Clark (Associação Lygia Clark/Brasil) integram o painel.

Os museus no desenvolvimento do imaginário das cidades trata de território, aprendizagem, inovação e cultura. Como os museus ajudam a ressignificar os espaços urbanos e fortalecem a memória social coletiva e o desenvolvimento local? Essas questões serão abordadas por Cêça Guimarães (FAU/UFRJ), Cristiana Kumaira (Circuito Cultural da Praça da Liberdade/Minas Gerais) e Hugo Barreto (Fundação Roberto Marinho/Brasil).

A conferência programada para o 5º Fórum Nacional de Museus hoje tem como tema Museus no século 21: práticas e ferramentas de desenvolvimento social. Princípios basilares do “museu integral”, os processos de mutação dos museus e a integração com os territórios e canais de comunicação com as comunidades estão entre as abordagens.

São convidados Margherita Sani (Istituto Beni Culturali/Itália), Ivetti Delli (Ministério da Cultura/Equador) e Dean Phelus (American Aliance of Museum/EUA). Todas as conferências com convidados estrangeiros contam com tradução simultânea. Acompanhe a cobertura completa do evento no blogue do 5º FNM.

Texto: Ascom/Ibram
Fotos: Tiago Silva e Ascom/Ibram

Encontro de Pontos de Memória e visitas a museus marcam 5º FNM hoje (21)

A quinta edição do Fórum Nacional de Museus (FNM), que segue até sexta (23) em Petrópolis (RJ), tem uma programação marcada por reuniões paralelas e visitas aos museus da cidade neste quarta-feira (21).

Minicursos e reuniões paralelas encerram-se hoje em Petrópolis

Os oito minicursos, que começaram na segunda-feira, encerram-se na manhã de hoje. Saiba mais. Também no período matinal acontece reunião geral de Coordenadores de GTs do 5º FNM.

Hoje será encerrada uma série de encontros paralelos que acontecem dentro do fórum. Professores de Museologia aproveitam a ocasião e realizam eleição para a nova Coordenação da Rede de Professores Universitários do Campo da Museologia (2012-2014). Já  a Rede de Museus e Acervos Arqueológicos trata de ações e articulações desenvolvidas de 2010 a 2012, discute plano de ação para o biênio 2012-2014 e elege a nova coordenação da rede.

O Conselho Internacional de Museus (ICOM) encerra hoje a reunião prévia sobre a conferência que acontece no Brasil no próximo ano – ICOM Rio 2013. Os sistemas e redes estaduais de museus concentram-se em discussões relativas ao Plano Nacional Setorial de Museus (PNSM), além de uma “agenda política cultural” de museus com o intuito de fortalecer o Sistema Brasileiro de Museus (SBM) e as políticas públicas para o setor em âmbito municipal, estadual e distrital.

Museu Imperial e outros museus da cidade recebem participantes do 5º FNM

Pontos de Memória e museus
A partir das 14h tem início o encontro de Pontos de Memória. As mesas redondas agendadas tratam de retrospectiva e perspectivas para o programa. Na abertura, o presidente do Ibram, José do Nascimento Jr., estará presente. Participam ainda como convidados Cícero Almeida (DPMUS/Ibram) e Telma da Silva (OEI).

Para receber tanto os participantes do 5º Fórum Nacional de Museus quanto os turistas que estarão na cidade devido ao feriado prolongado de 15 (Proclamação da República) e 20 de novembro (Consciência Negra, feriado estadual), os museus de Petrópolis prepararam programações especiais e horários diferenciados de visitação.

Também está sendo oferecida gratuidade ou preços promocionais para aqueles participantes que apresentarem o crachá do 5º FNM. Saiba quais museus visitar.

Texto: Ascom/Ibram
Fotos: Tiago Silva e banco de imagens Ibram/MinC

Exposições e resultados de pesquisas integram o 5º Fórum Nacional de Museus

A representação do índio no Museu Histórico Nacional; ações educativas num museu sergipano de arte sacra; a memória do fandango, dança típica do litoral de São Paulo e sul do Brasil. Temas tão diversificados quanto estes são apenas uma amostra do universo de assuntos abordados pelos cerca de 30 trabalhos expostos em pôsteres durante o 5º Fórum Nacional de Museus (FNM) – que segue até sexta (23) em Petrópolis (RJ).

Pôsters em exposição tratam do tema do 5º FNM

Resumos de pesquisas, trabalhos ou relatos de experiência, em desenvolvimento ou já finalizadas, acadêmicos ou não, os pôsteres foram selecionados por meio de chamada de trabalhos aberta pelo Ibram e têm em comum a afinidade com o tema do fórum em 2012 – 40 anos da Mesa Redonda de Santiago do Chile: entre o idealismo e a contemporaneidade. Continue lendo no blogue do 5º FNM.

Exposições
O Palácio Quitandinha, um verdadeiro museu, com mais de 50 mil m² e que testemunhou parte da história cultural do Brasil, tem sido palco, durante o 5º Fórum Nacional de Museus, de quatro exposições.

Organizada pelo Ibram/MinC, uma das mais concorridas é a mostra sobre a série para TV Conhecendo Museus, que apresenta ao público os museus do Brasil, seus acervos, e as histórias por trás deles, semanalmente na TV Brasil. Através de tablets com fones de ouvido, os visitantes do espaço podem assistir aos 52 programas produzidos.

Público pode assistir episódios da série Conhecendo Museus

Outra exposição bastante visitada foi trazida pelo programa Ibermuseus e aborda a história da iniciativa ibero-americana e suas contribuições para o fortalecimento do diálogo entre os países da América Latina e península ibérica. Há ainda mostras sobre Educação Museal e sobre os museus criados pela Fundação Roberto Marinho.

Texto e fotos: Ascom/Ibram

5º FNM traz painéis, conferência e homenagem à Consciência Negra nesta terça

A quinta edição do Fórum Nacional de Museus (FNM), que começou ontem (19), e segue até a sexta-feira (23), no Sesc Quitandinha, na cidade de Petrópolis (RJ), traz uma ampla programação para esta terça-feira (20).

Pela manhã, continuam os oito mincursos programados para esta edição, com temas de interesse para o setor museal, que seguem até amanhã (21). Todas as atividades relativas ao 5º FNM estão disponíveis no blogue do fórum.

Painéis
A partir das 14h, começam os painéis que, dentre outros aspectos, tratam de temas em torno dos 40 anos da Mesa de Santiago do Chile. No horário das 14h às 15h45, acontecem dois deles: A importância das informações para a construção das políticas públicas culturais e Museu e desenvolvimento humano.

O primeiro trata do papel do Sistema Nacional de Informação e Indicadores Culturais (SNIC) para o Plano Nacional de Cultura (PNC) e os planos setoriais será um dos assuntos, ao lado de outros específicos para o setor de museus, com o programa iMuseus e outras ações desenvolvidas pelo Ibram/MinC. Participam Américo Córdula (Secretaria de Políticas Culturais/MinC), Rose Miranda (CGSIM/Ibram) e o pesquisador da área Economia da Cultura, Leandro Valiati.

O segundo painel propõe um olhar para o museu como “estrutura multifacetada”, capaz de refletir memórias, patrimônios e discursos diversos, assim como a transformação do papel social dos museus nas sociedades contemporâneas. Participam Marcia Rolemberg (Secretaria de Cidadania e Diversidade Cultural/MinC), Luiz Antônio de Oliveira (Museu da Maré/RJ) e Silvia Alderoqui (Museo de las Escuelas/Argentina).

Das 16h às 17h45 acontecem os dois últimos painéis do dia. O painel O que estaremos comemorando nos 40 anos da Mesa Redonda de Santiago/Chile? vai questionar o papel dos gestores públicos, privados e do terceiro setor no desenvolvimento do setor museal e discutir a construção de redes de informações das políticas na América Latina. Cícero Almeida (DEPMUS/Ibram), Manuel Gándara Vázquez (Instituto Nacional de Antropología e Historia/México) e Maria Cristina Oliveira Bruno (Museu de Arqueologia e Etnologia da USP) farão parte da mesa.

Já o painel Memórias em movimentos tem como objeto de discussão os museus, movimentos e personagens políticos e possibilidades de interpretação do real. A mesa é composta por Adelina Coda (Museu Che Guevara/Argentina), Elenira Mendes (Casa Memorial Chico Mendes/AC) e Noaldo Ribeiro (Resgate da Identidade Cultural/PB).

Conferência
A partir das 18h30 começa a conferência 40 anos da Mesa Redonda de Santiago/Chile (1972) – Entre o idealismo e a contemporaneidade, tema do 5º FNM. Os museus da América Latina e o desafio de unir esforços para uma mudança de mentalidade, questionando ainda o papel dos museus como agentes de mudança social e de desenvolvimento. Participam Paula Assunção dos Santos (Reinwardt Academie/Holanda), Maria Célia Santos (Secretaria de Cultura/BA) e Tereza Scheiner (ICOM).

Consciência Negra
Além da programação oficial, o 5º FNM conta com espaços e eventos alternativos para entretenimento do público. Nesta terça-feira, em função do Dia da Consciência Negra, serão exibidos filmes em comemoração à data durante todo o dia no Espaço Ibram.

Capas de livros do poeta gaúcho Oliveira Silveira (1941-2009)

Às 15h50, haverá uma sessão de contação de história com Wellington Pedro, apresentando História de Ananse. Já às 18h, no palco do auditório, declamação das poesias de Oliveira Silveira, um dos autores brasileiros que refletiram sobre a questão da consciência negra, por Geanine Escobar Vargas. Fechando a noite, a apresentação Éreke – que significa máscaras no idioma africano yorubá – mistura dança, música e poesia.

O 5º Fórum Nacional de Museus é uma realização conjunta do Ibram/MinC e da Associação Brasileira de Museologia (ABM), e conta com o apoio do Sesc Rio, da TAM, Infraero, Organização dos Estados Ibero-Americanos para a Educação, Ciência e Cultura (OEI) e Prefeitura de Petrópolis. O evento tem o patrocínio da Petrobras, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Texto: Ascom/Ibram

 

Abertura do 5º Fórum Nacional de Museus celebra 40 anos da Mesa de Santiago

O 5º Fórum Nacional de Museus (FNM) foi aberto oficialmente na noite dessa segunda-feira (19), em Petrópolis (RJ). Cerca de 800 pessoas estiveram presentes ao auditório do Sesc Quitandinha, onde o evento acontece, entre autoridades, estudantes, profissionais ligados à área de museus e público em geral.

Participantes do 5º FNM após a abertura ontem (19) no Palácio Sesc Quitandinha

A cerimônia contou com a presença do presidente do Ibram, José do Nascimento Junior; do presidente da Associação Brasileira de Museologia (ABM), Antonio Carlos Pinto Vieira; da superintedente de Museus da Secretaria de Cultura do Rio de Janeiro, Mariana Várzea; do presidente da Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis, Gilson Domingues; da vice-presidente do Conselho Internacional de Museus (ICOM), Tereza Scheiner; e da presidente do Comitê Brasileiro do ICOM, Maria Ignez Franco Montovani, dentre outras autoridades.

Em falas ao público presente, os representantes ressaltaram a importância do FNM para o setor museal e o significado de abordar os 40 anos da Mesa de Santiago do Chile. Destacaram também o papel do Ibram/MinC na criação de políticas políticas públicas para o setor de museus.

Estudantes e Canarinhos
Durante a cerimônia, também foi apresentada ao público a Carta Aberta resultante do Encontro Nacional de Estudantes de Museologia (ENEMU), que aconteceu entre os dias 16 e 18 de novembro, também em Petrópolis.

O documento, que foi lido pelo estudante Hitalo Montefusco, da Universidade Federal de Goiás (UFG), pede o apoio do Ibram na busca de uma formação acadêmica condizente com as necessidades requeridas pela ética profissional e o Estatuto de Museus.

apresentação do coral Canarinhos de Petrópolis na abertura do 5º FNM

Após uma tarde que contou com a realização de vários minicursos, os presentes puderam ouvir o Coral Canarinhos de Petrópolis, o mais antigo do Brasil, fundado em 1942.

O presidente do Ibram, José do Nascimento Jr., encerrou a cerimônia ressaltando o “compromisso prático” do órgão com os preceitos da Mesa de Santiago. Nascimento destacou a atuação dos Pontos de Memória, que reflete uma concepção de museu voltada para a mediação, a transformação e o desenvolvimento social. O programa  desenvolvido pelo Ibram teve seu segundo edital lançado ontem. Saiba mais.

Após a cerimônia de abertura, o público presente aproveitou o show do grupo de samba Sururu na Roda. Toda a programação do 5º FNM, que segue até sexta (23) está disponível no blogue do evento.

Texto e fotos: Ascom/Ibram

Eleição CNPC: divulgada lista de entidades habilitadas a indicar membros

A Subcomissão do Processo Eletivo do Conselho Nacional de Políticas Culturais (CNPC), divulgou na terça-feira (13), o nome das entidades habilitadas para indicação de lista tríplice para escolha de membros que comporão o conselho, de acordo com o disposto no item 4.2. do edital Ibram nº 5, de 7 de novembro de 2012.

Entidades habilitadas
Associação Brasileira de Museologia (ABM)
Comitê Brasileiro do Conselho Internacional de Museus (ICOM-BR)
Conselho Federal de Museologia (COFEM)

Entidades não habilitadas
Associação Brasileira de Conservadores e de Restauradores (abracor)
Federação de Amigos de Museus do Brasil (Feambra)

As entidades não habilitadas poderão interpor recurso à Comissão Avaliadora, até às 14h do dia 16 de novembro, devendo o recurso ser enviado exclusivamente para o  endereço eletrônico eleicaocnpc@museus.gov.br.

Eleição em Petrópolis
A votação para escolher os representantes da área museus e memória junto ao CNPC acontece durante o 5º Fórum Nacional de Museus (FNM), entre os dias 20 e 22 de novembro, no horário de 9h às 18h, no Sesc Quitandinha, em Petrópolis (RJ). Saiba mais sobre o 5º FNM.

Poderão ser eleitores todos os participantes inscritos no 5º FNM, maiores de 16 anos, completos até a data de inscrição. O eleitor poderá votar apenas uma vez, devendo apresentar documento oficial com foto no momento da votação, e escolher dentre as entidades habilitadas.

Serão eleitas, por maioria simples, as três entidades mais votadas, as quais indicarão, cada uma, o seu representante para a composição da lista tríplice. As três entidades mais votadas serão anunciadas no encerramento do 5º FNM.

Texto: Ascom/Ibram

Matéria relacionada
Entidades de museus e memória podem se inscrever para compor CNPC

Página 1 de 212