MNBA abre exposição de pinturas de artista chilena no Rio

Delicadeza, violência e denúncia convivem numa tensão lúdica nas telas da artista plástica e professora chilena Macarena Acharán na exposição Menina dos Óleos – que abriu hoje (10), e fica em cartaz até 12 de abril, no Museu Nacional de Belas Artes (MNBA/Ibram), no Rio de Janeiro (RJ).

Os trabalhos da artista chilena dialogam com o universo feminino

Os trabalhos da artista chilena dialogam com o universo feminino

Sob curadoria do poeta ítalo-brasileiro Carlos Dimuro, a inquietação da artista está nas tintas e no movimento das pinceladas presentes nos quadros, que denunciam a condição da mulher no mundo.

Composta por 23 telas a óleo, como já indica o nome da exposição, as obras apresentam, segundo o curador,  “mulheres de todas as etnias, credos e estéticas, além dos mistérios que caracterizam o universo feminino”.

Segundo o crítico e poeta brasileiro Ferreira Gullar, uma das virtudes no trabalho de Acharán é que nele a linha que representa a figura humana – quase sempre o corpo feminino – é parte de uma expressão mais rica, que transcende a representação figurativa, imprimindo-lhe dramaticidade e denúncia.

Chile e Brasil
Macarena tem na sua formação estudos na Pontifícia Universidade Católica do Chile em Licenciatura em Arte com menção em Pintura (1978 – 1982). A artista também estudou no Brasil em três oportunidades, em São Paulo e Brasília, nos anos 90.

Alguns de seus trabalhos fazem parte de acervos de museus latino-americanos e europeus. No Brasil, Macarena Acharán já realizou exposições em São Paulo e Rio de Janeiro entre os anos de 1993 e 1994.

A entrada para a exposição é gratuita durante todo o mês de março. O MNBA localiza-se na Avenida Rio Branco, 199 (Cinelândia), e funciona de terça a sexta, das 10h às 18h; e sábados, domingos e feriados, das 12h às 17h. Outras informações pelo telefone (21) 3299.0600.

Texto e foto: Divulgação MNBA
Edição: Ascom/Ibram

MAI em Niterói inaugura exposição e faz mesas redondas

O Museu de Arqueologia de Itaipu/ Museu SocioAmbiental de Itaipu (Ibram/MinC) participa da 5ª Primavera dos Museus com eventos que visam estimular a reflexão e o aprofundamento das discussões acerca da história do recolhimento feminino de Santa Teresa, cujo prédio setecentista abriga o museu.

Dia 20 foi inaugurada a exposição “Representações do feminino: olhares revisitados e contemporâneos”, que fica aberta ao público até 20 de novembro.  A mostra aborda o contexto histórico que permeava a vida das primeiras mulheres a habitar o Recolhimento de Santa Teresa no século XVIII, assim como traz olhares contemporâneos sobre as mulheres a partir da perspectiva de alunos do ensino fundamental do Colégio Municipal Marcos Waldemar (foto).

Nesta quinta-feira, 22 de setembro, às 10h, será realizada mesa redonda “Religiosidade e representações do feminino em perspectiva histórica”, com a participação dos professores William de Souza Martins (UFRJ), Georgina Silva dos Santos (UFF) e Alejandra Saladino (UniRio/Ibram). Às 15h, o tema é “Entre história, antropologia e literatura: estudos de gênero no Brasil” e será debatido em mesa redonda com palestras das professoras Delma Pessanha Neves (UFF), Ceila Maria Ferreira (UFF) e Carla Rodrigues (PUC-Rio).

Fonte: Museu de Arqueologia de Itaipu/Ibram/MinC

Exposição “Musas de Almanaque”, no Museu Solar Monjardim

A partir da próxima segunda-feira tem início no Museu Solar Monjardim (Ibram/MinC), em Vitória/ES, a exposição “Musas de Almanaque: O feminino na publicidade do início do século XX”. A exposição traz reproduções e alguns originais de anúncios publicitários das primeiras décadas do século XX, com marcante presença feminina, retirados de um dos principais almanaques brasileiros.

A atividade faz parte da programação do Museu Solar Monjardim para a 5ª Primavera dos Museus, que inclui ainda a visita mediada especial “Um olhar feminino sobre o Solar”, onde importantes figuras femininas da história do Brasil são relacionadas aos ambientes e acervo do museu.

Ambas atividades estão abertas ao público em geral, com entrada franca, entre os dias 19 e 25 de setembro, de segunda a sexta-feira das 9h30 às 16h30 e no sábado e domingo das 13h00 às 17h00.

O Museu fica na Av. Paulino Müller, S/Nº, Jucutuquara – Vitória – ES. O telefone é (27) 3223-6609.