Ibram divulga os resultados da aplicação do Formulário de Visitação Anual – 2014

24.853.648. Este foi o número de visitas recebidas em 2014 pelos 883 museus que participaram da aplicação do Formulário de Visitação Anual (FAV) pelo Ibram. A pesquisa, aplicada pela primeira vez, é destinada a colher dados confiáveis e abrangentes sobre a frequência de público aos museus brasileiros e faz parte do projeto Museus&Público: Contagem.

Todas as regiões tiveram pelo menos um museu dentre os 100 mais visitados em 2014. Os resultados da pesquisa estão disponíveis na página do Ibram.

Previstos pelo do Decreto 8.124/2013, a coleta e o envio ao Ibram de dados anuais sobre visitação são considerados estratégicos para o desenvolvimento do setor de museus. Mais do que aferir o fluxo de visitação, a contagem de público pode indicar a necessidade de adequação dos serviços oferecidos e a ampliação da ação educativa, entre outras possibilidades.

A contagem de público é também essencial para o acompanhamento e o monitoramento de diretrizes, estratégias, ações e metas estabelecidas em políticas públicas, como as que constam no Plano Nacional de Cultura, Estatuto dos Museus e Plano Nacional Setorial de Museus.

O levantamento dos dados de 2015 já tem data definida. O FAV será aplicado de 1º de fevereiro a 29 de abril de 2016. É importante que o museu saiba antecipadamente quais serão as perguntas, organize as informações e esteja preparado para contribuir também com essa iniciativa. Leia mais sobre o Projeto Museus & Público.

Museus têm até 30 de abril para enviar dados de visitação 2014 ao Ibram

O Instituto Brasileiro de Museus recebe até o dia 30 de abril, o  Formulário de Visitação Anual (FAV) dos museus. A pesquisa é destinada a colher dados confiáveis e abrangentes sobre o a frequência de público aos museus brasileiros e faz parte do projeto Museus&Público: Contagem.

Bastante simplificado, o formulário pede que sejam informados apenas o total de visitantes no ano referência e a técnica de contagem de público utilizada, além de informações básicas sobre a instituição e o responsável pelo preenchimento.

Previstos pelo do Decreto 8.124/2013, a coleta e o envio ao Ibram de dados anuais sobre visitação são considerados estratégicos para o desenvolvimento do setor de museus. Mais do que aferir o fluxo de visitação, a contagem de público pode indicar a necessidade de adequação dos serviços oferecidos e a ampliação da ação educativa, entre outras possibilidades.

A contagem de público é também essencial para o acompanhamento e o monitoramento de diretrizes, estratégias, ações e metas estabelecidas em políticas públicas, como as que constam no Plano Nacional de Cultura, Estatuto dos Museus e Plano Nacional Setorial de Museus. Confira mais informações sobre o projeto Museus & Púbico: Contagem, incluindo fôlderes explicativos e vídeo sobre o tema.