Página 20 de 33« Primeira...10...1819202122...30...Última »

Forte Defensor Perpétuo (RJ) destaca patrimônio ambiental e cultural

O Museu Forte Defensor Perpétuo de Paraty/Ibram exibe, desde 18 de maio até 31 de julho, A Festa do Divino Espírito Santo sob o olhar de Eliseu Visconti Cavallero, com fotos da tradicional festa de Paraty, e Mosaico de Unidades de Conservação em Paraty, com infografias e maquete apresentando os órgãos que atuam na conservação do ecossistema local.

A primeira reúne um acervo com instrumentos musicais usados na folia, como a viola, o pandeiro, o tambor, a rabeca e as varetas; bonecos e símbolos como o boi, o cavalo, a miota, a pomba, o Resplendor, bandeiras e mastro usados na procissão; além das imagens produzidas na década de 1950 pelo fotógrafo Eliseu Visconti Cavallero.

Mosaico de Unidades de Conservação em Paraty apresenta um conciso painel sobre os órgãos e unidades que atuam na região, ilustrados por uma maquete da Baía de Paraty recentemente restaurada.

As infografias apresentam as unidades sob gestão do Instituto Chico Mendes (ICMBio), como o Parque Nacional da Serra da Bocaina, a Estação Ecológica de Tamoios e a Área de Proteção Ambiental de Cairuçu. Os visitantes do museu recebem amostras de sementes de palmito Juçara – planta nativa ameaçada de extinção.

O museu localiza-se no Morro do Forte, Centro Histórico de Paraty, e funciona de terça a sexta, das 9h às 12h e das 13h às 17h; sábados e domingos das 13h às 17h. Na terça-feira a entrada é gratuita. Outras informações pelo telefone (24) 3373.1038.

Texto e foto: Divulgação Museu Forte Defensor Perpétuo

Forte Defensor Perpétuo em Paraty abre exposições sobre cultura e ambiente

Roda de conversa reuniu interessados durante abertura de exposições

O Museu Forte Defensor Perpétuo de Paraty, ligado ao Ibram/MinC, inaugurou no dia 18 de maio, duas novas exposições: A Festa do Divino Espírito Santo sob o olhar de Eliseu Visconti Cavallero, com fotos da tradicional festa de Paraty, e Mosaico de Unidades de Conservação em Paraty, com infografias e maquetes apresentando os órgãos que atuam na conservação do ecossistema local.

Uma roda de conversa com representantes das instituições de memória e patrimônio atuantes na cidade apresentou um painel sobre as transformações da Festa do Divino, seu processo de tombamento cultural e os desafios das unidades de conservação ambiental do município.

A roda de conversa, que abriu as duas exposições, integrou a 10º Semana de Museus, que teve como tema em 2012 “Museus em um mundo em transformação: novos desafios, novas inspirações.” As exposições ficam no salão principal do Forte até o fim de julho.

Texto e foto: Divulgação Forte Defensor Perpétuo

MAM Bahia expõe obra realizada por artistas em comunidade próxima ao museu

O Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA) recebe a primeira exposição individual dos artistas Dias&Riedweg (Maurício Dias e Walter Riedweg) em Salvador, com abertura dia 18 de maio.

A mostra Estranhamente Possível fica em cartaz até 22 de julho e traz o inédito trabalho audiovisual Água de Chuva no Mar. O trabalho foi fruto da residência artística da dupla no MAM-BA, em janeiro deste ano, com moradores da comunidade Solar do Unhão – com cerca de 2,5 mil pessoas que vivem na área da Baía de Todos os Santos.

Estranhamente Possível apresenta um conjunto de seis obras realizadas entre 2002 e 2012. A exposição se completa com extensa programação educativa, oferecida a diferentes públicos durante os dois meses da exposição. Saiba mais.

Texto e foto: Divulgação MAM-BA

Museu Casa da Hera (RJ) exibe Naturezas mortas, natureza viva

Em 2012, o Museu Casa da Hera/Ibram, em Vassouras (MG), completa 44 anos de abertura ao público. Com a intenção de celebrar a data, a artista Annie Luporini, que trabalha com materiais naturais da região e materiais recicláveis, foi convidada para expor seu trabalho no espaço para exposições temporárias.

Nos artefatos da exposição Naturezas mortas, natureza viva, em cartaz de 10 de maio a 29 de julho, estão presentes obras bidimensionais, através do trabalho elaborado ao longo de sua vida, com materiais que ela mesma denomina “guardados”, acrescidos daqueles coletados ao longo dos anos. A exposição conta também com obras tridimensionais. Como ceramista, artista plástica e paisagista, Annie adequa o vaso não só à planta, mas também ao seu uso como objeto de interior.

A exposição está aberta de terça a sexta, das 10 às 17 horas, e sábados, domingos e feriados, das 13 às 17 horas. A entrada é gratuita. Saiba mais.

Museu da Inconfidência (MG) expõe Mitos para público infanto-juvenil

O Museu da Inconfidência/Ibram, em Ouro Preto (MG), está com a exposição Mitos: Metamorfoses na Biblioteca em cartaz. A visitação gratuita poderá ser feita até 17 de junho, das 12h às 18h, na Sala Manoel da Costa Athaide, Anexo I do museu.

Realiza em parceria com a Via Social Projetos Culturais, a exposição, voltada para o público infanto-juvenil, é composta pela representação de mitos clássicos e populares, que colaboraram no processo de formação da cultura nacional, tanto em suas versões originais quanto na apropriação literária do tema – com ênfase na mitologia greco-romana e ameríndia.

O projeto foi viabilizado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura com patrocínio do Itaú e da Eletrobrás. A concepção geral, pesquisa e textos são de Leonardo José Magalhães Gomes. Para ilustrar a exposição, o designer Flávio Vignoli e o artista plástico Roberto Marques desenvolveram projeto visual original que envolverá o público de forma mágica e lúdica.

Como peça gráfica, será disponibilizado ao público um almanaque com o conteúdo da exposição, material que auxiliará os visitantes a conhecer a fundo os mistérios dos mitos clássicos e populares. A distribuição será gratuita para grupos escolares pré-agendados. Saiba mais.

Texto: Divulgação Museu da Inconfidência

Museu Regional de São João del-Rei exibe peças do período colonial brasileiro

Fragmento de retábulo do Século XVIII está em exposição

O Museu Regional de São João del-Rei/Ibram abre ao público, entre 11 de maio e 30 de setembro, a exposição Mestres, Artífices, Oficiais e Aprendizes – a Escultura e a Talha nos Séculos XVIII e XIX. Ela pode ser visitada diariamente, no horário das 9h às 18h, à Rua Marechal Deodoro, nº 12, Centro.

A coleção do museu reúne fragmentos de retábulos, pilastras, colunas, imagens e peças de mobiliário, esculpidas e entalhadas em madeira, que fazem referência à arte colonial brasileira dos períodos Barroco e Rococó.

Introduzido no Brasil no início do século XVII por missionários católicos, como instrumento de doutrinação cristã, o Barroco nos deixou um legado importante relacionado à arte sacra. As peças entalhadas e cobertas por folhas de ouro apresentam decoração cujo tema são as folhas de parreira e de acanto, espalhando-se, e cobrindo todo o conjunto, em perfeita harmonia com anjos e aves entre outros.

A exposição apresenta o trabalho de mestres, artífices, oficiais e aprendizes que se apropriaram da arte erudita européia. São escultores que evoluíram tecnicamente no exercício de seus ofícios, e que através da singularidade de seus estilos como Antonio Francisco Lisboa, conhecido pela alcunha de Aleijadinho, tornaram-se mundialmente conhecidos.

Texto e imagem: Divulgação MRSJDR

Museu da Inconfidência abre exposição sobre mitos para público infanto-juvenil

O Museu da Inconfidência/Ibram, em Ouro Preto (MG), antecipa o  início da 10ª Semana de Museus inaugurando a exposição Mitos: Metamorfoses na Biblioteca, às 20h do dia 11 de maio. A visitação gratuita poderá ser feita até 17 de junho.

Realiza em parceria com a Via Social Projetos Culturais, a exposição, voltada para o público infanto-juvenil, é composta pela representação de mitos clássicos e populares, que colaboraram no processo de formação da cultura nacional, tanto em suas versões originais quanto na apropriação literária do tema – com ênfase na mitologia greco-romana e ameríndia.

O projeto foi viabilizado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura com patrocínio do Itaú e da Eletrobrás. A concepção geral, pesquisa e textos são de Leonardo José Magalhães Gomes. Para ilustrar a exposição, o designer Flávio Vignoli e o artista plástico Roberto Marques desenvolveram projeto visual original que envolverá o público de forma mágica e lúdica.

Como peça gráfica, será disponibilizado ao público um almanaque com o conteúdo da exposição, material que auxiliará os visitantes a conhecer a fundo os mistérios dos mitos clássicos e populares. A distribuição será gratuita para grupos escolares pré-agendados. Saiba mais.

Texto: Divulgação Museu da Inconfidência

Último fim de semana da exposição Modigliani no Museu Nacional de Belas Artes

Pintando em 1917, Jovem Mulher está em exposição no MNBA até 6 de maio

Mais de 50 mil pessoas já visitaram a mostra Modigliani: Imagens de uma Vida, desde que foi inaugurada, em janeiro deste ano, no Museu Nacional de Belas Artes (MNBA/Ibram), no Rio de Janeiro.

A exposição estará em cartaz até o domingo, 6 de maio, e, para facilitar, os horários de visitação foram ampliados excepcionalmente esta semana (quarta a sexta-feira, das 10h às 20h; e no sábado e domingo, das 11h até às 18h). A entrada é gratuita.

Na tarde de sábado (5), o MNBA promove oficinas gratuitas direcionadas às crianças. Inspirada na vida do artista, o objetivo é estimular a reflexão sobre as influências que cada um recebe no seu cotidiano e como se pode pensar e produzir de forma original a partir daí.

Composta por obras que circulam pela primeira vez na América Latina, a mostra Modigliani: Imagens de uma Vida reúne 230 peças, sendo 54 pinturas, 5 esculturas originais, 55 desenhos, 2 livros e 1 litografia, além de documentos, fotos, diários e manuscritos de Amedeo Modigliani (1884-1920) e de importantes artistas da sua época. Saiba mais.

Fonte: Portal MinC
Edição: Ascom/Ibram
Imagem: Divulgação MNBA/Ibram

Você Que Faz Versos em exibição no Museu Victor Meirelles (SC)

Você Que Faz Versos é o título da exposição, do artista Walmor Corrêa, que o Museu Victor Meirelles/Ibram, em Florianópolis (SC), exibe até 13 de junho. A entrada é gratuita e a visitação acontece de terça a sexta-feira, das 10 às 18 horas.

Walmor Corrêa utiliza nas peças ferro, plástico, vidro, papel, borracha, biscuit e madeira, tudo em composição com a técnica da taxidermia, criando animais que possuem corpo de pássaro e cabeça de rato.

O artista lembra que os animais utilizados para a realização deste trabalho foram adquiridos em empresas especializadas em taxidermia ou são oriundos de doações. Sua maior preocupação desde a criação do trabalho foi convencer esteticamente e não cientificamente, conforme ele mesmo ressalta.

Catarinense de Florianópolis, Walmor Corrêa atualmente vive e trabalha em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. É graduado em Publicidade e Propaganda e em Arquitetura e Urbanismo e tem participações em mostras individuais em várias cidades brasileiras e coletivas no exterior. Leia mais.

Texto: Divulgação Museu Victor Meirelles
Foto: Letícia Remião

Taxidermia na arte é um dos temas de exposição no Museu Victor Meirelles

Você Que Faz Versos é o título da exposição, do artista Walmor Corrêa, que o Museu Victor Meirelles/Ibram, em Florianópolis (SC), exibe de 26 de abril a 13 de junho. A entrada é gratuita e a visitação acontece de terça a sexta-feira, das 10 às 18 horas. A abertura no dia 26 contará com a presença do artista, a partir das 18h, que conversará com o público sobre os trabalhos apresentados.

Walmor Corrêa utiliza nas peças ferro, plástico, vidro, papel, borracha, biscuit e madeira, tudo em composição com a técnica da taxidermia, criando animais que possuem corpo de pássaro e cabeça de rato.

O artista lembra que os animais utilizados para a realização deste trabalho foram adquiridos em empresas especializadas em taxidermia ou são oriundos de doações. Sua maior preocupação desde a criação do trabalho foi convencer esteticamente e não cientificamente, conforme ele mesmo ressalta.

Catarinense de Florianópolis, Walmor Corrêa atualmente vive e trabalha em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. É graduado em Publicidade e Propaganda e em Arquitetura e Urbanismo e tem participações em mostras individuais em várias cidades brasileiras e coletivas no exterior. Leia mais.

Texto: Divulgação Museu Victor Meirelles
Foto: Letícia Remião

Página 20 de 33« Primeira...10...1819202122...30...Última »