Cineclube do Museu da República celebra o cineasta Glauber Rocha

O Cineclube Cinema e História Silvio Tendler, do Museu da República, no Rio de Janeiro (RJ), faz uma homenagem ao cineasta baiano Glauber Rocha amanhã (1º de agosto). O motivo é a comemoração dos 50 anos de lançamento do filme Deus e o diabo na terra do sol, indicado à Palma de Ouro do Festival de Cannes em 1964.

Glauber_LabirintoSerá exibido, às 18h30, o documentário Glauber, o Filme – Labirinto do Brasil, produzido em 2003, dirigido pelo cineasta Silvio Tendler. O filme faz uma radiografia do Cinema Novo, a partir das ideias de um de seus maiores ícones.

Antes, Silvio Tendler e o cineasta Sergio Santeiro falam sobre a vida e a obra de Glauber. O evento será mediado por Elizabeth Abel de Figueiredo, museóloga, historiadora e pesquisadora do Museu da República. A entrada é franca.

Conhecido como “o cineasta dos vencidos” ou “o cineasta dos sonhos interrompidos”, Tendler abordar em seus filmes personalidades como os ex-presidentes João Goulart e Juscelino Kubitschek,  ou o guerrilheiro Carlos Marighella. O cineasta já produziu cerca de 40 filmes, entre curtas, médias e longas-metragens.

O Museu da República localiza-se à Rua do Catete, 153 (estação de metrô Catete). Saiba mais.

Texto: Divulgação Museu da República
Imagem: Divulgação

Filme sobre Tancredo Neves será exibido no Museu da República

O documentário Tancredo, a travessia, do diretor Silvio Tendler, será exibido no dia 17 de abril, às 19h, no Museu da República/Ibram (Rua do Catete, 153), no Rio de Janeiro (RJ). A entrada é franca.

Poster do filme de Tendler

Poster do filme de Tendler

A sessão será seguida de conversa com o diretor e a pesquisadora, museóloga e historiadora do museu Elizabeth Abel de Figueiredo, abordando a trajetória de Tancredo Neves e a campanha pelas Diretas Já!- que completa 30 anos em 2014.

O documentário, lançado em 2011, aborda os três principais momentos da vida política do mineiro Tancredo Neves: ministro da Justiça de Getúlio Vargas na crise política de agosto de 1954, cujos desdobramentos levaram o presidente ao suicídio; primeiro-ministro em razão da renúncia do presidente Jânio Quadros, em 1961; e como candidato a presidente da República e presidente eleito, em 1985, com a missão de restabelecer o governo civil e a democracia no Brasil.

Foram entrevistadas 28 personalidades – políticos, jornalistas, artistas e familiares – que conviveram com o presidente Tancredo Neves e foram, ao lado dele, protagonistas dos mais importantes fatos políticos ocorridos no Brasil desde a última metade do século 20. Assista ao trailer.

Tancredo, a Travessia complementa uma trilogia de Silvio Tendler, que começou com Os Anos JK e continuou com Jango, presidentes cujas biografias foram marcadas por um compromisso indissolúvel com a democracia e o futuro da nação e do povo brasileiro.

Texto: divulgação Museu da República
Imagem: divulgação

Museus e centros culturais podem sediar mostra Cinema e Direitos Humanos

A 8ª edição da mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul está recebendo inscrições, até 11 de outubro, de instituições e espaços culturais que tenham interesse em fazer parte do evento – que acontece entre 26 de novembro e 20 de dezembro em todo o Brasil.

Realizado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, com produção da Universidade Federal Fluminense/Ministério da Cultura e patrocínio da Petrobras e  BNDES, o evento celebra, há oito edições, o aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, proclamada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 10 de dezembro de 1948.

A Mostra dedica-se a apresentar filmes sul-americanos que discutem temas atuais de Direitos Humanos no nosso continente e tem pontos de exibição nas 26 capitais e no Distrito Federal. Pelo primeiro ano, a mostra será realizada também em até 1.000 espaços culturais do país, assumindo um caráter descentralizador e democrático.

Como participar e programação
A participação consiste na realização de pelo menos duas sessões de cinema, não sendo vedada a realização de mais sessões. Os locais de exibição habilitados poderão também realizar, se possível, sessões acessíveis de filmes com audiodescrição, dublagem e legendas e com tradução para Libras. A ficha de inscrição está disponível.

A instituição habilitada receberá, gratuitamente, o kit contendo os filmes, inclusive os das sessões acessíveis no que se refere a audiodescrição, dublagem e legendas, a serem exibidos.

A programação compreende uma seleção de filmes contemporâneos que, desde 2008, são também selecionados por meio de chamada pública, além de uma retrospectiva histórica, homenagens e programas especiais. Outras informações podem ser obtidas pelos telefones (21) 2629.9763 ou (61) 2025.3732/3950 ou no blogue da mostra.

Texto: Divulgação Secretaria do Audiovisual/MinC
Edição: Ascom/Ibram

 

 

Cineclube do Museu Casa da Hera (RJ) no Circuito Poesia Gourmet

A cidade de Vassouras (RJ) recebe, entre os dias 3 e 6 de novembro, a primeira edição do Circuito Poesia Gourmet. O circuito conta com uma vasta programação cultural, que inclui atrações como recitais, saraus itinerantes pela cidade, oficinas de gastronomia, piqueniques em fazendas históricas, lançamentos de obras literárias e sessão de cinema  no projeto cineclubista do Museu Casa da Hera/Ibram.

Gastronomia e arte são o tema do cineclube durante o evento com o filme Chocolate, uma produção baseada no romance homônimo de Joanne Harris. A atividade é gratuita e acontece no dia 4 de novembro, às 14h.

O evento, que conta com vários parceiros, é realizado pela Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Vassouras e busca promover a cultura e favorecer o desenvolvimento do turismo na cidade.

Mais filmes
No dia primeiro de novembro, o Cineclube Casa da Hera exibiu os filmes que integraram as mostras Nacional e Internacional do Dia Internacional da Animação (DIA), comemorado em 28 de outubro em mais de 30 países. A atividade foi gratuita e divulgada entre as escolas da região.

Fonte: Divulgação Museu Cara da Hera

Videoarte ocupa Museu Nacional de Belas Artes (RJ) até dezembro

A mostra coletiva O Circo dos Sonhos, dos artistas Andrei Muller, Flávio Vasconcellos e Gustavo Speridião, que formam o trio artístico Gráfica Utópica, abre dia 29 de outubro, às 12h, no Museu Nacional de Belas Artes (RJ). A exposição segue até 11 de dezembro.

O coletivo, formado em 2001 por três artistas da Escola de Belas Artes da UFRJ, apresenta o filme O circo dos Sonhos, média-metragem que sintetiza o trabalho do grupo e os meios disponíveis para a produção de vídeo arte -  que recebeu o Prêmio Rumos do Itaú Cultural em 2009. A mostra contará também com uma sequência de 26 fotografias digitais em preto e branco.

Em paralelo, haverá o projeto 8 Domingos de Vídeo Arte no MNBA, que contará com exibição no auditório do museu. Mais informações aqui.

Salão de artes
Também em cartaz no museu de 28 de outubro até 3 de novembro, o XVIII Salão de Artes Plásticas do Corpo de Fuzileiros Navais vai exibir pinturas, esculturas, desenhos, gravuras e peças de arte decorativa. O evento busca estimular e difundir manifestações de artes plásticas e seus participantes são artistas da comunidade em geral e da Marinha do Brasil em particular.

Fonte: Divulgação MNBA/MinC