Página 1 de 212

Pesquisa Museológica é tema dos Colóquios Ibram do dia 25

Coloquios_Agosto_18-08_11h50Na próxima terça-feira, 25 de agosto, às 16h, o Ibram realiza mais uma edição dos Colóquios Museológicos. Neste mês, o convidado, professor doutor Marcio Rangel irá discutir a Pesquisa Museológica.

O evento é aberto ao público e terá transmissão ao vivo pelo site do Ibram. Os Colóquios são realizados na Sede do Instituto, em Brasília, que fica no Setor Bancário Norte, Quadra 2, Bloco N. A confirmação de presença deve ser enviada para o email cerimonial@museus.gov.br;

Márcio Rangel é graduado em Museologia e mestre em Memória Social pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. É Doutor em História das Ciências pela Fundação Oswaldo Cruz/COC. Atualmente, é pesquisador do Museu de Astronomia e Ciências Afins, professor da Escola de Museologia (UNIRIO) e da pós-graduação em Museologia e Patrimônio da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro/Museu de Astronomia e Ciências Afins. Tem experiência na área de museologia, com ênfase em coleções histórico-científicas, história da ciência, memória e patrimônio.

Museu da Maré recebe título de Destino Turístico Prioritário do Rio

Neste sábado (20), o presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), Angelo Oswaldo, e o Secretário de Estado de Turismo do Rio de Janeiro (Setur-RJ), Cláudio Magnavita, estarão no Museu da Maré, na Zona Norte da capital fluminense, para participar da entrega do título de Destino Turístico Prioritário aos representantes do museu comunitário.

“Esse reconhecimento pelo Conselho Estadual de Turismo, como destino prioritário do Estado do Rio de Janeiro, valoriza a importância do equipamento e promove sua inserção no setor no turismo”, aposta Claúdio Magnavita. “O museu da Maré é um equipamento importante para a percepção mundial da vida e do aspecto cotidiano da comunidade”, acredita

Título de destino turístico para o Museu da Maré (RJ)

Para o presidente do Ibram, o museu “sintetiza muito bem aquilo que entendemos por museologia social, por ser um museu concebido com inteira participação dos moradores das comunidades, que cuidaram para que todas as narrativas ali apresentadas fossem muito bem alinhavadas”, explica.

Programação
A partir do meio-dia será servida uma feijoada no Museu da Maré para os representantes do trade turístico nacional – como a Agência Brasileira de Agências de Viagem (Abav), Associação Brasileira da Indústria e de Hotéis (ABIH), Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet), além de agentes e operadoras locais. Na ocasião será apresentado o folder turístico desenvolvido para o museu.

Na programação consta ainda o lançamento da publicação do Ibram Museus e Turismo – estratégias de cooperação, que se debruça nas relações entre museus e turismo, com o objetivo de orientar os setores para o gerenciamento dos espaços museológicos com foco na recepção do turista, além do estabelecimento de estratégias conjuntas de promoção dos museus e do turismo cultural.

Integrando umas das últimas atividades do ano do projeto Música no Museu, um concerto da Orquestra de Cellos das Comunidades Pacificadas, às 14h, acontece nas dependências do Museu da Maré.

Permanência
O encontro deste sábado, resultado da inclusão do museu do Complexo da Maré como destino turístico fluminense, marca ainda a resolução temporária de impasse relacionado ao pedido de desapropriação dos galpões ocupados pela instituição, cuja data final seria 9 de dezembro.

Com a intervenção da Setur, os proprietários aceitaram o pedido de prorrogação do prazo, até 10 de março de 2015, dando assim tempo hábil para que sejam estudadas medidas jurídicas para a manutenção do museu onde se encontra.

Considerado referência internacional para a museologia social, por lidar com o registro, preservação e divulgação da história das comunidades da Maré, o museu mantém uma exposição permanente, além de desenvolver atividades lúdico-educativas, oficinas e outras ações em torno da memória social.

O Museu da Maré fica na Rua Guilherme Maxwell, nº 26, próximo à Avenida Brasil, e funciona de terça a sábado, das 9h às 18h, por meio de agendamento. Saiba mais.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Museu da Maré/divulgação
Última atualização: 22.12.2014

Campina Grande sedia Conexões Ibram na Paraíba até sexta-feira (7)

O último encontro de 2012 do projeto Conexões Ibram começou hoje (5), em Campina Grande – segunda maior cidade da Paraíba (PB). O evento acontece no MAC Assis Chateubriand até sexta (7).

Na abertura, Angelo Rafael de Farias, diretor do museu, lembrou que a intenção do projeto é discutir as “ações, estratégias para os museus brasileiros em sua 17ª edição este ano”.

Silvia Cunha Lima (foto), assessora técnica representando o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, falou sobre os projetos de novos museus na Paraíba, como o MAC, que sedia o encontro, Museu da Cultura Popular, em construção em Campina Grande, com projeto de Oscar Niemeyer, e o museu da Cidade de João Pessoa, que também está em andamento.

Rangel Junior, pro-reitor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), que administra o MAC, “o museu tem um papel fundamental para a educação. Não é só lugar da guarda de objetos mas também um espaço de presença do público”.

Cooperação
Fo assinado o termo de Cooperação Técnica entre o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e a secretaria de estado da Cultura da Paraíba, com fins a ampliar políticas para o setor.

Francisco Cesar, secretário de estado da Cultura, afirmou a relevância do projeto como forma de autocrítica do setor e de continuidade para a política local. “Temos museus e acervos, mas ainda estamos aquém da construção de um sistema conectado. O museu é essencial para o povo se reconhecer no território, na história. Temos que fortalecer essas bases”, disse o secretário.

Cassia Bandeira de Melo, representando o presidente do Ibram, lembrou que o Conexões Ibram se propõe a apresentar as diversas temáticas pelas quais o instituto transita. “Queremos promover uma ação mais integrada. por isso a importância do termo de cooperação para actuamos para ações futuras”, aposta. Acompanhe mais no blogue Conexões Ibram.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Museu Assis Chateaubriand

Pontos de Memória de todo Brasil participam da 6ª Primavera dos Museus

Pontos de Memória e iniciativas de memória desenvolvidas por grupos sociais, pautadas na gestão participativa e no vínculo com a comunidade local, também estão participando da 6ª Primavera de Museus, com uma gama de eventos sobre o tema Função Social dos Museus,  que começou na segunda-feira (24) e segue até este domingo (30) de setembro.

No Sul, o Museu de Periferia (Mupe), em Curitiba, realiza uma exposição itinerante sobre a história dos pioneiros do bairro Sítio Cercado, que dialoga diretamente com questões atuais das periferias curitibanas.

Na Região Sudeste, na cidade do Rio de Janeiro, o Museu da Maré promove nesta quinta (27), dinâmicas de cidadania com oficinas de Memória  e rodas de leitura para crianças. O Ponto de Memória Rural, no município fluminense de Bom Jardim, exibe nesta sexta (28), documentário sobre a Folia de Reis da Bandeira do Divino Espírito Santo Saberes e Tradições Populares do Interior do Estado do Rio de Janeiro.

Em Vitória, capital do Espírito Santo, o Ponto de Memória de São Pedro realiza, nesta sexta (28), rodas de conversa com as tradicionais desfiadeiras de siri da Ilha das Caieirais, consideradas patrimônio imaterial da região.

No Nordeste, o Ponto de Memória LGBT está apresentando a exposição Orgulho LGBT -12 anos da parada gay em Maceió.  No Ceará, o Museu Indígena Kanindé realiza nesta sexta-feira (28) seminário sobre as experiências do museu em ação educativa e sua função social.

Confira os detalhes da programação no guia da 6ª Primavera de Museus.

5º Fórum Nacional de Museus será realizado em Petrópolis (RJ)

O 5º Fórum Nacional de Museus será realizado entre 19 e 23 de novembro no Sesc Quitandinha, em Petrópolis (RJ), conforme anunciado nesta quarta-feira (12) pela diretora de Difusão Fomento e Economia dos Museus do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), Eneida Braga, e pelo presidente da Associação Brasileira de Museologia (ABM), Antonio Carlos Vieira.  O tema deste ano será: 40 anos da Mesa-Redonda de Santiago do Chile: entre o idealismo e a contemporaneidade.

Com periodicidade bienal, o Fórum Nacional de Museus é o principal evento do setor museal brasileiro e uma oportunidade para promover o intercâmbio de experiências entre profissionais de museus, museólogos, historiadores, antropólogos, arqueólogos, educadores, professores, secretários estaduais e municipais de cultura, agentes culturais, estudantes e demais interessados.

A programação básica desse evento de cinco dias será composta por conferências, painéis, mini-cursos, apresentações de trabalho (apresentações orais e pôsteres), reuniões de grupos de trabalhos temáticos, lançamento de publicações e exposições, além de uma programação paralela para acolher a agenda do campo museal.

O 5ª Fórum Nacional de Museus pretende discutir e consolidar as ações da Política Nacional de Museus como propulsoras da inclusão social, da cidadania cultural e da valorização do patrimônio cultural brasileiro.

No Brasil, há mais de 3 mil unidades museológicas de tamanhos e tipologias diversas. Empregam 22.500 pessoas e recebem aproximadamente 80 milhões de visitantes por ano.

Museu do Diamante tem horários alterados para a Semana JK em Diamantina

Entre os dias 6 a 12 de setembro acontece em Diamantina a Semana JK 2012, evento que homenageia os 110 anos do nascimento do ex-Presidente da República, nascido em Diamantina. No dia 12 de setembro (quarta-feira) haverá a entrega da Medalha JK no centro histórico da cidade, fechando o local para trânsito de carros e pedestres. O evento também altera o horário de visitação do Museu do Diamante neste dia, que passará a ser das 9h às 12h.

Saiba mais sobre o Museu do Diamante aqui.

Um Sarau Imperial segue com apresentações semanais no Museu Imperial

Após um período sendo apresentado somente para grupos agendados, o espetáculo Um Sarau Imperial voltou a acontecer regularmente no Museu Imperial/Ibram. As apresentações para o público espontâneo são às sextas e sábados, às 18h30, com ingressos vendidos na bilheteria do museu a R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia).

Já o público escolar ganhou mais dois horários, passando para quatro apresentações semanais. As escolas interessadas podem agendar participação gratuita para as quintas e sextas, nos horários de 13h30 e 15h. Os agendamentos são feitos pelo telefone (24) 2245.7735.

Um Sarau Imperial proporciona ao público a vivência de uma atividade de lazer comum no século XIX. Durante uma dramatização de 45 minutos, os visitantes são convidados para um sarau oferecido em 1878 pela princesa Isabel e seus amigos: o pianista Isidoro Bevilacqua, a condessa de Barral, a baronesa de Loreto e a cantora lírica Adelaide Taunay. Saiba mais.  

Texto e foto: Divulgação Museu Imperial

Mostra de artes visuais ocupará MNBA durante Jornada Mundial da Juventude

O Museu Nacional de Belas Artes (MNBA/Ibram), no Rio de Janeiro (RJ), recebeu, no dia 6 de março a visita de uma delegação de italianos (foto) responsáveis pela organização da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2013 – evento internacional organizado pelo Vaticano que deve reunir jovens de todo o mundo na cidade, entre os dias 23 e 28 de julho de 2013.

Durante o encontro, que contou com a participação da diretora do MNBA, Monica Xexéo, foram acertados detalhes para a realização de uma grande mostra de artes visuais programada para acontecer no MNBA em paralelo ao evento católico. A mostra vai trazer ao Brasil obras de expoentes das artes italianas como Michelangelo e Rafael.

Junto à direção do MNBA, o grupo, formado ainda por representantes do comitê organizador local do JMJ Rio 2013, do Comitê Governamental e do Instituto Italiano de Cultura do Rio de Janeiro, definiu quais serão as galerias, localizadas no segundo piso do museu, que irão receber a mostra.

Os organizadores da Jornada Mundial da Juventude 2013 esperam receber cerca de 4 milhões de pessoas no evento, que contará com a presença do Papa Bento XVI.

Texto: Divulgação MNBA

Nilo Peçanha e mulheres das artes do século XIX ocupam Museu da República

O Museu da República/Ibram, no Rio de Janeiro (RJ), inicia o mês de março com exposição em cartaz e evento comemorativo ao Dia Internacional da Mulher.

No dia 1º de março, o museu abre uma exposição voltada a apresentar a história das campanhas políticas brasileiras: Nilo Peçanha e a Reação Republicana.

Nilo peçanha, junto com seu candidato a vice-presidente, J.J. Seabra, foi o responsável pela primeira grande campanha política brasileira, que percorreu e envolveu grande parte do país em 1922 – há exatos 90 anos. 

O candidato à presidente do país conseguiu reunir estados importantes como Rio de janeiro, Pernambuco, Bahia, Rio Grande do Sul, que queriam uma maior participação na política nacional. Nilo Peçanha não foi eleito, mas entrou pra história mesmo assim. A exposição pode ser vista até 31 de maio de 2012.

Mulheres luminosas
Idealizada por Mana Pontez, a mostra Mulheres Luminosas pretende revelar curiosidades sobre a vida e obra de mulheres que marcaram as artes no fim do século XIX e influenciaram o papel feminino na sociedade contemporânea: Chiquinha Gonzaga (musicista), Georgina Albuquerque (pintora), Gilka Machado (poetisa) e Nicolina Vaz Assis (escultora).

Nos dias 7 e 8 de março, Mulheres Luminosas promove duas palestras com a participação de estudiosos, historiadores e professores apresentando um pouco mais sobre a trajetória das artistas, além de promover uma exposição de imagens pelos jardins do Museu da República. Veja a programação a seguir. Para outras informações, clique aqui.

Programação
7 de março
17h – Pré-estréia do documentário Mulheres Luminosas (2012, 20 min.), de Pedro Pontes.
Exibição: terças e quartas, às 16h, do mês de março (grátis).
Local: auditório, 2º andar (capacidade: 80 pessoas)
17h30-19h – Palestra Vida feminina no Rio de Janeiro do fim do século XIX
Mediador: Hélio Eichbauer
Palestrantes: Antonio Edmilson M. Rodrigues (Historiador PUC-RJ e UERJ); Edinha Diniz (escritora e pesquisadora); Ana Paula Cavalcanti Simioni (Doutora em Sociologia e Docente do IEB-RJ); Maria de Lourdes Eleutério (Doutora em Sociologia e docente da FAAP-SP); Piedade Grimberg (Diretora Museu Grandjean de Montigny e Docente de História da Arte PUC-RJ).
Local: auditório, 2º andar (capacidade: 80 pessoas)

8 de março
16h – Exibição do documentário Mulheres Luminosas (2012, 20 min.), de Pedro Pontes
Local: sala multimídia
17h -19h – Palestra Expressão Feminina
Mediador: Hélio Eichbauer
Palestrantes: Iole de Freitas (artista plástica), Stela Miranda (atriz, diretora e jornalista), Rosiska Darcy de Oliveira (advogada, professora universitária, jornalista e escritora).
Local: auditório, 2º andar (capacidade: 80 pessoas)

Fonte: Divulgação Museu da República

Museu do Oratório (MG) participa de Feira do Livro

Com o objetivo de despertar o interesse da população para o hábito da leitura, a cidade de Ouro Preto recebe a II Feira Cultural do Livro – Projeto “Histórias sem fim”, que acontece entre os dias 24 e 27 de agosto. Em 2011, o Museu do Oratório participa do evento, oferecendo a oficina Releitura do Patrimônio através de Oratórios.

Nos dias 24 e 25 de agosto, a oficina será destinada aos alunos do ensino fundamental das escolas públicas de Ouro Preto. Já no dia 26 de agosto, o público alvo são grupos de adultos e da terceira idade da comunidade. As inscrições para o dia 26 já estão abertas e são gratuitas. As oficinas acontecem das 13h30 às 16h. Os interessados podem entrar em contato pelo telefone (31) 3551-5369 ou ir diretamente a recepção do Museu do Oratório (Adro do Carmo, 28 – Centro – Ouro Preto).

Todos os oratórios confeccionados na oficina serão expostos na Casa dos Contos, em Ouro Preto. A Feira Cultural do Livro é realizado pela Secretaria de Educação, por meio da Biblioteca Pública de Ouro Preto.

Fonte: Ascom Museu do Oratório

Página 1 de 212