Página 1 de 212

Ibram e ES firmam parceria para incremento do Registro de Museus no estado

Plano de trabalho a integração das Plataformas Mapa Cultural ES (Secult-ES), Museusbr (Ibram/MinC) e Mapa da Cultura (SNIIC/MinC).

Plano de trabalho contempla a integração das Plataformas Mapa Cultural ES (Secult-ES), Museusbr (Ibram/MinC) e Mapa da Cultura (SNIIC/MinC).

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e a Secretaria de Estado da Cultura do Espírito Santo assinaram na última sexta-feira (25), em Vitória (ES), Termo de Reciprocidade voltado à melhoria da qualidade da gestão da política dos museus no Estado. Um dos objetivos será o desenvolvimento de uma ação conjunta para operação do Registro de Museus em território capixaba.

Assinaram o termo o presidente do Ibram, Marcelo Araujo, e o secretário de Estado da Cultura do Espírito Santo, João Gualberto Vasconcellos. Também estiveram presentes a presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Kátia Bogéa; e a superintendente do Iphan-ES, Elisa Taveira.

O Registro de Museus é um instrumento da Política Nacional de Museus previsto pelo Estatuto de Museus (Lei 11.904/2009) e regulamentado pelo Decreto nº 8.124/2013 e Resolução Normativa nº 1/2016, e visa criar mecanismos de coleta, análise e compartilhamento de informações sobre os museus brasileiros, com o propósito de aprimorar a qualidade de suas gestões e fortalecer as políticas públicas setoriais. Também intenciona estimular a formalização dos museus a partir do acompanhamento das dinâmicas de criação, fusão, incorporação, cisão ou extinção de museus.

O plano de trabalho que acompanha o termo assinado contempla a estruturação de processos de trabalho compartilhados nas plataformas Mapa Cultural ES (Secult-ES), Museusbr (Ibram/MinC) e Mapa da Cultura (SNIIC/MinC), visando atuar de maneira colaborativa na gestão integrada das informações.

“Este foi o primeiro Termo de Reciprocidade firmado para operação do Registro de Museus em âmbito local. Esperamos avançar com os demais estados que já demonstraram interesse”, explica a coordenadora de Produção e Análise da Informação do Ibram, Rafaela Gueiros. “Na medida em que firmamos esses acordos, aumentamos a capilaridade do Ibram, descentralizando suas ações e cumprindo o pacto federativo”, avalia.

Espírito Santo realiza II Teia da Memória

teiaESNos dias 10, 11 e 12 de novembro o Ponto de Memória Museu Vivo da Barra do Jucu, em Vila Velha (ES), recebe a II Teia da Memória do Espírito Santo. O evento vai reunir durante três dias os Pontos de Memória capixabas para troca de experiências, formação e atrações culturais, entre diversas atividades.

A programação será aberta na próxima sexta-feira (10), a partir das 19h, em cerimônia que contará com a participação da diretora do Departamento de Processos Museais do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Renata Bittencourt, representando o órgão, e do secretário da Cultura do Espírito Santo, João Gualberto Vasconcellos.

Na sequência, o público presente poderá assistir a conferência de abertura do professor e museólogo Mario Chagas (Ibram/UNIRIO) com o tema “Memória e Fratrimônio”. Chagas foi um dos responsáveis pela criação da Política Nacional de Museus, do Ibram, do Sistema Brasileiro de Museus (SBM) e do Programa Pontos de Memória, entre outros.

A realização da II Teia da Memória do Espírito Santo é uma parceria entre o Ponto de Memória Museu Vivo da Barra do Jucu, a Secretaria de Estado da Cultura do Espírito Santo e o Ibram. Confira a programação completa.

Solar Monjardim recebe Seminário de Música

Museu Solar Monjardim (ES)

Museu Solar Monjardim (ES)

A partir da próxima sexta-feira (4),  o Museu Solar Monjardim, em Vitória (ES) recebe o Seminário de Música 2016. Coletivos de arte, produtores culturais, ativistas digitais e artistas discutirão a descentralização do cenário musical brasileiro nos últimos anos e os desafios de quem pensa, ama e faz cultura.

O Seminário da Música 2016, com o tema Jogo das Cenas, é parte da programação do RECONECTA, evento que acontece entre os dias 3 e 6 de março na capital capixaba. Ao mesmo tempo em que apresenta um recorte da produção cultural contemporânea que pulsa aqui no Espírito Santo e Brasil a fora, o evento investiga algumas experiências que apontam para novas possibilidades de compreender o mundo contemporâneo, tendo a cultura como gatilho para as transformações sociais do novo mundo possível. Em uma série de encontros e rodas de conversa, distintos pontos da cidade estarão conectados pelo desejo de compartilhar arte, cultura e pensamento.

As atividades no Solar Monjardim começam às 16h e vão até às 21h. Mais informações pelo e-mail producao@labmuy.cc ou pelo telefone (27) 3345-9148.

Solar Monjardim tem aumento expressivo de visitação no primeiro trimestre

O Museu Solar Monjardim (Ibram/MinC) obteve no primeiro trimestre deste ano um desempenho superior ao de anos anteriores, conseguindo manter um bom nível de atividade no museu durante época considera de baixa temporada.

O museu realizou, neste período, uma série de ações voltadas para a comunidade do entorno e para os turistas que visitavam Vitória, capital do Espírito Santo.

grafico

Visitação no Solar Monjardim tem crescido em 2015

Dentre os fatores que possibilitaram o aumento de quase 86% no número de visitantes, em relação ao primeiro trimestre de 2014, destacam-se a ampliação do horário de visitação ao museu e atividades como as aulas abertas de capoeira (que acontecem todos os domingos na chácara onde se encontra o Solar).

A reabertura da exposição temporária Modernidade e Preservação: Vitória por André Carloni, além da realização de eventos como o Encontro do Dia Internacional da Mulher também são considerados fatores positivos para o crescimento de público.

Apesar de avaliar que ainda existe um longo caminho pela frente, o Diretor interino do Museu Solar Monjardim, Rogério Coutinho, acredita que a instituição esteja no caminho certo.

“Para contornar as limitações habituais dos museus de pequeno e médio porte e conseguir expandir sua penetração na sociedade, precisamos acima de tudo de duas coisas: criatividade e proatividade”. Segundo Rogério, novas ações já estão sendo planejadas para os próximos meses no Solar.

Texto e gráfico: Divulgação Museu Solar Monjardim
Edição: Ascom/Ibram

Museus Ibram: publicadas novas chamadas públicas para diretores

Museu Casa da Hera (RJ)

Museu Casa da Hera em Vassouras (RJ)

Publicados hoje (4), no Diário Oficial da União (DOU), dois novos editais de Chamada Pública para seleção de candidatos a dirigentes de museus ligados ao Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) – autarquia do Ministério da Cultura (MinC): Museu Solar Monjardim, em Vitória (ES), e Museu Casa da Hera, em Vassouras (RJ).

No processo seletivo, serão levados em consideração critérios técnicos e objetivos de qualificação baseados na análise de currículo, Declaração de Interesse e de Plano de Trabalho.

Podem concorrer ao cargo servidores efetivos e não servidores que cumpram critérios como formação acadêmica em nível superior, experiência comprovada em gestão e conhecimento das políticas públicas do setor museológico e da área de atuação do museu.

Os candidatos devem enviar a documentação (Currículo, Declaração de Interesse e Plano de Trabalho) até às 23h59 (horário de Brasília) do dia 23 de novembro de 2014, para o endereço eletrônico selecao@museus.gov.br, informando no Assunto a chamada pública a qual se refere. Dúvidas e outras questões também devem ser enviadas para o mesmo endereço eletrônico.

Acesse os Planos Museológicos do Museu Solar Monjardim e do Museu Casa da Hera (parte I e parte II) – documento essenciais para construir a proposta de Plano de Trabalho a ser apresentada. Confira todas as chamadas públicas já lançadas.

Museu Solar Monjardim (ES)

Museu Solar Monjardim em Vitória (ES)

Os museus
A Casa da Hera foi erguida na primeira metade do século XIX, onde residiu a família de Joaquim José Teixeira Leite, grande advogado e comissário de café. Em 1952, a construção foi tombada como patrimônio nacional.

Além de mobiliário, quadros e objetos de uso doméstico originais, o acervo inclui uma vasta biblioteca e uma importante coleção de trajes de origem francesa. A biblioteca possui 890 livros e três mil periódicos do século XIX.

O Museu Solar Monjardim foi criado em junho de 1939, no Quartel da Polícia Militar, com acervo multidisciplinar e eclético. Em 1952, foi transferido para a residência dos herdeiros do Barão de Monjardim e em 1966 recebeu acervo do Museu de Arte Religiosa.

Na década de 1980, a instituição foi requalificada e renomeada pela então Fundação Pró-Memória e passou a se chamar Museu Solar Monjardim.

Confira também a Chamada Pública para dirigente do Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro (RJ), cujas inscrições também terminam dia 23 de novembro.

Texto e fotos: Ascom/Ibram
Última edição: 18.11.2014

Matérias relacionadas
Ibram abre seleção para dirigente do Museu Histórico Nacional no RJ

Ibram abre seleção para escolha de novos diretores em seis museus

Museu de Biologia Mello Leitão torna-se instituto e deixa estrutura do Ibram

O Museu de Biologia Professor Mello Leitão (MBML), localizado em Santa Teresa (ES), passa agora a integrar a  estrutura básica do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), tornando-se Instituto Nacional da Mata Atlântica, e deixa a estrutura do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), autarquia vinculada ao Ministério da Cultura (MinC).  A Lei 12.954, de 5 de fevereiro de 2014,  foi publicada hoje (6) no Diário Oficial da União.

O museu deixa a estrutura do Ibram e passa para o MCTI com status de instituto

O museu deixa a estrutura do Ibram e passa para o MCTI com status de instituto

Segundo a lei, fica autorizado aos servidores integrantes do Plano Especial de Cargos da Cultura o exercício no novo instituto, sem prejuízo das vantagens inerentes ao plano, independentemente da ocupação de cargo em comissão ou função de confiança que se achavam lotados no Museu de Biologia Professor Mello Leitão em 31 de dezembro de 2009.

Para o presidente do Ibram, Angelo Oswaldo, a transferência é  uma “grande conquista da cultura, ciência e meio ambiente e constitui destaque especial para a museologia brasileira”, afirma.

“Desde que assumi a presidência do Ibram, acompanho a tramitação do projeto de Lei e as iniciativas ligadas a essa transformação tão sonhada e necessária. O ideal de Augusto Ruschi e o projeto que ele plantou ainda na década de 40 são redimensionados em perspectiva altamente positiva, com repercussão internacional”, finaliza.

Pesquisa e preservação
Fundado em 1949 pelo naturalista capixaba Augusto Ruschi, o museu faz pesquisas biológicas, coleta material zoológico e botânico, desenvolve educação ambiental e atua na preservação da memória de seu criador.

O MBML controla duas estações biológicas na cidade de Santa Teresa (Santa Lúcia e Caixa d’Água) e reúne em seu acervo científico de mais de 65 mil itens que atraem pesquisadores de todo o mundo. O nome é uma homenagem a Cândido Firmino de Mello Leitão, professor e amigo de Ruschi que iniciou contatos com o Museu Nacional. Saiba mais.

Texto: Ascom/Ibram

Museu de Biologia Prof. Mello Leitão suspende visitação após fortes chuvas

02.01 mello leitaoO Museu de Biologia Professor Mello Leitão, em Santa Teresa, no Espirito Santo, está com a visitação pública suspensa, em virtude das fortes chuvas que provocaram duas inundações em suas instalações e deslizamento de terra. Não há previsão de reabertura do Museu.

O deslizamento ocorreu na base do Pavilhão de Ornitologia, que também foi afetado pela inundação. A casa de hóspedes, o auditório, o viveirão, o viveiro dos quelônios, o stand de orquídeas e a casa das epífitas sofreram com a inundação.

Felizmente não houve perdas nas coleções científicas. A equipe do museu está avaliando os prejuízos em materiais que ficaram submersos e trabalha no salvamento das coleções zoológicas, situadas no pavilhão de Botânica. As barreiras anti enchentes foram eficazes e minimizaram as perdas, porém, paredes e pisos não suportaram o excesso de água ocorrendo alagamento no interior de setores bloqueados.

O Ibram está em contato permanente com o museu e espera que as dificuldades sejam contornadas o mais breve possível. Que o esforço da equipe seja recompensado pela salvaguarda do acervo e das edificações do Museu, bem como do importante sítio em que se acha localizado.

Foto: Divulgação Museu

Solar Monjardim registrou aumento de quase 60% no número de visitantes

O mais recente balanço semestral realizado pela direção do Museu Solar Monjardim/Ibram, localizado em Vitória (ES), revelou uma boa notícia: de janeiro a junho deste ano, o museu registrou crescimento de 59,7% no número de visitantes em relação ao mesmo período do ano passado.

Museu ocupa casarão de período colonial em Vitória

O aumento segue uma tendência de evolução sistemática dos índices de visitação ao museu registrada nos últimos meses. Em 2012, o crescimento absoluto no número de visitantes registrado foi de 43,7% em relação ao mesmo período do ano de 2011.

Além da evolução quantitativa, o museu vem desenvolvendo ações que objetivam atrair novos públicos, diversificando o perfil de seus visitantes e democratizando o acesso à cultura na região.

Sobre o museu
Situado num casarão construído no final do século XVIII, considerado um dos mais importantes testemunhos do período colonial capixaba, o Museu Solar Monjardim ampliou seu horário de funcionamento em 2012.

Atendendo a um desejo da população capixaba e turistas, o museu passou a abrir ao público também aos finais de semana e feriados: de terça a sexta, das 9h30 às 16h30, sábados, domingos e feriados, das 13h às 17h.

A entrada é franca e todas as visitas são monitoradas. O agendamento prévio por telefone é necessário apenas para grupos de dez ou mais visitantes. O Museu Solar Monjardim localiza-se à Av. Paulino Müller, s/ nº, Jucutuquara. Outras informações pelo telefone (27) 3223.6609.

Texto: Ascom/Ibram

Museu Solar Monjardim reabre aos finais de semana para visitação no ES

A partir do primeiro final de semana de setembro, dias 1 e 2, o Museu Solar Monjardim, em Vitória (ES), volta a abrir para visitação pública aos finais de semana e feriados. O museu é vinculado ao Ibram/MinC.

O casarão, construído no final do século XVIII, reabre suas portas àqueles que não podem visitá-lo durante a semana com entrada gratuita. O agendamento prévio, por telefone, só é necessário para as visitas em grupo (10 ou mais visitantes). O museu localiza-se à Avenida Paulino Müller, s/ nº, Jucutuquara.

Confira os novos horários: terça a sexta-feira, das 9h30 às 16h30, sábados, domingos e feriados, das 13h às 17h.

Agendamento para grupos: (27) 3223.6609.

Texto: Divulgação Solar Monjardim

Museu Solar Monjardim reabre aos finais de semana em Vitória (ES)

A partir do primeiro final de semana de setembro, dias 1 e 2, o Museu Solar Monjardim, em Vitória (ES), volta a abrir para visitação pública aos finais de semana e feriados. O museu é vinculado ao Ibram/MinC.

O casarão, construído no final do século XVIII, reabre suas portas àqueles que não podem visitá-lo durante a semana com entrada gratuita. O agendamento prévio, por telefone, só é necessário para as visitas em grupo (10 ou mais visitantes). O museu localiza-se à Avenida Paulino Müller, s/ nº, Jucutuquara.

Confira os novos horários: terça a sexta-feira, das 9h30 às 16h30, sábados, domingos e feriados, das 13h às 17h.

Agendamento para grupos: (27) 3223.6609.

Página 1 de 212