Página 2 de 212

Ibram lança edital para a edição 2015 do intercâmbio Brasil-França

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) publicou hoje (17), no Diário Oficial da União, convocatória para a seleção de estudantes brasileiros interessados em participar do Intercâmbio Brasil-França 2015 – realizado em parceria com a Escola do Louvre, na França.

Escola do Louvre: intercâmbio Brasil-França começou em 2012

Escola do Louvre: intercâmbio Brasil-França começou em 2013

O edital vai selecionar até três estudantes de mestrado ou doutorado brasileiros, nas áreas de Museologia, História da Arte, Arqueologia, Antropologia e Etnologia, para participar, na cidade de Paris, de formação no Seminário Internacional de Verão de Museologia (Siem), durante duas semanas, e  de estágio em museus franceses, nas outras dez semanas. Duas vagas são destinadas ao público em geral e uma para servidores do Ibram.

O objetivo do intercâmbio, que está em sua segunda edição, é permitir aos estudantes adquirir conhecimentos práticos e experiências relevantes junto aos profissionais franceses nas suas respectivas áreas de atuação. O período de permanência na França será entre 31 de agosto e 30 de novembro de 2015.

Os selecionados recebem bolsas cujos valores terão como base a Portaria nº 174 da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) – modalidade Capacitação. A vaga destinada a servidor do Ibram seguirá a legislação federal relativa a afastamentos do país.

A seleção, para todos os inscritos, se desenvolverá em três fases: verificação da consistência documental, análise de mérito e seleção dos três finalistas. As duas primeiras fases são de caráter eliminatório, sendo que a segunda se revestirá também de caráter classificatório. Confira o edital na íntegra e seus anexos.

As inscrições, que ficam abertas entre 1º de fevereiro e 16 de março de 2015, são gratuitas e devem ser enviadas, incluindo toda a documentação solicitada no edital, para o endereço eletrônico asint.selecao@museus.gov.br. Dúvidas e outras questões devem ser enviadas para o mesmo endereço.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Internet/divulgação

Matéria relacionada
Intercâmbio: museus franceses recebem brasileiras para estágio

Parceria: Museu do Louvre quer realizar exposições no Brasil

A relação entre França e Brasil deve ser ampliada no campo das artes após a visita ao país, na última semana, de uma delegação do Museu do Louvre com o propósito de estabelecer parcerias e detectar espaços capazes de receber exposições. O Louvre foi o museu de arte mais frequentado do mundo em 2013, com mais de 9,3 milhões de visitantes, segundo a publicação The Art Newspaper.

Delegação Louvre

Delegação do Louvre esteve no Brasil na última semana e reuniu-se com o presidente do Ibram (ao fundo)

Formada por Alberto Vial, Conselheiro Diplomático, o curador Pascal Torres, Sophie Kammerer, Chefe de Serviço de Consultoria, e a diretora de Programação Cultural,  Aline François, a equipe fez visitas técnicas a todas as unidades do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), localizadas em Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo.

Na sexta (10), o presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Angelo Oswaldo, recebeu a delegação em Brasília. “Vamos organizar em 2015 um seminário para discutir temas importantes da museologia contemporânea, como gestão de riscos, arquitetura e museografia, por exemplo”, citou Oswaldo.

“O museu tem uma expertise reconhecida em todo o mundo e, certamente, este conhecimento será importante para os museus brasileiros”. Além disso, Angelo Oswaldo destaca ainda essa aproximação com o Brasil como uma ponte do museu francês com o espaço ibero-americano por meio do Programa Ibermuseus – cuja presidência é do Brasil até 2015.

Escola do Louvre
Em 2012, o Ibram estabeleceu com a Escola do Louvre um convênio voltado ao aperfeiçoamento de profissionais por meio de intercâmbio. Ano passado, as três primeiras brasileiras selecionadas em chamada pública participaram do Seminário Internacional de Verão de Museologia da Escola do Louvre (Siem) e fizeram ainda estágio em museus franceses.

Museu Nacional de Belas Artes integra a rede Ibram no Rio

O Museu Nacional de Belas Artes integra a rede Ibram no Rio

Agora chegou a vez das francesas no Brasil. Nos últimos três meses, Caroline Giecold, Maxime Porto e Sophie Hermann acompanharam, respectivamente, o dia a dia nos Museu Histórico Nacional (MHN), Museu de Arte do Rio (MAR) e Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), todos no Rio.

As duas primeiras já retornaram à França e Sophie Hermann permanece até domingo (19). Segundo ela, a experiência brasileira foi muito interessante em vários aspectos.

“Na Europa, é tudo linear [no campo das artes]; aqui, há núcleos de pensamento, pontos de vista. O que mais me chamou a atenção foi a grande diversidade na maneira de pensar a história da arte,” conta a estudante que, com esta experiência, conclui o seu curso na Escola do Louvre.

Para a coordenadora-técnica do Ibram no MNBA, Daniela Matera, a estudante se empenhou em entender a arte brasileira contemporânea, “que chama bastante atenção lá fora”, e se encantou com a história da arte brasileira. “Eu daria nota 10 para a sua atuação e acredito ainda que conseguimos contribuir para a formação dela”, finaliza Matera.

Texto e fotos: Ascom/Ibram

Intercâmbio: museus franceses recebem brasileiras para estágio

A partir da próxima semana, três brasileiras iniciam estágios em museus da França. Selecionadas via edital público, a presença delas nos museus franceses faz parte da primeira ação do convênio firmado entre o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) e a Escola do Louvre no final de 2012. Saiba mais.

Nesta semana, o presidente do Ibram, Angelo Oswaldo, assinou as convenções de estágio. A convenção é o documento que formaliza a realização do estágio com o museu francês que recebe a intercambista.

Os estágios vão de 16 de setembro a 29 de novembro e cada participante irá estagiar em uma instituição: Cidade da Arquitetura e do Patrimônio; Museu Bourdelle e Centro Pompidou.

As três estudantes estão na França há 15 dias e participam, como etapa preliminar aos estágios, do Seminário Internacional de Verão de Museologia da Escola do Louvre (Siem).

O Seminário é formado por aulas, mesas redondas com profissionais e estudos de caso a respeito de um tema específico. O tema desta edição é Famílias nos museus e se volta aos estudos de público, com foco nas visitas de famílias nos museus, o tratamento dispensado a elas, a existência de atividades ou serviços específicos, a gestão de públicos de diferentes gerações. Saiba mais sobre o intercâmbio.

Texto: Ascom/Ibram

Intercâmbio Brasil-França: Ibram publica pré-seleção de candidatos às vagas

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) publicou hoje (29), no Diário Oficial da União (DOU), a relação das inscrições consideradas aptas para avaliação da análise de mérito relativas ao Intercâmbio Acadêmico Brasil-França para a Bolsa de Intercâmbio para formação no Seminário Internacional de Verão de Museologia (Siem) da Escola do Louvre e estágio em museus franceses.

Os candidatos pré-selecionados foram Thaís Vanessa Lara, Marina Mazze Cerchiaro, Fernanda Alvim Modiano, Renata Carleial de Casimiro. Saiba mais sobre a parceria Ibram e Escola do Louvre.

Texto: Ascom/Ibram

Começam inscrições para Bolsa de Intercâmbio com Escola do Louvre em Paris

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), em parceria com a Escola do Louvre, na França, publicou hoje (2), no Diário Oficial da União, Extrato de Edital nº1, de 26 de abril, sobre a abertura de inscrições para Bolsa de Intercâmbio de formação no Seminário Internacional de Verão de Museologia da Escola do Louvre (Siem) e estágio em museus franceses.

Serão concedidas três bolsas para brasileiros, sendo uma para servidor do Ibram/MinC e duas para público em geral, com duração de três meses, não renováveis. Os selecionados receberão bolsas no valor especificado na Portaria nº 174, de 6 de dezembro de 2012, da Coordenação de Apefeiçoamento de Pessoal de Nível superior (Capes), na modalidade Capacitação.

A vaga destinada a servidor do Ibram seguirá a legislação federal relativa a afastamentos do país e o servidor selecionado optará pelo afastamento do país com ônus limitado ou sem ônus, conforme expresso no Decreto nº 91.800, de 18 de outubro de 1985. Ao optar por afastamento sem ônus, o servidor receberá os valores da bolsa conforme portaria da Capes acima referida.

Convênio com Escola do Louvre foi firmado durante visita oficial da ministra da Cultura à França em dezembro - na foto com a diretora-geral da Unesco

Como participar
Para concorrer, os interessados devem estar inscritos em curso de pós-gradução em nível de mestrado na área da Museologia, História da Arte, Arqueologia ou Antropologia; possuir proficiência em língua francesa comprovada e nacionalidade brasileira, não cumulada com nacionalidade francesa.

As inscrições vão de hoje (2) até às 18h do dia 17 de maio. O edital e seus anexos estão disponíveis para baixar.

O intercâmbio será de 1° de setembro a 30 de novembro de 2013, em Paris, com  duas semanas de formação no Siem, oferecido pela Escola do Louvre, e dois meses e meio em estágio em museus franceses. O objetivo é adquirir conhecimentos práticos com os profissionais da Escola do Louvre e, ainda, experiência com os profissionais de museus franceses durante o estágio. Confira a programação do curso (em francês).

Dúvidas ou outras informações podem ser obtidas pelo endereço eletrônico asint.selecao@museus.gov.br.

Matérias relacionadas
Museus: ministra da Cultura assina na França memorando de entendimento
Após atividades em Brasília, Diretor da Escola do Louvre visita museus no RJ

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação

Após atividades em Brasília, Diretor da Escola do Louvre visita museus no RJ

Philippe Durey falou sobre a Escola do Louvre na sede do Ibram em Brasília

Na terça-feira, 8 de maio, o Ibram/MinC em Brasília recebeu Philippe Durey, Diretor da Escola do Louvre, instituição francesa voltada ao ensino e pesquisa nas áreas de história da arte, arqueologia e museologia.

A vinda de Durey teve o propósito de alavancar o projeto “Apoio aos Diálogos Setoriais Brasil-União Europeia” e a troca de experiências entre Brasil e França na área da Proteção e Promoção do Patrimônio Museológico e Coleções. 

Pela manhã, Philippe reuniu-se com o Presidente do Ibram, José do Nascimento Junior, onde foram traçados os principais pontos de um acordo de cooperação que visa promover o intercâmbio de alunos e profissionais para as escolas e museus dos dois países.

Já no período da tarde, no auditório do instituto, Durey ministrou a palestra École du Louvre: uma particularidade francesa por mais de 130 anos, em que apresentou a escola, sua história, dependências e proposta pedagógica.

Estudantes de Museologia, técnicos de museus e servidos do Ibram estiveram presentes

Além dos cursos de graduação e de pós-graduação, a Escola promove cursos e seminários sobre temáticas especificas, somando uma audiência de 15 mil pessoas em Paris e outros 7 mil em 24 outras cidades francesas. A palestra reuniu cerca de 150 pessoas entre técnicos do Ibram, estudantes e profissionais da área da cultura.

Antes de retornar à França no dia 11 de maio, Durey visita nos dia 9 e 10, no Rio de Janeiro, os museus Nacional de Belas Artes e Histórico Nacional, vinculados ao Ibram/MinC, e o Museu da Maré e Museu de Favela, onde poderá conhecer um pouco da dimensão do trabalho e da diversidade museal brasileira.

Texto: Ivy Costa (Ascom/Ibram)
Fotos: Ascom/Ibram

Diretor da Escola do Louvre faz palestra na sede do Ibram dia 8 de maio

École du Louvre: uma particularidade francesa por mais de 130 anos é o tema de palestra que o Ibram/MinC traz a sua sede em Brasília (DF), na terça-feira, 8 de maio. O palestrante convidado é o museólogo Philippe Durey, diretor da instituição de ensino superior francesa, voltada ao ensino e à pesquisa nas áreas de história da arte, arqueologia e museologia.

A palestra acontecerá no auditório do Ibram, às 15h, e será ministrada em francês. Os interessados em participar devem preencher formulário de inscrição. O número de vagas é limitado devido ao número de equipamentos disponíveis para a tradução simultânea.

Durey é diretor da Escola do Louvre desde 2002

Graduado em Museologia pela École du Louvre, Philippe Durey foi responsável pela gestão de coleções de escultura e pelo acompanhamento de museus nas diferentes regiões da França e diretor do Museu de Belas Artes de Lyon.

Nomeado Conservador Geral do Patrimônio em 1999, coordenou a doação da coleção da atriz francesa Jacqueline Delubac ao museu, incluindo obras de Picasso, Manet, Degas, Modigliani e Bacon, entre outras.

Em 2000, assumiu o cargo de Administrador Geral na Reunião de Museus Nacionais, instituição vinculada ao Ministério da Cultura da França – responsável pela administração e valorização de 34 museus e suas coleções, além do Gran Palais des Champs-Élysées, em Paris.

Diretor da École du Louvre desde 2002, Durey liderou o projeto de modernização da instituição, a reorganização do mestrado e o desenvolvimento de atividades de cooperação internacional e de pesquisa.

Autor de numerosas publicações e especialista em história da escultura neoclássica, que lecionou na École du Louvre de 2006 a 2008, Philippe Durey foi também Presidente do Comitê Francês de História da Arte.

Texto: Ascom/Ibram

Página 2 de 212