Página 3 de 612345...Última »

Grupo de Estudos Políticas de Acervos reúne-se dia 11 em Florianópolis (SC)

O Grupo de Estudos Políticas de Acervos do Museu Victor Meirelles, que tem como objetivo a troca de experiências sobre gestão em acervos museológicos, fará sua 16ª reunião no próximo dia 11 de abril, quinta-feira, às 16 horas. O encontro é aberto ao público e será realizado na Sala de Exposições Temporárias do Museu Victor Meirelles (Ibram/MinC), localizado à Rua Victor Meirelles, 59, Centro, em Florianópolis (SC).

A partir de agora, sempre que possível as reuniões do grupo terão a participação de um técnico convidado  que representará uma unidade museológica e terá como missão compartilhar os desafios na gestão das suas coleções. Na reunião do dia 11, a convidada é a museóloga Alejandra Saladino, do Museu da República (Ibram/MinC).

Alejandra Saladino é bacharel em Museologia, especialista em Conservação de Bens Culturais Móveis, mestre em Memória Social e doutora em Ciências Sociais, todos os títulos pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. É também professora adjunta do Departamento de Estudos e Processos Museológicos da Escola de Museologia na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – Unirio e desenvolve pesquisas sobre os campos do patrimônio e dos museus, com ênfase na preservação e musealização do patrimônio arqueológico. Atualmente Alejandra é colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Museologia e Patrimônio da Unirio, professora colaboradora do Mestrado Profissional em Patrimônio Cultural, do IPHAN, e museóloga do Museu da República, Instituto Brasileiro de Museus/MinC.

Sobre o Grupo

O Grupo de Estudos sobre Política de Acervos do Museu Victor Meirelles foi criado em novembro de 2011 e desde então as reuniões acontecem uma vez a cada mês, tendo como objetivos levantar fontes de estudos sobre o tema e trocar conhecimentos e experiências quanto à aquisição, gestão e descarte de acervos em museus.  Além disso, há ainda o interesse em compartilhar e disseminar as ações, avaliando a importância e os modos de se elaborar uma Política de Acervos para museus.

A proposta destas reuniões, abertas ao público, é justamente dividir com a comunidade interessada o quem vem sendo debatido e estudado no Museu Victor Meirelles. Algumas destas reuniões acontecem tendo um filme como base de discussão, como foi o caso do A Caverna dos Sonhos Esquecidos, do diretor Werner Herzog, exibido no ano passado, e que propiciou uma conversa ao final da sessão. Antes dele já havia sido exibido Horas de Verão, de 2008, do diretor francês Olivier Assayas.

Mais informações: (48) 3222.0692

Texto: Divulgação Museu Victor Meirelles (Ibram/MinC)

Reunião da Comissão Provisória de Gestão do Programa Pontos de Memória

Representada por sete Pontos de Memória e Redes de iniciativas comunitárias de Memória e Museologia Social, votadas durante o 5º Fórum Nacional de Museus, a “Comissão Provisória de Gestão Participativa e Compartilhada do Programa Pontos de Memória” reuniu-se no Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), em Brasília, nos dias 25 e 26 de março, para iniciar o debate e a reflexão sobre mecanismos de gestão democrática do Programa.

Comissão Provisória de Gestão Compartilhada e Participativa do Programa Pontos de Memória

Como resultado dos dois dias de trabalho, o grupo elaborou um documento inicial que aponta 12 propostas de definição de competências e finalidades do comitê, referentes aos objetivos e atribuições do Programa, políticas de investimento e gestão, termos de cooperação, políticas de intercâmbio e formação.

 Na ocasião, foi acordado entre os participantes que será necessário continuar a discussão,  tanto entre a comissão provisória como entre  a equipe técnica do Ibram, para elaboração de uma proposta que contemple, inclusive, a composição  do comitê permanente, que deverá representar o universo de iniciativas do País.

A ideia é que esta proposta seja legitimada na 4ª Teia da Memória, quando também serão eleitos os representantes do comitê permanente de gestão do Programa Pontos de Memória.

Participaram do encontro da comissão representantes do Museu Comunitário da Lomba do Pinheiro; Ponto de Memória Rural; Museu dos Kanindé; Ponto de Memória Museu Mangue do Coque; Ponto de Memória Taquaril Museu; Rede Cearense de Museus Comunitários (RCMC); e da Rede de Pontos de Memória e Iniciativas de Memória e Museologia Social do Rio Grande do Sul (REPIMRS).

O debate também contou com representantes da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI) e com a participação do pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) Frederico Barbosa, que falou sobre o processo de consolidação de política pública e os diferentes mecanismos de gestão que envolvem a participação da sociedade civil .

Texto e foto: Divulgação Programa Pontos de Memória

Encontro de museus europeus e ibero-americanos acontece na Espanha

No âmbito da edição da Feira Internacional de Arte Contemporânea ARCOmadrid 2013, que acontece entre os dias 13 e 17 de fevereiro na capital espanhola, tem lugar o II Encontro de Museus da Europa e da Ibero-América, uma reunião de profissionais do setor que abordará os atuais desafios de gestão e promoção da arte contemporânea, em um diálogo entre as duas regiões.

O encontro propõe debater a necessidade de novos procedimentos de cooperação nas áreas de gestão, investigação, memória e educação dos museus de arte contemporânea. Ao mesmo tempo, serão identificados pontos de convergência para a promoção de projetos comuns, apostando na adoção de novos protocolos de trabalho que gerem uma cooperação de acordo com as dinâmicas do atual cenário global.

Papel do Ibermuseus
Enrique Varela Agüí, Subdiretor Geral de Museus Estatais e representante da Espanha no Comitê Intergovernamental do Programa Ibermuseus, participará do encontro apresentando alguns dos pontos atuais de discussão do Ibermuseus – a reflexão sobre o papel social e educativo dos museus e coleções, as práticas artísticas contemporâneas, a integração de atores no trabalho de curadoria e a criação de coleções.

20 profissionais convidados serão distribuídos em quatro mesas de trabalho segundo as respectivas linhas temáticas: Conhecimento e investigação; Patrimônio, arquivo e memória; Financiamento e gestão de recursos; e Dimensão educativa e social do museu. Cada grupo debaterá e elaborará umas propostas que posteriormente serão debatidas por todos em uma mesa final, aberta ao público da ARCOmadrid.

O Programa Ibermuseus uma iniciativa intergovernamental de cooperação e integração dos países ibero-americanos para o fomento e articulação de políticas públicas na área dos museus, da museologia e do Patrimônio.

Está vinculado à SEGIB (Secretaria Geral Ibero-americana), conta com o apoio técnico da OEI (Organização dos Estados Ibero-americanos) e do Ibram (Instituto Brasileiro de Museus), e tem o apoio financeiro da AECID (Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento). Saiba mais sobre o Programa IbermuseusARCOmadrid 2013.

Texto: Divulgação Ibermuseus

No âmbito da edição da ARCOmadrid 2013, que acontece entre os dias 13 e 17 de fevereiro na capital espanhola, acontece o II Encontro de Museus da Europa e da Ibero-América, uma reunião de profissionais do setor que abordará os atuais desafios de gestão e promoção da arte contemporânea, em um diálogo entre as duas regiões.

 

O encontro propõe debater a necessidade de novos procedimentos de cooperação nas áreas de gestão, investigação, memória e educação dos museus de arte contemporânea. Ao mesmo tempo, serão identificados pontos de convergência para a promoção de projetos comuns, apostando na adoção de novos protocolos de trabalho que gerem uma cooperação de acordo com as dinâmicas do atual cenário global.

 

Enrique Varela Agüí, Subdiretor Geral de Museus Estatais e representante da Espanha no Comitê Intergovernamental do Programa Ibermuseus, participará do encontro apresentando alguns dos pontos atuais de discussão do Ibermuseus, como a reflexão sobre o papel social e educativo dos museus e coleções, as práticas artísticas contemporâneas, a integração de atores no trabalho de curadoria e a criação de coleções.

 

Vinte profissionais convidados serão distribuídos em quatro mesas de trabalho segundo as respectivas linhas temáticas: Conhecimento e investigação; Patrimônio, arquivo e memória; Financiamento e gestão de recursos; e Dimensão educativa e social do museu. Cada grupo debaterá e elaborará umas propostas que posteriormente serão debatidas por todos em uma mesa final, aberta ao público da ARCOmadrid.

Ao término do debate, será elaborado um documento de conclusões que ficará disponível na página do Programa Ibermuseus

 

É uma iniciativa intergovernamental de cooperação e integração dos países ibero-americanos para o fomento e articulação de políticas públicas na área dos museus, da museologia e do Patrimônio.

É um espaço para o diálogo nos âmbitos de ação dos museus, que reforça a relação entre as instituições, públicas e privadas, e os profissionais do setor museológico ibero-americano, e que promove a proteção e a gestão do patrimônio junto ao intercâmbio de experiências e de conhecimento produzido.

Está vinculado à SEGIB (Secretaria Geral Ibero-americana), conta com o apoio técnico da OEI (Organização dos Estados Ibero-americanos) e do Ibram (Instituto Brasileiro de Museus), e tem o apoio financeiro da AECID (Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento).

 

Saiba mais sobre ARCOmadrid 2013 e o Programa Ibermuseus.

Encontro de Estudantes de Museologia integra programação paralela do 5º FNM

A quinta edição do Encontro Nacional dos Estudantes de Museologia (ENEMU) acontece na cidade de Petrópolis (RJ), entre 16 e 18 de novembro, como parte da programação paralela do 5º Fórum Nacional de Museus (FNM).

O tema do encontro será Museologia em Três Tempos: As trajetórias de um campo em (trans) formação. A programação inclui conferências, grupos de discussão, mesas redondas e minicurso. No último dia, também será realizada assembleia geral dos estudantes. Acesse a programação completa.

As inscrições prévias para ouvintes e comunicações foram encerradas no dia 31 de outubro. De acordo com a organização do ENEMU, durante o primeiro dia do evento estarão abertas inscrições para ouvintes. Mais informações no blogue do evento ou pelo e-mail venemu2012@gmail.com.

Texto: Ascom/Ibram

6º Encontro Ibero-Americano de Museus acontece de 22 a 24 de outubro

 

 

 

 

 

Sob o título Museu: território de conflitos? Olhares a 40 anos da Mesa Redonda de Santiago do Chile, representantes dos 22 países ibero-americanos apresentam experiências e a situação atual dos museus em suas regiões durante o 6º Encontro Ibero-Americano de Museus em Montevidéo (Uruguai), entre os dias 22 e 24 de outubro.

O debate se dará a partir das reflexões da Declaração da Mesa Redonda de Santiago do Chile de 1972 – reunião de especialistas que fundamentou os princípios da museologia social e introduziu o conceito de museu integral.

O Programa Ibermuseus, de cujo Comitê Executivo forma parte Uruguai, junto a Espanha e México, tem seus objetivos em função desses princípios, trabalhando para a cooperação e a integração dos países ibero-americanos, e fortalecendo e articulando políticas públicas em matéria de museus.

Além das mesas de trabalho reservadas aos representantes de museus, nesta edição também se realizarão conferências abertas ao público. Para o desenvolvimento das conferencias, contou-se com a colaboração da Universidade da República e o PIT-CNT (Plenário Intersindical dos Trabalhadores – Convenção Nacional dos Trabalhadores), cujas dependências alojarão algumas sessões. Saiba mais na página do Programa Ibermuseus.

Fonte: Divulgação Ibermuseus

Pontos de Memória e iniciativas de museologia social reúnem-se no RS

Começou hoje e vai até o domingo (26), em São Miguel das Missões (RS), o II Encontro da Rede de Pontos de Memória e Iniciativas de Memória e Museologia Social do Rio Grande do Sul (REPIMRS). O encontro acontece no Auditório da Escola Estadual Padre Antônio Sepp (Av. Antunes Ribas, 2021).  

Além de promover o conhecimento sobre a REPIMRS e sua proposta entre as comunidades da região missioneira gaúcha, o evento se propõe ainda a analisar e discutir a Carta da Rede de Pontos de Memória e Iniciativas Comunitárias em Memória e Museologia Social – elaborada em junho deste ano, durante encontro de articulação organizado pelo Ibram/MinC em Brasíla. Leia mais.

Na programação acontece ainda o Encontro da Rede de Educadores em Museus do RS (REMRS) e visitas técnicas ao Ponto de Memória Missioneira e comunidade Mybiá Guarani na Aldeia Indígena Tekoa Koeiju. Mais informações aqui.

Começa no Rio de Janeiro o Encontro Internacional Museus de Cidade

O Presidente do Instituto Brasileiro de Museus, José do Nascimento Jr., participa hoje (20) da cerimônia de abertura do Encontro Internacional Museus de Cidade. Com o tema A Cidade como objeto de representação e transformações sociais, o Encontro propõe a reflexão sobre as diretrizes que orientam os novos projetos de museus nas principais cidades do mundo.

O evento reunirá especialistas nacionais e internacionais que conduzirão os debates a partir dos eixos temáticos Representação, Curadoria, Acervo, Público e Gestão/Sustentabilidade. Também serão abordadas a realização da Conferência Mundial do ICOM (2013), da Copa do Mundo de Futebol (2014), dos 450 anos da fundação da cidade (2015) e das Olimpíadas (2016), todos na cidade do Rio de Janeiro.

Promovido pela Secretaria Municipal de Cultura em parceria com o Comitê de Museus de Cidade (CAMOC/ICOM), o evento acontece até o dia 24 de agosto, no Memorial Getúlio Vargas, no bairro da Glória. Saiba mais.

Texto: Ascom/Ibram

Pontos de Memória e iniciativas de museologia social reúnem-se no RS

Em São Miguel das Missões (RS) acontece, entre 24 e 26 de agosto, o II Encontro da Rede de Pontos de Memória e Iniciativas de Memória e Museologia Social do Rio Grande do Sul (REPIMRS). O encontro começa às 9h no Auditório da Escola Estadual Padre Antônio Sepp (Av. Antunes Ribas, 2021).

Além de promover o conhecimento sobre a REPIMRS e sua proposta entre as comunidades da região missioneira gaúcha, o evento se propõe ainda a analisar e discutir a Carta da Rede de Pontos de Memória e Iniciativas Comunitárias em Memória e Museologia Social -  elaborada em junho deste ano, durante encontro de articulação organizado pelo Ibram/MinC em Brasíla. Leia mais.

Na programação acontece ainda o Encontro da Rede de Educadores em Museus do RS (REMRS) e visitas técnicas ao Ponto de Memória Missioneira e comunidade Mybiá Guarani na Aldeia Indígena Tekoa Koeiju. Mais informações aqui.

Conexões Ibram
Antecedendo o encontro na região das Missões, a cidade de Porto Alegre sedia, entre os dias 21 e 23 de agosto, o projeto Conexões Ibram RS. O evento acontece na Casa de Cultura Mário Quintana (Rua dos Andradas, 736 – Centro) e apresenta as políticas públicas para museus desenvolvidas atualmente pelo Ibram/MinC, assim como as ações estaduais para o fortalecimento do setor. Saiba mais no blogue Conexões Ibram.

Texto: Ascom/Ibram

 

Encontro no RN reuniu rede de Pontos de Memória e Museus Comunitários

Apresentação de mestres da cultura popular durante encontro no RN

Militantes da Museologia Social do Rio Grande do Norte realizaram, nos dias 24 e 25 de julho, na cidade de Nísia Floresta, o primeiro encontro da Rede de Pontos de Memória e Museus Comunitários do RN.

Durante o encontro no Museu de Nísia Floresta, 65 participantes de 20 municípios potiguares debateram os temas Direito à Memória, Políticas Públicas de Museus, Programa de Memória e Organização e Fortalecimento da Rede de Pontos de Memória no estado.

Diversas atividades culturais que articulam pesquisa e difusão da memória tiveram lugar durante os dois dias. O público pode participar da contação de histórias e da apresentações de Boi-de-Reis e de quatro mestres da cultura popular local.

De acordo com o coordenador da área de museus da Secretaria de Estado de Cultura do Rio Grande do Norte, Hélio de Oliveira, o encontro das experiências de Museologia Social foi mais um desdobramento do projeto Conexões Ibram no estado.

“O Conexões Ibram foi vital para o setor museológico potiguar, que se encontrava árido. Agora, 60% dos municípios encontram-se compromissados com essa nova dinâmica no setor por meio de políticas públicas”, disse.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação Pontos de Memória

Especialistas em museus e coleções definem recomendações para Unesco

Reunidos na cidade do Rio de Janeiro entre os dias 11 e 13 de julho, especialistas indicados pela Unesco, e observadores de 50 países, discutiram o papel dos museus no mundo contemporâneo, como enfrentar ameaças e desafios na proteção de museus e coleções, além do papel social e educativo dos museus.

Reunião internacional aconteceu de 11 a 13 de julho no RJ

Também foram revistas e ratificadas as convenções, recomendações e declarações existentes acerca do tema do encontro Proteção e Promoção de Museus e Coleções – organizado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), em parceria com a Unesco, e com o apoio do Programa Ibermuseus e da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI).

Como resultado, o grupo definiu recomendações que farão parte do relatório final que será apresentado na 190ª sessão do Conselho Executivo da Unesco, prevista para outubro.

No documento, intitulado Conclusões e Recomendações Finais Adotadas para o Relatório de Avaliação, os especialistas apontaram necessidades urgentes, tais como garantir recursos humanos e técnicos essenciais para a conservação e segurança de museus e suas coleções, adaptar sistemas de museus a novas tecnologias e dotar os espaços com recursos financeiros adequados. O documento está disponível em português e inglês.

Fortalecimento das políticas

Na abertura, a ministra Ana de Hollanda (Cultura) reforçou a importância das políticas para museus

Foi recomendado que os países desenvolvam e fortaleçam políticas públicas voltadas para os museus considerando o desenvolvimento sustentável (ambiental, econômico, cultural e social), a transformação social e o engajamento comunitário, a capacitação e o planejamento adequado dos recursos humanos.

A adoção de políticas sobre o uso da informática como forma de disseminar, registrar e ampliar o acesso aos museus e coleções, e sobre medidas para mitigar riscos e maximizar a segurança, também foram consideradas essenciais.

As dificuldades de financiamento foram apontadas por especialistas de diversos países e resultaram na recomendação de se dedicar uma porção dos orçamentos nacionais aos museus, de se criar sistemas de cooperação entre governos e museus e de se desenvolver parcerias público-privadas para apoiar museus e coleções. Leia o resumo da reunião nos boletins publicados durante todos os dias do encontro.

Boletins diários (em português)
Dia 11 de julho: manhã e tarde
Dia 12 de julho: manhã e tarde
Dia 13 de julho: manhã

Matéria relacionada
Ibram e Unesco: reunião internacional com especialistas começa no RJ

Texto: Ascom/Ibram
Fotos: Bia Alves e Leonardo Ervilha

Página 3 de 612345...Última »