Página 1 de 612345...Última »

Costa Rica sedia a edição 2016 do Encontro Ibero-Americano de Museus

O Museo del Jade y de la Cultura Precolombina, na cidade de San José (Costa Rica), sedia o 9º Encontro Ibero-Americano de Museus (EIM 2016) entre os dias 24 e 26 de novembro.

O evento reúne representantes de museus da região ibero-americana para a troca de experiências, discussão de assuntos de interesse mútuo de cooperação e o estabelecimento de ações conjuntas para o setor museológico da região.

Realizado pelo Programa Ibermuseus e pelo Ministério da Cultura e Juventude da Costa Rica, com o apoio da Secretaria Geral Ibero-Americana e da Organização dos Estados Ibero-Americanos, pela primeira vez o encontro acontece em um país da América Central, que se integrou ao Comitê Intergovernamental do Programa Ibermuseus em 2015.

Cooperação tem destaque
Com o tema Tecendo a Cooperação entre Museus, o EIM 2016 tem como objetivo fomentar a criação de redes interinstitucionais entre agentes museais na região ibero-americana, propiciar o diálogo sobre as políticas públicas de museus e sua sustentabilidade socioeconômica, além de gerar um espaço de reflexão sobre a Carta Cultural Ibero-Americana – a quase dez anos de sua criação.

Logo_IbermuseusNesta edição, participam representantes de alto nível de organismos de cooperação internacional, assim como museólogos, gestores, acadêmicos e pesquisadores ibero-americanos.

Marcelo Araujo, presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), representa o Brasil no EIM 2016 e realiza, no dia 25, a Conferência magistral sob o tema Sustentabilidade socioeconômica dos museus.

O programa inclui atividades abertas à participação do público, com inscrição prévia. Confira a programação completa e saiba como participar na página do Programa Ibermuseus.

Para quem não puder participar presencialmente, acontecerá a transmissão de parte do evento via streaming, com acesso por meio do portal web Ibermuseus.

Texto: Divulgação Ibermuseus
Edição: Ascom/Ibram

Comunidade ribeirinha de Porto Velho recebe Conferência do MINOM

A comunidade ribeirinha de Nazaré, em Porto Velho (RO), recebe entre os dias 3 e 7 de agosto, a XVII Conferência Internacional do Movimento Internacional para uma nova Museologia – MINOM. O evento é uma parceria do MINOM com a Universidade Federal de Rondônia a conta com o apoio do Ibram.

A proposta da Conferência baseia-se na ideia de colaboração dos membros do MINOM com a comunidade, como pilar para a construção de conhecimento conjunto que resultem na proposição de encaminhamentos úteis e passíveis de aplicação para as demandas mais urgentes da comunidade.

Cinco eixos serão discutidos durante o encontro: Museu, Museologia Social e Sustentabilidade; Museologia e Movimentos Sociais; Sociomuseologia e Cartografia Social; Museologia do Bem Viver e Educação, Memória e Cidadania.

Além dos grupos de trabalho, serão oferecidas oficinas aos alunos duas escolas locais, com  temas e áreas variados como, a de Modelagem em Argila, Desenho, Xilogravura, Papel Artesanal, Fotografia, Poesia, Contação de histórias etc. Mais informações pelo e-mail xviiconferenciaminom@gmail.com.

Sebramus recebe submissão de trabalhos

O II Seminário Brasileiro de Museologia (Sebramus) recebe até o dia 20 de agosto, a submissão de trabalhos para as modalidades Apresentação Oral e Pôster. Todas as informações na página do evento.

O Sebramus acontecerá entre os dias 16 e 20 de novembro em Recife. O encontro foi idealizado pela Rede de Professores e Pesquisadores do Campo da Museologia em seus V e VI Encontros anuais, ocorridos em 2012 em Petrópolis e 2013 no Rio de Janeiro, respectivamente. A primeira edição ocorreu em 2014 e foi realizada na Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte, entre 12 e 14 de novembro de 2014.

São co-organizadores do evento deste ano, juntamente com a Rede de Professores e Pesquisadores do Campo da Museologia, a Universidade Federal de Pernambuco e a Fundação Joaquim Nabuco, que hospedará o evento no Museu do Homem do Nordeste.

Para esta edição, mantém-se o desafio de construir um evento que possa ser representativo de todas as áreas da Museologia, agregando professores e pesquisadores do Campo em um espaço de construção solidária e dialógica da Museologia no cenário nacional.

Estudantes de Museologia realizam encontro no Rio Grande do Sul em agosto

Rumos da Museologia e de seu movimento estudantil no século XXI são os temas do 8º Encontro Nacional de Estudantes de Museologia (Enemu), que em 2015 terá lugar na Universidade Federal de Pelotas (RS), entre os dias 24 e 29 de agosto.

Contando atualmente com 16 cursos de graduação, quatro cursos em nível de pós-graduação (mestrados e doutorado), além de cursos de especialização e técnicos, oferecidos por instituições de todas as regiões do país, a Museologia no Brasil encontra-se hoje em uma patamar diferente daquele de 2004, quando aconteceu o primeiro encontro nacional em Salvador (BA) – em paralelo ao 1º Fórum Nacional de Museus (FNM).

“O campo museal também tem vivenciado uma expansão inédita, com a criação de inúmeros museus e o desenvolvimento de diversas estratégias e processos museais, envolvendo uma grande diversidade de experiências e práticas”, explica texto de apresentação da Executiva Nacional de Estudantes de Museologia.

“A proposta do encontro este ano é revisar nossa trajetória enquanto campo de conhecimento e intervenção, mas também de avaliar, discutir, reformular e encaminhar novas estratégias e ações em prol da articulação nacional dos estudantes”, finaliza o texto.

Inscrições
Estão abertas, até 1º de agosto, as inscrições para apresentação de trabalhos, minicursos e oficinas, além da participação em painéis temáticos, durante o 8º Enemu. O edital dispõe sobre as regras de submissão e contém todas informações sobre o evento, as diversas modalidades de participação, entre outras informações. Para Ouvintes, as inscrições seguem até 23 de agosto. Saiba mais sobre o Enemu 2015.

Texto: Ascom/Ibram

Encontro do Mercosul Cultural em Brasília reforça ações de integração

Reunião em Brasília reuniu representantes de

Mercosul Cultural: encontro em Brasília reuniu representantes de nove países

Nos dias 16 e 17, integrantes do Comitê Coordenador Regional do Mercosul Cultural reuniram-se na sede do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), em Brasília (DF), para consolidar propostas e ações no âmbito cultural para o bloco regional.

Durante os dois dias, representantes de Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Uruguai, Venezuela, e da secretaria do Mercosul Cultural, deliberaram sobre os temas apresentados nas reuniões do Mercosul Cultural realizadas nos meses de maio e junho no Brasil, durante a Presidência Pro Tempore do país.

Os participantes aprovaram a criação de uma estratégia de comunicação, que envolve a criação de página na internet e perfis em redes sociais para o bloco, debateram sobre as implementações do Fundo Mercosul Cultural – que no Brasil ainda depende da aprovação do Congresso Nacional – e do Selo Mercosul Cultural.

Museus e Mercosul
Além disso, representantes das secretarias do Ministério da Cultura (MinC) e de vinculadas fizeram informes aos participantes sobre as reuniões temáticas realizadas nos meses de maio e junho. Os temas envolveram assuntos como Diversidade Cultural, Economia criativa e fortalecimento institucional das instâncias do Mercosul, entre outros.

Um dos informes foi do Comitê Técnico de Museus, durante apresentação da Comissão de Patrimônio Cultural (CPC), cujo objetivo é aperfeiçoar as ações e o desenvolvimento de políticas públicas, bem como a integração sul-americana, no campo dos museus.

O Uruguai é o país designado para coordenar o comitê e articular os demais países membros na elaboração de um Plano de Trabalho.

Luciana Palmeira, do Ibram, fez informe sobre museus no âmbito do Mercosul Cultural

Luciana Palmeira, do Ibram, fez informe sobre Comitê Técnico de Museus: foco na capacitação

Luciana Palmeira, coordenadora de Patrimônio Museológico do Ibram, fez um relato das últimas reuniões do comitê, destacando o encontro da Comissão de Patrimônio Cultural do Mercosul, em maio, com foco na realização de atividades de formação, capacitação, intercâmbio e cooperação.

Já a reunião da Mesa Técnica de Formação e Capacitação do Programa Ibermuseus, também realizada no mês passado, sinalizou a intenção de firmar cooperação com o Comitê Técnico de Museus para implementar atividade conjunta de capacitação.

Um possível passo a ser dado pelo Comitê Técnico de Museus, segundo indicação do CPC,  é o início  de articulações para a realização de um seminário internacional a partir da próxima Presidência Pro Tempore do Mercosul.

As decisões aprovadas na reunião do Mercosul Cultural constam em um documento final, que foi entregue aos ministros da Cultura dos países do bloco, que se encontraram hoje (18), também na capital federal. Leia mais na página do MinC.

Texto: Karine Gonzaga (Ascom/MinC)
Edição e fotos: Ascom/Ibram

Ibram recebe visita de representante de Ponto de Memória da República Tcheca

IMG_5458Petr Polakovic, representante do Ponto de Memória de Ralsko (http://www.emigrationmuseum.cz/), ao norte de Praga, na República Tcheca, visitou o Ibram na última sexta-feira (8). Ele foi recebido pela coordenadora de Museologia Social e Educação do Instituto, Cinthia Maria Rodrigues de Oliveira, que mencionou a importância da interlocução dos Pontos de Memória no exterior com aqueles aqui no Brasil.

“Queremos aproveitar a visita do Petr para fazermos articulações entre o Ponto de Memória da República Tcheca com o Ponto de Memória do Taquaril e os museus do Diamante e Regional Casa dos Ottoni”. A região de Minas Gerais é parte da pesquisa do checo, que faz doutorado na Universidade de Praga e está no Brasil finalizando sua pesquisa na USP, com o tema imigração checa no Brasil. O principal tema da pesquisa é a família de Juscelino Kubitscheck, uma das primeiras famílias checas a chegar ao Brasil.

Petr enfatizou a importância do incentivo do prêmio Pontos de Memória. O recurso foi utilizado para as novas instalações na exposição JK, sinalizações e placas do museu. “Nós procuramos recursos através de organizações na União Europeia sem sucesso. Graças ao Prêmio, aumentamos nossa programação e melhoramos a sinalização do local.”

Ele já confirmou presença no Museu Nacional de Imigração e Colonização em Joinville, SC, onde dará palestra sobre sustentabilidade dia 14 de maio já em comemoração à Semana de Museus.

Pontos de Memória e PNEM encerram atividades no Fórum 2014

Foi encerrada na noite desta terça-feira (25), a IV Teia da Memória – parte da programação do 6º Fórum Nacional de Museus, que segue até sexta (28) em Belém.

A plenária de encerramento culminou com a aprovação de minuta de portaria, a ser editada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), que irá instituir o Conselho de Gestão Participativa/Compartilhada do Programa Pontos de Memória.

Consenso: Pontos de Memória reuniram-se para além da programação oficial

Consenso: Pontos de Memória reuniram-se para além da programação oficial

Realizada pela primeira vez como parte da programação oficial do Fórum Nacional de Museus (FNM), o encontro reuniu durante três dias representantes de Pontos de Memória, e outras iniciativas de memória e museologia social do Brasil, para discutir e deliberar sobre os rumos das políticas públicas para a área nos próximos anos. Leia mais.

Já os participantes do Encontro do Programa Nacional de Educação Museal (PNEM), que também estiveram reunidos em Belém, redigiram uma carta que, entre outras iniciativas, reivindica uma nova reunião com representantes de todo o país para concluir a análise e a consolidação das diretrizes do programa.

Em um trecho do documento, os participantes apontam, como o próximo passo da criação e posterior implementação da Política Nacional de Educação Museal, “a realização do II Encontro Nacional do PNEM para votar o texto final da Política Nacional de Educação Museal, no segundo semestre de 2015″. Leia a carta na íntegra.

Acesse o blogue do 6º Fórum Nacional de Museus para ler as matérias completas e acompanhar as últimas notícias.

Texto e foto: Ascom/Ibram

Ibermuseus: Brasil aprova linha de ação voltada à sustentabilidade de museus

A delegação que representou o Brasil no VIII Encontro Ibero-Americano de Museus, realizado em Lisboa (Portugal) entre os dias 13 e 15 de outubro, regressou ao país com motivos para comemorar.

Proposta do Brasil foi aprovada em reunião em Lisboa

Além de três instituições culturais brasileiras terem sido premiadas na quinta edição do Prêmio Ibero-Americano de Educação e Museus, o Brasil teve aprovada em reunião do Comitê Intergovernalmental do programa, ocorrida após o encontro, a proposta de uma nova linha de ação, no âmbito do Programa Ibermuseus, voltada à sustentabilidade das instituições museológicas dos países que integram o grupo.

Concebida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), a nova linha objetiva municiar os museus com um elenco de informações e instrumentos que garantam o desenvolvimento sustentável de suas atividades e lhes permitam responder aos desafios que a contemporaneidade coloca à sua manutenção, a exemplo das crises econômicas.

Respostas criativas
“Queremos formar uma cultura da sustentabilidade através de programas e práticas que levem os museus a uma promoção de respostas adequadas e criativas que garantam sua continuidade”, explica o presidente do Ibram, Angelo Oswaldo – que também ocupa, na atual gestão, a presidência do Programa Ibermuseus.

A nova linha de ação vai contar com orçamento de US$ 60 mil para sua implantação, que foram assegurados no âmbito da aprovação do Plano Estratégico do Programa Ibermuseus para o ano de 2015, realizada durante o encontro. Coordenados pelo Ibram, os trabalhos nesta nova linha serão determinados por uma mesa técnica, que terá sua primeira reunião no primeiro semestre do ano que vem.

Formado por 22 países da América Latina e Península Ibérica, o Programa Ibermuseus já conta com seis linhas de ação: Ação Educativa; Programa de Apoio ao Patrimônio Museológico em Situação de Risco; Programa de Apoio a Projetos de Curadoria; Observatório Ibero-Americano de Museus; Programa de Formação e Capacitação; e Projetos Multilaterais. Saiba mais.

Fonte e foto: Divulgação Ibermuseus
Texto: Ascom/Ibram

Ibram apresenta na Itália experiência com museus de pequeno porte

Encontro de Pequenos Museus (Itália)

Encontro na Itália reuniu experiências de pequenos museus

Dois servidores do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) retornaram esta semana de uma missão à Itália.

Cinthia Oliveira, coordenadora de Museologia Social e Educação do Ibram, e Ricardo de Carvalho Rosa, diretor do Museu do Ouro, localizado em Sabará (MG), tiveram oportunidade de participar da 5ª Conferência Nacional dos Pequenos Museus, que teve lugar na cidade de Viterbo.

Foram convidados pela Associazione Nazionale Piccoli Musei (APM), associação sem fins lucrativos que visa promover os pequenos museus e uma cultura de gestão específica para eles.

A conferência, realizada pela APM no Museu Nacional Etrusco Rocca Albornoz, contou com a participação de diretores de pequenos museus italianos.

Cinthia Oliveira fez o discurso de abertura sobre a realidade dos pequenos museus no Brasil e do Programa Pontos de Memória. Já Ricardo Rosa falou sobre a experiência com museologia social do Museu do Ouro, que registra entre 10 mil e 12 mil visitantes por ano, especialmente no tocante ao Ponto Memórias do Pompéu.

Semelhanças e diferenças
“Queremos aumentar a atuação dos museus de pequeno porte com a comunidade, por meio dos Pontos de Memória, respeitando as particularidades de cada um, e criando uma relação duradoura e proveitosa. Aos poucos, a comunidade vai se vinculando e despertando o sentimento de pertencimento,” afirmou Rosa.

Pequenos Museus: Itália

Cinthia Oliveira (em pé) apresentou a experiência dos Pontos de Memória no Brasil

Para ele, o encontro com os diretores de museus de pequeno porte italianos foi muito importante para reconhecer semelhanças e diferenças na suas formas de atuação, como também verificar o que pode ser melhorado.

“Encontramos muitos pontos de concordância, mas com especificidades diversas. Eles têm muito boa estrutura física, expografia, museografia. Mas também ficaram muito impressionados com nossa estrutura de pessoal e nossa visitação,” explicou o diretor do Museu do Ouro.

Durante a viagem, os representantes do Ibram também visitaram instituições como o Museu de Bolsena, Museu do Colle del Duomo, Museu da Cerâmica de Tuscia (Palazzo Brugiotti), entre outros locais, junto com autoridades de Viterbo e representantes da área de cultura.

No último dia de viagem, puderam ainda participar de eventos das Jornadas Europeias do Patrimônio realizados em Rocca Albornoz. Conheça o Museu do Ouro e o Programa Pontos de Memória.

Texto: Ascom/Ibram
Fotos: Caterina Pisu

Teia Nacional da Memória é tema de encontros em Brasília

Duas reuniões de trabalho, nos dias 27 e 28, retomam o diálogo acerca da construção da programação da Teia Nacional da Memória, prevista para acontecer nos dois primeiros dias do 6º Fórum Nacional de Museus (FNM) – programado para os dias 24 e 28 de novembro, na cidade de Belém (PA).

Os membros da Comissão Provisória de Gestão Participativa e Compartilhada do Programa Pontos de Memória (Cogepaco) estarão na sede do Instituto Brasileiro de Museus, em Brasília (DF), no dia 27, para debater o tema da gestão participativa/compartilhada no âmbito do Programa Pontos de Memória, a relação com o Programa Cultura Viva e a nova Lei de Participação Social, e a possibilidade de inclusão destes temas na programação do FNM 2014.

Já a reunião com membros da Comissão da Teia da Memória, eleita no 5º Fórum Nacional de Museus (2012), ocorrerá no dia 28 de agosto, tendo como pauta a participação dos Pontos de Memória na programação do 6º Fórum Nacional de Museus e a atuação de seus representantes em painéis, grupos de trabalho e oficinas que compõem as atividades do encontro nacional do setor museal.

Texto: Divulgação Pontos de Memória

Página 1 de 612345...Última »