Museu Regional de São João del-Rei abre exposição sobre arte e herança indígena

Convite Cultura IndigenaComo parte das comemorações pelo Dia do Índio (19 de abril), o Museu Regional de São João del-Rei inaugura na próxima quinta-feira (17) a exposição “Brasil Indígena – Herança e Arte”.

Dedicada à arte e cultura dos povos nativos brasileiros, a exposição apresenta ao público 52 itens, entre adornos corporais, móveis, cerâmicas, cestos, armas e utilitários, manufaturados por índios de 17 diferentes etnias dos Estados de Mato Grosso, Acre, Amazonas, Roraima e Rondônia.

Além das peças, a mostra também conta com diversas fotografias que ilustram o dia-a-dia das sociedades indígenas, que tanto contribuíram para a construção da sociedade atual.

Para o curador da exposição, Evandro Baccara Kelmer, conhecer as peças possibilita ao visitante uma melhor interação com a cultura dos índios brasileiros, bem como a possibilidade de desfrutar momentos de reflexão e observação.

“Este trabalho é o reflexo claro do reconhecimento do que é nosso, da capacidade criativa e inigualável do nosso povo. Mas também comprova que a beleza extrapola as regras, conhecimento científico e a tecnologia. Vem da alma do ser humano”.

A exposição “Brasil Indígena – Herança e Arte” ficará em cartaz até 1º de maio e poderá ser visitada de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h30, e aos sábados, domingos e feriados, das 9h às 16h. O Museu Regional de São João del-Rei está situado à Rua Marechal Deodoro, 12, no centro da cidade histórica mineira.

MART ganha instalação em defesa da preservação do patrimônio de Cabo Frio

O Movimento Abrace o Convento organizou, no dia 19 de abril, uma instalação que iluminou com velas o Convento Nossa Senhora dos Anjos. A iniciativa contou com o apoio do Museu de Arte Religiosa e Tradicional de Cabo Frio (MART/Ibram).

A proposta foi sensibilizar a cidade em defesa do patrimônio cultural e natural de Cabo Frio e região dos Lagos fluminense. A data escolhida para a ação, Dia do Índio, pretendeu recuperar a memória dos povos pré-colombianos que viviam na região e foram exterminados durante o processo de colonização.

O grupo reuniu-se na praça central da cidade, Porto Rocha. Com o entardecer, houve procissão – com paradas em locais representativos do patrimônio material local – até o Convento, sede do MART. Cerca de 300 velas foram utilizadas para iluminar o monumento na instalação coordenada pela artista plástica Liana Turrini.

Texto e foto: Divulgação MART/Ibram

Museus em Brasília e RJ marcam Dia do Índio com programação especial

Dois museus de temática indígena trazem programações especiais relacionadas ao Dia do Índio – comemorado em 19 de abril.

No Museu do Índio, do Rio de Janeiro (RJ), a semana de 16 a 22 de abril terá diversas atrações. A programação abre na segunda-feira (16), às 9h30, com apresentação de cantos e danças da etnia Kamayurá, que fará diversas apresentações durante a semana.

Na terça-feira (17), às 19h, acontece o lançamento dos livros Sociedade e Improviso, de Jorge Pozzobon, e O que habitava a boca de nossos ancestrais, de Lucy Seki. 

Na quarta-feira (18), o destaque fica por conta do grupo de rap Brô MC’s, formado por quatro integrantes da etnia Guarani Kaiowá (MS). Nas apresentações os jovens da Aldeia Bororó, na reserva de Dourados, usam o estilo de dança como forma de manifestar seus anseios e a realidade social que os envolvem. Saiba mais aqui.

Memorial – O Memorial dos Povos Indígenas, em Brasília (DF), deu início a sua programação na terça-feira (10) com a abertura da mostra Mundo em Movimento: Saberes Tradicionais e Novas Tecnologias, que apresenta exposições sobre 55 etnias, incluindo as que integram o Programa de Documentação de Línguas e Culturas Indígenas do Museu do Índio (PROGDOC).

As mostras, que podem ser vistas em diversos espaços do Memorial, exibem o universo indígena do Brasil e sua produção artística e cultural, além de uma ampla coletânea de registros audiovisuais.

Os saberes e rituais das 55 etnias são apresentados de forma lúdica por meio de objetos, textos, fotos, vídeos, músicas e falas. Entre as curiosidades, o público poderá conferir um corredor sonoro com 14 monitores portáteis e interatividade para escuta de 18 sonoridades – falas e cantos – indígenas.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação

Museu Índia Vanuíre (SP) celebra Dia Internacional dos Povos Indígenas

Como resposta ao esforço empreendido por comunidades indígenas de todo o país no que diz respeito à preservação e transmissão de sua memória, o Museu Índia Vanuíre estende para além do dia 19 de abril a celebração do Dia do Índio.

Este é o mote do projeto “Todo Dia É Dia de Índio”, que na próxima quinta-feira (11), às 14h, traz mais um representante indígena para um intercâmbio com o público da instituição. Desta vez o convidado é Josué Carvalho, da etnia kaingang, que terá uma conversa informal com os visitantes sobre o cotidiano da aldeia.

No dia seguinte, o museu programa outra atividade especial, desta vez para celebrar o Dia Internacional dos Povos Indígenas, comemorado no dia 9 de agosto. Na sexta-feira (12), também às 14h, especialistas em antropologia e etnografia vão compor uma mesa-redonda para debater questões presentes no cotidiano dos povos indígenas como a exclusão, a discriminação e a pobreza.

O Museu Índia Vanuíre fica na Rua Coroados, nº 521, Centro - Tupã (SP). Para mais informações: (14) 3491-2333.

Fonte: ACAM Portinari

Indígenas divulgam pintura corporal no Museu da Inconfidência

Neste Dia do Índio, 19 de abril, o Museu da Inconfidência, em parceria com o Museu do Índio (Funai/RJ), ofereceu à comunidade oficinas de pintura corporal promovidas por dois casais indígenas Asurini, vindos do Pará. Os participantes puderam conferir de perto o trabalho feito com extrato de urucum e jenipapo, além de terem a oportunidade de receber, no corpo, as ilustrações com grafismos características da tribo.

O grupo, acompanhado de um técnico da Funai, Fábio Ribeiro, exibiu vídeos de sua cultura e, em bate-papo, ressaltou a importância da luta contra o preconceito e respeito à diversidade. “Todos sabem que nesta terra que hoje é o Brasil, um dia, só viviam índios. Hoje a maioria da população não se lembra disso”, observou Ribeiro. 

As mesmas atrações serão realizadas nesta quarta-feira, dia 20, das 13h às 17h, no espaço em frente à Sala Manoel da Costa Athaide, anexo do Museu da Inconfidência. Na sala, está em cartaz a mostra Ritual da Imagem: Arte Asurini do Xingu, a ser encerrada no dia 24 de abril. Os indígenas permanecem em Ouro Preto até sexta-feira e, no período, comercializarão arte em cerâmica, artefatos em madeira e adornos corporais.

O quê: atividades ligadas à exposição Ritual da Imagem: Arte Asurini do Xingu

Quando: oficinas e bate-papo nos dias 19 e 20/04, das 13h às 17h. Venda de artesanato até sexta-feira, 22/04, e encerramento da mostra no dia 24 de abril. Visitação das 12h às 18h

Onde: Sala Manoel da Costa Athaide, Anexo I do Museu da Inconfidência. Rua Vereador Antônio Pereira, 33, Centro Histórico, Ouro Preto (MG)

Informações: (31) 3551-6023; 9258-8407 e 3551-4977.

Dia do Índio no Memorial dos Povos Indígenas

Em comemoração ao Dia do índio (19/4) e os 51 anos do aniversário de Brasília, o Memorial dos Povos Indígenas (MPI) promove a I Feira de Arte, Cultura e Economia Solidária dos Povos Indígenas. Na programação: exposição indígena, concerto da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional, mesa de debates e exibição de filmes indígenas. O evento é gratuito e aberto ao público. A Feira vai de 18 a 23 de abril, na sede do Memorial dos Povos Indígenas.

No Dia do Índio serão inauguradas exposições indígenas, além de uma palestra sobre economia solidária para os povos indígenas e um Concerto da Orquestra Sinfônica do Teatro Naciobal Claudio Santoro em homenagem aos povos indígenas, às 20h, na Sala Villa Lobos do Teatro Nacional. Entrada franca mediante lotação da sala.

A I Feira de Arte, Cultura e Economia Solidária dos Povos Indígenas é uma realização da Secretaria de Cultura do Governo do Distrito Federal (GDF) e tem o apoio da Casa da Cultura da América Latina, do Decanato de Extensão da Universidade de Brasília (UnB), da Fundação Nacional do Índio, do Laboratório de Linguas Indígenas da UnB , Instituto Brasileiro de Museus, do Instituto do Patrimônio, Histórico, Artístico e Cultural e da Secretaria de Economia Solidária do GDF. 

Programe-se: I Feira de Arte, Cultura e Economia Solidária dos Povos Indígenas, de 18 a 23/04, no Memorial dos Povos Indígenas (Eixo Monumental Oeste, Praça do Buriti, em frente ao Memorial JK). Entrada Franca. Mais Informações: 3325-1157 ou 1154.

Museu Histórico Nacional comemora Dia do Índio

O Museu Histórico Nacional  comemora o Dia do Índio (19 de abril) no próximo dia 14, das 10h às 14h com projeção do filme “Terra Cheia de Graça” (Secretaria de Educação à Distância do MEC), visita mediada à exposição “Oreretama” e e atividade interativa com o caderno pedagógico do Museu.

A exposição “Oreretama” é permanente no Museu Histórico Nacional e dividida em dois grandes núcleos: uma ambientação representando uma gruta do sítio arqueológico da Serra da Capivara e os sambaquis do litoral, incluindo objetos retirados de sítios do Estado do Rio de Janeiro, e outro dedicado ao índio brasileiro, sobretudo após o contato com o homem branco.

Mais informações: Divisão Educativa (21) 2550-9261/62 ou mhnatividadeseducativas@gmail.com