Visitas ao Museu Imperial crescem 60% no feriado de Corpus Christi em 2015

O feriado prolongado de Corpus Christi neste ano, entre os dias 4 e 7 de junho, fez com que o Museu Imperial/Ibram, em Petrópolis (RJ), tivesse um aumento expressivo em sua visitação: o público total no período contabilizou 10.677 visitantes.

Longas filas marcaram o feriadão de Corpus Christi no Museu Imperial

Longas filas marcaram o feriadão de Corpus Christi no Museu Imperial

O número, que engloba visitas ao palácio e audiência ao espetáculo Som e Luz e a dramatização Um Sarau Imperial, representou um aumento de 60% com relação ao mesmo período do ano de 2014, quando o Palácio Imperial de Petrópolis recebeu 6.669 pessoas.

“O incremento da visitação ao museu é o resultado do trabalho de divulgação dos serviços oferecidos pela instituição e de sensibilização do público sobre a importância dos acervos históricos e artísticos preservados na casa favorita do imperador d. Pedro II”, esclarece Maurício Vicente Ferreira Jr., diretor do Museu Imperial.

“Isso é a prova de que os museus podem e devem formar novos públicos interessados em conhecer um pouco mais da história nacional”, conclui.

Já o número de estudantes atendidos pelo Setor de Educação do museu foi de 249 alunos. Durante os quatro dias do feriado, somente o Palácio Imperial de Petrópolis recebeu 9.300 visitantes.

O espetáculo Som e Luz foi visto por 1.090 espectadores neste período de 2015. Já as modinhas da dramatização Um Sarau Imperial foram acompanhadas por 287 pessoas. Conheça mais sobre o Museu imperial e faça uma visita virtual.

Texto e foto: Divulgação Museu Imperial
Edição: Ascom/Ibram

Mart confecciona tapetes de corpus christi

A confecção de tapetes para o Corpus Christi em Cabo Frio e Arraial do Cabo, na Região dos Lagos (RJ), contou com a participação do Museu de Arte Religiosa e Tradicional (MART) de Cabo Frio (RJ). Os trabalhos nas ruas, para a procissão do dia 23, iniciaram na noite do dia 22. Há 19 anos, o MART participa da confecção de tapetes para a procissão de Corpus Christi em Cabo Frio. Desde o ano passado, também está presente na tradição religiosa em Arraial do Cabo.

Os tapetes foram confeccionados com a tradicional matéria prima da região, o sal, com policromia e material reciclado. O trabalho foi resultado da mobilização de técnicos do MART e pessoas da comunidade local, que se dividiram em equipes em Cabo Frio e Arraial do Cabo.

Em Cabo Frio, o MART expôs a imagem de Nossa Senhora da Conceição, que é comumente representada pisoteando a serpente, simbolizando a vitória sobre o pecado. A serpente com o símbolo do pecado original, a maçã, foi apresentada no tapete de sal sendo esmagada pelo planeta Terra. A serpente remetia às modificações climáticas, deflagradas pelo comportamento humano.

Em Arraial do Cabo, o tapete reproduziu a fachada da sede do museu, o antigo Convento de Nossa Senhora dos Anjos, em Cabo Frio (RJ). Próximo à reprodução do antigo Convento, o planeta Terra simbolizava o sofrimento com as alterações climáticas causadas pela intervenção humana.

Corpus Christi nos museus de Minas

O feriado prolongado de Corpus Chiristi é uma boa oportunidade para conhecer ou revisitar os museus das cidades históricas de Minas: Ouro Preto, Mariana, Sabará, Diamantina e S. João del-Rei.

Em Ouro Preto, o Museu da Inconfidência apresenta na sexta-feira e no sábado o Cineclube em homenagem ao cineasta chinês Zhang Yimou (veja programação). As sessões, no Auditório do Museu da Inconfidência, são gratuitas e começam pontualmente às 19h. Sinopses, fotos e mais informações no blog www.cineclubemuseu.blogspot.com .

Também em Ouro Preto, o Museu do Oratório oferece aos visitantes uma apresentação do Quarteto Ouro Preto, que tocará obras de Bach, Vivaldi, Haydn, dentre outros. A programação integra a Série de Concertos no Museu do Oratório.

O Museu Regional de São João del-Rei não abrirá na quinta-feira (23), mas estará funcionando de sexta à domingo das 9h às 17h30 com as exposições “Biodiversidade no Campo das Vertentes – Libélulas, abelhas e outros insetos” e a de longa duração que apresenta panorama do traçado urbano e transformações artísticas no século XIX, além de cópias em gesso de peças do Aleijadinho, peças de mobiliário, equipamentos da era pré-industrial e de transporte, além da coleção de arte sacra.

O Museu do Diamante, em Diamantina, abrirá na quinta-feira de 9h as 12h , e o Museu do Ouro, em Sabará, não abrirá na quinta-feira, apenas na sexta, com programação normal.

Concerto Especial ao Órgão da Sé de Mariana

Em Mariana, a Catedral da Sé apresenta programação especial, com dois concertos no órgão da Sé. As apresentações serão no dia 24 (sexta-feira), às 11h30 e no dia 26 de junho (domingo), às 12h15, na Catedral da Sé em Mariana/MG. No repertório, obras de Charpentier, Albinoni, Bach/ Vivaldi, Purcell, dentre outros. Os ingressos são vendidos no local, a partir de R$ 18,00.

Museus do Oratório e das Reduções (MG) abertos no Corpus Christi

O feriado prolongado de Corpus Chiristi é uma boa oportunidade para conhecer ou revisitar o Museu do Oratório e o Museu das Reduções, em Ouro Preto (MG).

O Museu do Oratório possui uma coleção de 162 oratórios e 300 imagens do século XVII ao XIX. É possível conhecer diversos tipos de oratórios, como o menor oratório do mundo, que era usado como um pingente de ouro por uma “senhorinha”, e ainda, os Oratórios de Conchas e um Oratório de Alcova feito em um ovo de ema, além de obras atribuídas ao Mestre Athaíde e Aleijadinho.

No dia 25 de junho, a Série de Concertos no Museu do Oratório traz o Quarteto Ouro Preto, a partir das 18h30 com obras de Bach, Vivaldi, Haydn, Kreisler dentre outros. Os ingressos serão vendidos a R$10,00, na portaria do Museu (Adro do Carmo, 28 – Centro). Informações: (31) 3551-5369, e-mail info@museudooratorio.org.br ou visite o site da instituição www.museudooratorio.org.br e a sala virtual www.eravirtual.org.

Já o Museu das Reduções (na foto acima), que completa 25 anos de fundação em 2011, preserva cinco séculos da arquitetura e da arte usadas na construção dos mais belos e importantes monumentos do Brasil. São 29 réplicas reduzidas de monumentos brasileiros, como a redução da Igreja de São Francisco de Assis, de Belo Horizonte, Igreja Nossa Senhora da Glória do Outeiro, no Rio de Janeiro, dentre outros monumentos espalhados por quinze estados diferentes do país. No feriado prolongado, o Museu das Reduções funcionará todos os dias, das 9h às 17h. O Museu está localizada no distrito de Amarantina, com acesso no KM 69 da Rodovia dos Inconfidentes/BR356, à Rua São Gonçalo, 131. Informações: (31) 3553-5182 e e-mail museudasreducoes@gmail.com.

Fonte: assessoria de comunicação do Museu do Oratório e do Museu das Reduções. Foto: Carlos Vilhena/Divulgação