Página 3 de 3123

Após acordo de cooperação, primeira missão do Ibram chega ao Haiti

Desde o dia 14 de maio, uma equipe do Instituto Brasileiro de Museus está em Porto Príncipe, capital do Haiti, para dar continuidade ao acordo firmado em janeiro deste ano, que tem como objetivos principais a reconstrução do Museu de Arte Haitiana do Colégio de Saint-Pierre e a qualificação de profissionais de museus do Haiti.

No Haiti, Dia Internacional de Museus foi comemorado no Mupanah

A equipe participou da comemoração do Dia Internacional dos Museus (18 de maio) realizada pelo Museu do Panteão Nacional Haitiano (Mupanah) - instituição pública ligado ao ministério da Cultura local.  

A reunião foi presidida pela diretora do museu, Michèle Frisch, e pelo Presidente do ICOM-Haiti, Harold Gaspard. O diretor de Processos Museais do Ibram, Cícero de Almeida, foi convidado a falar sobre a parceria entre os dois países no campo dos museus.

Etapas da cooperação
O Museu de Arte Haitiana será reformado a partir de projeto realizado em parceria com a equipe do Ibram. Apesar de ser uma instituição privada, tem grande importância cultural e simbólica no Haiti e foi bastante danificado no terremoto de janeiro de 2010.

O projeto prevê algumas missões. Esta primeira tem como objetivos avaliar o edifício e o acervo do museu para a produção do termo de referência e da convocatória para sua reforma. Também estão sendo realizadas reuniões com representantes dos setores culturais e de museus do Haiti para definir as atividades de capacitação a serem ministradas para profissionais de museus locais e que constituem o foco das missões seguintes no país.

Participam desta missão o diretor do Departamento de Processos Museais do Ibram, Cícero de Almeida, o diretor do Museu Regional de São João del-Rei, João Luiz Domingues Barbosa, a arquiteta Simone Kimura, o antropólogo Felipe Evangelista e o assessor internacional Diogo Frankilin de Carvalho.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação

Conexões Ibram em Teresina começa com assinatura de Acordo de Cooperação

Gestores do setor cultural, estudantes e profissionais de Museologia e áreas afins participaram do projeto Conexões Ibram em Teresina (PI) nos dias 16 e 17 de maio.

A assinatura de Acordo de Cooperação entre o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e a Fundação Cultural do Piauí (Fundac) marcou a abertura do evento. Para a presidente da Fundação, Bid Lima, a parceria é estratégica para o resgate do setor museal piauiense.“ Com o apoio do Ibram, esperamos enfrentar as dificuldades de gerir esta área e traçar estratégias de financiamento”, avaliou.

A programação do Conexões Ibram viajará para todos os estados do Brasil e apresentará diversos programas do Instituto, como o iMuseus, que busca um maior adensamento de informações sobre o campo museal brasileiro, e o programa para Gestão de proteção ao patrimônio musealizado em risco.

A equipe do Conexões segue para a capital de Alagoas, Maceió no dia 24 de maio.

Para saber mais, visite o blog Conexões Ibram.

Projeto apoiado pelo Ibram pretende reconstruir museu de arte no Haiti

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) e a Agência Brasileira de Cooperação (ABC/MRE) assinaram no dia 17 de janeiro, acordo para a reconstrução do Museu de Arte Haitiana do Colégio de Saint-Pierre, localizado na cidade de Porto Príncipe.

Um dos principais museus do país caribenho, a instituição, que completa 40 anos em 2012, teve suas estruturas arquitetônicas afetadas pelo terremoto de grandes proporções que atingiu o Haiti em janeiro de 2010. Parte de seu acervo também foi afetada pelo abalo sísmico.

Obra do pintor haitiano Héctor Hyppolite

A parceria tem como objetivo a completa recuperação arquitetônica do museu, além de desenvolver atividades de formação e capacitação no âmbito da museologia, elaborar uma política de museus para o Haiti e conferir maior visibilidade internacional à produção artística haitiana.

Ao Ibram/MinC caberá a execução do projeto, garantindo o desenvolvimento técnico do trabalho através da indicação de peritos e especialistas que irão atuar nas áreas acordadas, em estreito relacionamento com a Agência Brasileira de Cooperação e o governo do Haiti. O projeto tem duração prevista de um ano e será realizado com recursos da ABC.

A expectativa é que ao final do trabalho o Museu de Arte Haitiana esteja recuperado e reaberto, com seu plano museológico elaborado, e que profissionais de museus do Haiti e gestores públicos do setor cultural do país estejam capacitados para o desenvolvimento de uma política pública de cultura voltada para o campo dos museus e da memória social.

Fonte: Ascom/Ibram
Imagem: Diário Livre/Divulgação

Assinado Acordo de Cooperação entre Ibram e Câmara dos Deputados

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) e a Câmara dos Deputados firmaram, no final do ano passado, um Acordo de Cooperação voltado à modernização e o desenvolvimento institucional e profissional dos servidores e colaboradores das duas instituições.

Assinado pelo presidente da Câmara, o deputado Marco Maia, e pelo presidente do Ibram, José do Nascimento Jr., o acordo prevê a realização conjunta de eventos, projetos e ações culturais e museológicas; a criação de condições para o acesso comum a acervos museológicos, arquivísticos e bibliográficos; e a realização de parcerias para o uso de espaços culturais e museológicos que sejam de interesse comum, entre outros.

Os dois órgãos têm agora 60 dias para apresentar um Plano de Trabalho com a descrição detalhada das ações conjuntas a serem realizadas.

Fonte: Ascom/Ibram

Arquivo Nacional, FBN e Ibram assinam Acordo de Cooperação Técnica

Nascimento Jr, Galeno Amorim e Jaime Antunes comemoram o Termo de Cooperação

O Arquivo Nacional, a Fundação Biblioteca Nacional (FBN) e o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) assinaram neste dia 21 de dezembro, Acordo de Cooperação Técnica em prol da preservação, valorização e divulgação do patrimônio documental arquivístico, bibliográfico e museológico do país. A cerimônia ocorreu no auditório da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro.

O acordo entre o Ministério da Cultura – através do Ibram e da FBN – e o Ministério da Justiça, por meio do Arquivo Nacional, irá promover ações de cooperação técnica entre as instituições, geridas pelo Programa de Integração de Instituições de Memória Social. Todas as instituições dos sistemas das três áreas (Biblioteconomia, Museologia e Arquivologia) estarão integradas.

Também se pretende integrar o cadastro de profissionais e especialistas em áreas de interesse comum que atuem nos três segmentos. Com o acordo será possível também atender à meta do Plano Nacional de Cultura (PNC) de, até 2020, 50% das bibliotecas públicas e museus estarem modernizados. O acordo irá vigorar por quatro anos, podendo ser prorrogado por iguais e sucessivos períodos.

José do Nascimento Júnior, Presidente do Ibram/MinC, ressaltou que o acordo vai integrar as ações das três instituições, que já possuem vários projetos de natureza semelhante, mas que agora vão trabalhar de forma mais integrada. “Os esforços que vamos promover potencializam a capacitação técnica de funcionários e a integração de bases de dados”, disse.

De acordo com Galeno Amorim, Presidente da FBN/MinC, a integração de trabalhos ajudará a aumentar a dimensão pública dos acervos, reunindo em um só lugar dados sobre biblioteconomia, museologia e arquivologia: “O que estamos fazendo vai permitir que as pessoas tenham acesso à nossa memória social”, disse.

Para o diretor do Arquivo Nacional, Jaime Antunes da Silva, o país encontra-se em um momento importante em termos de acesso público a documentos. Ele citou como exemplo a Lei de Acesso à Informação, sancionada em novembro pela Presidenta Dilma Rousseff, e chamou atenção para a importância de se criarem equipamentos de guarda em âmbito municipal, já que apenas 5% dos municípios possuem instituições do gênero. Continue lendo.

Texto e foto: Ascom/MinC
Edição: Ascom/Ibram

MinC e MEC investirão R$ 80 milhões em Cultura para a Educação Básica

Os ministros da Cultura, Ana de Hollanda, e da Educação, Fernando Haddad, assinaram no dia 8 de dezembro, acordo de cooperação técnica com o objetivo de desenvolver ações de política de Cultura para a Educação Básica.

O pacto prevê, inicialmente, seis ações entre as duas pastas, com orçamento estimado em R$ 80 milhões para a primeira etapa, beneficiando cerca de 1 milhão de estudantes da rede pública de todo o país. A parceria pretende fazer da escola um grande espaço de produção e circulação da cultura brasileira, acesso aos bens culturais e respeito à sua diversidade.

As ações do acordo serão iniciadas em fevereiro de 2012 e culminarão com a formulação de uma Política Nacional de Cultura para a Educação. Até 2014, data da vigência do acordo, pretende-se atender cinco milhões de estudantes da rede pública de todo o país. Saiba mais.

Fonte: Ascom/MinC

Ibram e Associação Brasileira de Antropologia firmam acordo de cooperação

O Instituto Brasileiro de Museus, vinculado ao Ministério da Cultura (Ibram/MinC), assinou Acordo de Cooperação Técnica com a Associação Brasileira de Antropologia (ABA) no dia 29 de novembro. O objetivo é “promover a construção do conhecimento nas áreas antropológica e museológica”.

Dentre as atividades previstas no acordo estão a realização de exposições itinerantes, reunião de acervos digitais, com vistas a construção do Museu Digital da História da Antropologia e co-edição de livros eletrônicos e impressos, com temas relacionados a Antropologia, Patrimônio, Museu e Divulgação Cultural.

Também constam entre metas e etapas do acordo a obtenção de subsídios para a criação de museu sobre Cultura Brasileira em Brasília e a elaboração e lançamento de edital direcionado a alunos de pós-graduação interessados em produzir artigos sobre temas relacionados as duas áreas. O termo, a contar da data de assinatura, terá vigência de 16 meses, podendo ser renovado por igual período.

Fonte: Ascom/Ibram

Ibram pede apoio internacional à proteção do patrimônio museológico

Durante encontro no Rio de Janeiro (RJ), na última segunda-feira (15), o presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), José do Nascimento Junior, entregou ao presidente do Conselho Internacional de Museus (ICOM), Hans-Martin Hinz, documento com contribuições do Ibram para a construção de um instrumento normativo internacional sobre patrimônio museológico e coleções.

Iniciativa do Ibram no âmbito da cooperação cultural Ibero-americana, a proposta tem como objetivo buscar soluções para os riscos que ameaçam o patrimônio museológico e as coleções em diversas nações, em especial nos países em desenvolvimento.

O texto destaca que há hoje cerca de 55 mil museus em todo o mundo e muitos deles continuam vulneráveis a situações de risco e perda, que incluem os desastres naturais, a má conservação, a falta de recursos técnicos e humanos, a ação criminosa em furtos, roubos ou atos de vandalismo, as instabilidades políticas nos países que abrigam este patrimônio e conflitos armados.

O documento, que já havia sido apresentado durante a XIV Conferência Ibero-americana de Cultura, ocorrida em Assunção (Paraguai) no início deste mês, foi submetido pela Delegação Permanente do Brasil junto à UNESCO ao secretariado do órgão, que deve deliberar sobre o tema em suas próximas reuniões.

Página 3 de 3123