Página 1 de 3123

Ibram e ES firmam parceria para incremento do Registro de Museus no estado

Plano de trabalho a integração das Plataformas Mapa Cultural ES (Secult-ES), Museusbr (Ibram/MinC) e Mapa da Cultura (SNIIC/MinC).

Plano de trabalho contempla a integração das Plataformas Mapa Cultural ES (Secult-ES), Museusbr (Ibram/MinC) e Mapa da Cultura (SNIIC/MinC).

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e a Secretaria de Estado da Cultura do Espírito Santo assinaram na última sexta-feira (25), em Vitória (ES), Termo de Reciprocidade voltado à melhoria da qualidade da gestão da política dos museus no Estado. Um dos objetivos será o desenvolvimento de uma ação conjunta para operação do Registro de Museus em território capixaba.

Assinaram o termo o presidente do Ibram, Marcelo Araujo, e o secretário de Estado da Cultura do Espírito Santo, João Gualberto Vasconcellos. Também estiveram presentes a presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Kátia Bogéa; e a superintendente do Iphan-ES, Elisa Taveira.

O Registro de Museus é um instrumento da Política Nacional de Museus previsto pelo Estatuto de Museus (Lei 11.904/2009) e regulamentado pelo Decreto nº 8.124/2013 e Resolução Normativa nº 1/2016, e visa criar mecanismos de coleta, análise e compartilhamento de informações sobre os museus brasileiros, com o propósito de aprimorar a qualidade de suas gestões e fortalecer as políticas públicas setoriais. Também intenciona estimular a formalização dos museus a partir do acompanhamento das dinâmicas de criação, fusão, incorporação, cisão ou extinção de museus.

O plano de trabalho que acompanha o termo assinado contempla a estruturação de processos de trabalho compartilhados nas plataformas Mapa Cultural ES (Secult-ES), Museusbr (Ibram/MinC) e Mapa da Cultura (SNIIC/MinC), visando atuar de maneira colaborativa na gestão integrada das informações.

“Este foi o primeiro Termo de Reciprocidade firmado para operação do Registro de Museus em âmbito local. Esperamos avançar com os demais estados que já demonstraram interesse”, explica a coordenadora de Produção e Análise da Informação do Ibram, Rafaela Gueiros. “Na medida em que firmamos esses acordos, aumentamos a capilaridade do Ibram, descentralizando suas ações e cumprindo o pacto federativo”, avalia.

UNESCO Brasil lança nova edição da Recomendação sobre Museus

Como celebração ao Dia Internacional de Museus, a Representação da UNESCO no Brasil disponibilizou em seu site uma nova edição da Recomendação referente à Proteção e Promoção dos Museus e Coleções, sua Diversidade e seu Papel na Sociedade.

Aprovada na 38ª sessão da Conferência Geral da UNESCO, em novembro de 2015, a partir de iniciativa brasileira, a Recomendação tem agora a sua versão em português diagramada. Disponível para download gratuito, a publicação também será distribuída, em versão impressa, nos eventos brasileiros realizados sobre esta temática.

O documento lista uma série de recomendações para os Estados-membros da UNESCO com vistas a destacar a importância da proteção e da promoção dos museus e coleções para o desenvolvimento sustentável.

As recomendações perpassam assuntos como promoção e proteção do patrimônio, diversidade cultural, conhecimento científico, políticas educacionais, educação continuada, coesão social, indústrias criativas e economia do turismo.

Museu Nacional de Belas Artes recebe vice-ministro da Cultura da China

O vice-ministro da Cultura da China, Yang Zhijin, esteve no Museu Nacional de Belas Artes/Ibram, no Rio de Janeiro, na última semana, para tratar de parcerias culturais.

A diretora do museu recebe a comitiva chinesa no MNBA

A diretora do museu recebe a comitiva chinesa no MNBA

A autoridade chinesa foi recebida pela diretora do museu, Monica Xexéo, e coordenadores das áreas de conservação, comunicação museológica, comunicação social e técnica.

Acompanhado da sua comitiva, o vice-ministro chinês conheceu a Galeria de Arte Brasileira do Século XIX e a Galeria de Arte Brasileira Moderna e Contemporânea.

Também visitou algumas das exposições temporárias em cartaz, como Alegoria às Artes – Leon Palliére, Escola de Belas Artes: 1816-2016 e Joaquim Lebreton e a Missão Francesa.

Na reunião com a direção do MNBA, Yang Zhijin, entre outros assuntos tratados, reforçou o desejo da China de incentivar o intercâmbio entre artistas e entre museus.

A visita ao MNBA foi uma das atividades oficiais do vice-ministro, que esteve com o ministro da Cultura Roberto Freire em Brasília. Saiba mais sobre a visita.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: MNBA/Divulgação

Escola do Louvre recebe seminário sobre Museologia Social no Brasil

Acontece ao longo desta semana, na cidade de Paris (França), o Seminário Aberto aos Estudantes de Mestrado e Doutorado da Escola do Louvre.

Nesta edição, o museólogo Dr. Mario Chagas, servidor do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), ministra o curso Museologia Social no Brasil: Poéticas e Políticas no trabalho baseado na experiência prática.

Curso segue na Escola do Louvre até a sexta (27)

Curso com Mario Chagas segue na Escola do Louvre até a sexta (27)

A atividade é parte do projeto de cooperação destinado ao intercâmbio de profissionais e estudantes da área de museus entre o Ibram e a Escola do Louvre.

Com base em um experimento de campo realizado ao longo dos últimos anos, o seminário explora as tendências atuais em museologia social no Brasil.

Experiências comunitárias
São apresentados e discutidos exemplos de museus e ecomuseus que, cada um a sua maneira, estão fortemente ligados às comunidades em vários locais do Brasil: Museu da Maré, Museu Vivo de São Bento, Museu de Favela, Museu da Rocinha-Sankofa, Ecomuseu Nega Vilma, Museu do Horto, Ecomuseu Amigos do Rio Joana, Ecomuseu de Manguinhos e Museu das Remoções.

Poeta e museólogo, Mario Chagas, doutor em Ciências Sociais, é especialista em Museologia e Museografia, especificamente na Museologia Social, Educação Museal e práticas sociais relacionadas com a memória ao patrimônio.

Ele leciona na Escola de Sociologia e Pós-Graduação de Museologia e Patrimônio na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), é coordenador técnico no Museu da República/Ibram e também é presidente do Minon (Movimento Internacional para uma Nova Museologia), organização afiliada ao Icom (Conselho Internacional de Museus).

Texto; Ascom/Ibram
Fotos: Escola do Louvre/Divulgação

Diretores de museus brasileiros visitam instituições na Holanda

Diretores de museus e representantes de instituições culturais brasileiras estarão visitando a Holanda entre os dias 11 e 16 de dezembro.

O objetivo da missão é ampliar a troca de experiências e boas práticas entre museus brasileiros e holandeses, com vistas a se estabelecer novas atividades de cooperação.

Museu Nacional da Holanda (Rijksmuseum) está no roteiro da missão

Visita ao Museu Nacional da Holanda (Rijksmuseum) está no roteiro da missão

A missão é organizada pelo Centro para a Cooperação Internacional da Holanda (Dutch Culture), em colaboração com o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Fundação Getúlio Vargas e Embaixada da Holanda em Brasília.

Os temas da visita incluem reuniões, palestras, visitas a museus e troca de experiências em torno de empreendedorismo, sensibilização e alcance de público, além das relações entre museus e instituições governamentais.

As reuniões contarão com a presença de profissionais dos diversos museus holandeses nas cidades de Amsterdã, Haia, Roterdã, Haarlem e Enkhuizen. Haverá ainda encontros no Ministério de Educação, Cultura e Ciência da Holanda, Associação de Museus Holandeses e na Reinwardt Academy – a escola de Museologia da Universidade das Artes de Amsterdã.

Os participantes foram selecionados pelos museus holandeses, com base nas indicações do Dutch Culture. Dentre eles encontram-se representantes dos Museu Judaico e Museu de Arte de São Paulo, além do Instituto Moreira Salles (RJ) e Instituto Inhotim (MG).

Texto: Ascom/Ibram
Foto: John Lewis Marshall/Rijksmuseum

Costa Rica sedia a edição 2016 do Encontro Ibero-Americano de Museus

O Museo del Jade y de la Cultura Precolombina, na cidade de San José (Costa Rica), sedia o 9º Encontro Ibero-Americano de Museus (EIM 2016) entre os dias 24 e 26 de novembro.

O evento reúne representantes de museus da região ibero-americana para a troca de experiências, discussão de assuntos de interesse mútuo de cooperação e o estabelecimento de ações conjuntas para o setor museológico da região.

Realizado pelo Programa Ibermuseus e pelo Ministério da Cultura e Juventude da Costa Rica, com o apoio da Secretaria Geral Ibero-Americana e da Organização dos Estados Ibero-Americanos, pela primeira vez o encontro acontece em um país da América Central, que se integrou ao Comitê Intergovernamental do Programa Ibermuseus em 2015.

Cooperação tem destaque
Com o tema Tecendo a Cooperação entre Museus, o EIM 2016 tem como objetivo fomentar a criação de redes interinstitucionais entre agentes museais na região ibero-americana, propiciar o diálogo sobre as políticas públicas de museus e sua sustentabilidade socioeconômica, além de gerar um espaço de reflexão sobre a Carta Cultural Ibero-Americana – a quase dez anos de sua criação.

Logo_IbermuseusNesta edição, participam representantes de alto nível de organismos de cooperação internacional, assim como museólogos, gestores, acadêmicos e pesquisadores ibero-americanos.

Marcelo Araujo, presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), representa o Brasil no EIM 2016 e realiza, no dia 25, a Conferência magistral sob o tema Sustentabilidade socioeconômica dos museus.

O programa inclui atividades abertas à participação do público, com inscrição prévia. Confira a programação completa e saiba como participar na página do Programa Ibermuseus.

Para quem não puder participar presencialmente, acontecerá a transmissão de parte do evento via streaming, com acesso por meio do portal web Ibermuseus.

Texto: Divulgação Ibermuseus
Edição: Ascom/Ibram

Ibermuseus libera recursos para recuperação do Museu das Missões

O Comitê Intergovernamental do Programa Ibermuseus aprovou na última terça-feira (10) a liberação de US$ 5 mil para colaborar na recuperação do Museu das Missões, vinculado ao Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e afetado pela passagem de tornado que atingiu a região no final de abril.20160426_151749_26057490674_o

O auxílio será concedido por meio do Fundo de Apoio ao Patrimônio Museológico em Situação de Risco, destinado a apoiar ações de assistência, socorro e proteção ao patrimônio museológico de regiões afetadas por inundações, terremotos, incêndios, conflitos bélicos, ameaças humanas e outras situações calamitosas que representem risco.

Os recursos serão utilizados na realização de projetos de reorganização, conservação e restauração do acervo afetado. A previsão é de que sejam repassados ao Ibram até o final de maio. O serviço terá início imediatamente após o recebimento dos recursos.

Após diagnóstico preliminar, constatou-se que todo o acervo do Museu das Missões, composto de 98 esculturas missioneiras, foi afetado pela umidade e por quedas causadas pelo forte vento que atingiu o chamado Pavilhão Lúcio Costa, sendo que 30% das peças foram severamente danificadas por mutilações de membros e cabeças, perfurações por material de construção (vidros, telhas), achatamentos diversos, absorção de água, deslocamento da policromia, rachaduras e perdas de fragmentos diversos.

A liberação do recurso solicitado pelo Ibram para a recuperação do Museu das Missões foi aprovada durante a primeira reunião do Programa Ibermuseus sob a presidência do México, assumida em janeiro deste ano por Magdalena Zavala Bonachea, coordenadora Nacional de Artes Visuais do Instituto Nacional de Belas Artes (INBA) daquele país.

Com o Fundo de Apoio ao Patrimônio Museológico em Situação de Risco, o Programa Ibermuseus apoia ações de assistência, socorro e proteção ao patrimônio museológico de regiões afetadas por inundações, terremotos, incêndios, conflitos bélicos, ameaças humanas e outras situações calamitosas que representem risco.

Na reunião, foram também aprovadas solicitações de apoio à recuperação dos bens musealizados afetados por terremoto ocorrido no Equador, além de outras ações. Saiba mais.

Divulgada lista de inscrições aptas para a 2º fase do Intercâmbio com a Dinamarca

Publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (26), a lista provisória de inscrições consideradas aptas para a 2ª fase do Intercâmbio Profissional Brasil – Dinamarca. Em ordem alfabética, os selecionados são: Filipe César Campos de Faria Morais, Márcia Regina Escorteganha e Janine Menezes y Ojeda.

O prazo para interposição de recurso contra o resultado das avaliações será de até três dias úteis, contados da divulgação dos resultados. As razões de recurso deverão ser encaminhadas ao Ibram por meio de ofício assinado, enviado para o endereço eletrônico asint.selecao@museus.gov.br.

O programa tem com objetivo trocar experiências e conhecimento em parcerias de aprendizagem, qualificar a formação dos profissionais de museus e produzir novos conhecimentos em museus no Brasil e na Dinamarca, através de realização de seminários, palestras, workshops ou atividade previamente descrita no projeto conforme edital.

Saiba mais sobre a seleção.

 

Seleção Pública – Bolsa de Intercâmbio em Museus Dinamarqueses

Edital nº 6: Abertura de Seleção Pública – Bolsa de Intercâmbio em Museus Dinamarqueses

O edital consiste em selecionar cinco profissionais para participar de intercâmbio nas instituições museais em um período de quinze dias entre os meses de setembro a dezembro de 2015, com objetivo de trocar experiências e conhecimento em parcerias de aprendizagem; qualificar a formação dos profissionais de museus e produzir novos conhecimentos em museus no Brasil e na Dinamarca, por meio da realização de seminários, palestras, workshops ou atividade previamente descrita no projeto conforme edital.

27.11.2015 – Lista provisória de classificação dos aprovados
16.11.2015 – Lista Final de Inscrições consideradas para 2ª Fase
26/10/2015 – Lista provisória de inscrições consideradas para a 2ª fase
Extrato
do edital (publicado no DOU em 25 de maio de 2015)
Edital nº 6 (.pdf)
Retificação (publicada no DOU em 16 de maio de 2015)

Anexo I (lista de museus dinamarqueses)
Anexo II (Termo de Compromisso)
Anexo III (Ficha de Inscrição)

Dúvidas e outras questões devem ser enviadas para asint.selecao@museus.gov.br.

Parcerias: Ibram dará apoio técnico para projetos de museus goianos

Por ocasião da entrega da reforma do Museu das Bandeiras, em Goiás (GO), no último domingo (2), o presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Angelo Oswaldo, também visitou os municípios goianos de Pirenópolis e Corumbá de Goiás, onde foram pactuadas parcerias para apoio técnico do órgão aos museus locais.

Em Corumbá de Goiás, Oswaldo participou de encontro com o prefeito da cidade, Célio Fleury, e os secretários municipais de Cultura e Educação.

Durante a reunião, que contou ainda com a presença da historiadora Maria do Carmo Gouveia de Moraes, foi discutido o projeto de criação, na cidade, do Museu de Arte Sacra de Nossa Senhora da Penha de França – para o qual o Ibram assegurou o fornecimento de apoio técnico.

Representantes do Ibram e da prefeitura de Corumbá em visita à igreja reformada

Representantes do Ibram e da prefeitura de Corumbá visitaram igreja recém-restaurada

O novo museu será sediado na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Penha de França, recém restaurada com o apoio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

A igreja, cuja construção foi iniciada em 1750, é considerada um exemplar da arquitetura colonial dos primeiros anos de ocupação do centro-oeste brasileiro.

Patrimônio local
Em Pirenópolis, o encontro do presidente do Ibram foi com o prefeito local, Nivaldo Melo, e os secretários de Cultura, Educação e Turismo, além do colecionador Augusto César Bittencourt, criador do Museu Rodas do Tempo, que está situado na cidade e expõe acervo de bicicletas, scooters e motocicletas.

Com os encontros, o Ibram dá início à cooperação entre o órgão e os municípios de Goiás (antes Cidade de Goiás), Corumbá e Pirenópolis para apoio técnico no desenvolvimento de museus locais.

“Temos valorizado o patrimônio histórico goiano, que está na órbita de três grandes cidades – Brasília, Anápolis e Goiânia – e por isso pode incrementar a visitação aos museus da região, gerando recursos para as cidades históricas”, ressaltou Angelo Oswaldo.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Maria do Carmo Gouveia/divulgação

Matéria relacionada
Ibram recebe Museu das Bandeiras após reforma do Iphan

Página 1 de 3123