Fórum Acervos Arqueológicos recebe inscrições de trabalhos até 15 de julho

Até 15 de julho, interessados em apresentar experiências e reflexões nas áreas de arqueologia, conservação e museologia podem submeter trabalhos para o Fórum Acervos Arqueológicos: por uma política de preservação do patrimônio arqueológico brasileiro.

A proposta do fórum é definir uma pauta para a elaboração de um plano de ação com vistas à preservação e à gestão dos bens arqueológicos do país. O evento acontece entre os dias 28 e 30 de agosto no Auditório do Museu Histórico Nacional (MHN/Ibram), no Rio de Janeiro (RJ).

REMAAE se reuniu ano passado durante o 7º Fórum Nacional de Museus em Porto Alegre (RS)

REMAAE reuniu-se ano passado durante o 7º Fórum Nacional de Museus em Porto Alegre (RS)

Além de congregar profissionais, o evento irá retomar os trabalhos iniciados em 2017 no Fórum do GT Acervos, da Sociedade de Arqueologia Braileira (SAB), e da reunião da Rede de Museus e Acervos de Arqueologia e Etnologia (REMAAE) – que teve lugar durante o 7º Fórum Nacional de Museus.

A programação inclui mesas redondas, palestras, comunicações coordenadas e já está disponível para consulta. O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) estará representado, na mesa de abertura, pela diretora de Processos Museais, Renata Bittencourt.

Como participar
As inscrições podem ser feitas gratuitamente em formulário online e estão divididas em duas categorias: Participante e Ouvinte.

O participante pode contribuir com as discussões através da apresentação de experiências e reflexões, como representantes das instituições de guarda e pesquisa de acervos arqueológicos, profissionais autônomos e equipes prestadoras de serviço em arqueologia, conservação e museologia, que atuam diretamente na preservação do patrimônio arqueológico. As inscrições nessa categoria podem ser realizadas até 15 de julho.

Já a categoria Ouvinte é voltada para agentes que atuam no setor patrimonial, estudantes e profissionais das áreas de arqueologia, conservação e museologia, além dos interessados na temática. Nessa categoria, as inscrições acontecem até 28 de agosto.

Os interessados que não puderem comparecer têm até 1º de julho para enviar contribuições para o e-mail forumacervosarqueologicos@gmail.com, com o Assunto “Contribuições para o Fórum”. Saiba mais.

Texto: Ascom/MHN
Foto: Doni Maciel /Acervo Ibram

Parcerias impulsionam conservação e divulgação de acervos Ibram

IMG_20180222_095851471O Museu das Missões (Ibram/MinC), em São Miguel das Missões (RS) realiza, até 2 de março, uma série de atividades de Conservação e Restauro em parceria com profissionais do Laboratório de Ciência da Conservação da UFMG, Curso de Conservação e Restauro da UFPel, Museu Histórico Nacional e Coordenação de Preservação e Segurança do Ibram.

A equipe está realizando exames nas peças para auxiliar o Museu na definição das diretrizes e procedimentos das atividades de Conservação e Restauro a serem desenvolvidas para a preservação do acervo museológico.

O Museu das Missões tem a maior coleção pública de imagens missioneiras em madeira policromada dos séculos XVII e XVII do Mercosul. E a ação conjunta contribui com a preservação do legado missioneiro.

Ao todo, 13 peças serão analisadas de com equipamentos da mais alta tecnologia, sendo possível obter resultados precisos da real situação das obras. As atividades desenvolvidas também compreendem a execução de palestras e oficinas com o objetivo de capacitar e treinar a equipe local do Museu das Missões, envolvendo técnicos, estagiários, auxiliares e vigilantes.

Solar Monjardim

Andre Carloni II - DepoisUma parceria com o Núcleo de Conservação e Restauração da Universidade Federal do Espírito Santo, também foi fundamental para a conservação de parte do acervo do Museu Solar Monjardim (Ibram/MinC), em Vitória (ES).

O projeto “Conservação dos desenhos de André Carloni pertencentes ao acervo do Instituto Brasileiro de Museus – Ibram”, possibilitou a conservação, digitalização e acondicionamento apropriado dos desenhos do arquiteto ítalo-capixaba. O material, produzido entre as décadas de 1940 e 1960, retrata principalmente as fachadas e plantas arquitetônicas das igrejas tombadas no estado do Espírito Santo, além de paisagens urbanas da capital, Vitória, no final do século XIX e início do século XX.

André Carloni nasceu em Bolonha, Itália, no final do século XIX, e foi um arquiteto autodidata importante para o desenvolvimento urbanístico do estado do Espírito Santo e também para a preservação de seu patrimônio arquitetônico, tendo atuado na construção, tombamento, restauração e adaptação de diversos edifícios históricos.

Com o projeto, parte de sua obra está disponível para pesquisa em mídia digital, na Biblioteca Central da Universidade Federal do Espírito Santo, na Biblioteca Setorial do Centro de Artes/UFES, no Instituto Brasileiro de Museus – Ibram no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN e no Arquivo Público do Estado do Espírito Santo.

Programa oferece bolsas de capacitação a profissionais de museus

Estão abertas as inscrições para a primeira edição do Bolsas Ibermuseus de Capacitação. O objetivo da ação é promover mecanismos de proteção e gestão do patrimônio museológico ibero-americano, por meio da qualificação profissional, além de fomentar a consolidação da Rede Ibero-Americana de Museus.

Bolsas_IbermuseusA iniciativa faz parte do Programa Ibermuseus e permitirá a participação de profissionais da área em atividades como cursos de curta duração, seminários, congressos e oficinas sobre temas relacionados à conservação preventiva, gestão de riscos e atuação em emergências.

Os interessados podem submeter online as candidaturas até dezembro de 2016 – ou até que se esgotem os recursos disponíveis. A inscrição deve ser feita com antecedência mínima de 60 dias ao início da atividade pretendida.

12 países podem concorrer
As bolsas serão concedidas aos profissionais que atuem nas áreas relacionadas à gestão e manejo de coleções: conservação, restauração ou curadoria em instituições museais ou instituições governamentais responsáveis pelas políticas públicas para os museus dos 12 países membros do Comitê Intergovernamental do Programa: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Espanha, México, Paraguai, Peru, Portugal e Uruguai.

As bolsas cobrirão taxa de inscrição, caso se aplique; passagens de avião, trem ou ônibus, dependendo do local da atividade; translado terrestres em transporte público entre o aeroporto, o hotel e o local da atividade; seguro viagem; hospedagem e alimentação.

De acordo com o edital, a duração do benefício poderá oscilar de dois a cinco dias de atividade formativa. Após a conclusão das ações de capacitação, os selecionados deverão executar um projeto de multiplicação dos conhecimentos adquiridos em sua instituição. O projeto deverá ser apresentado no ato de inscrição e será submetido à aprovação (junto às demais documentações solicitadas).

Acesse a íntegra da convocatória e saiba mais sobre o Programa Ibermuseus.

Texto: Portal Brasil

Ibermuseus libera recursos para recuperação do Museu das Missões

O Comitê Intergovernamental do Programa Ibermuseus aprovou na última terça-feira (10) a liberação de US$ 5 mil para colaborar na recuperação do Museu das Missões, vinculado ao Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e afetado pela passagem de tornado que atingiu a região no final de abril.20160426_151749_26057490674_o

O auxílio será concedido por meio do Fundo de Apoio ao Patrimônio Museológico em Situação de Risco, destinado a apoiar ações de assistência, socorro e proteção ao patrimônio museológico de regiões afetadas por inundações, terremotos, incêndios, conflitos bélicos, ameaças humanas e outras situações calamitosas que representem risco.

Os recursos serão utilizados na realização de projetos de reorganização, conservação e restauração do acervo afetado. A previsão é de que sejam repassados ao Ibram até o final de maio. O serviço terá início imediatamente após o recebimento dos recursos.

Após diagnóstico preliminar, constatou-se que todo o acervo do Museu das Missões, composto de 98 esculturas missioneiras, foi afetado pela umidade e por quedas causadas pelo forte vento que atingiu o chamado Pavilhão Lúcio Costa, sendo que 30% das peças foram severamente danificadas por mutilações de membros e cabeças, perfurações por material de construção (vidros, telhas), achatamentos diversos, absorção de água, deslocamento da policromia, rachaduras e perdas de fragmentos diversos.

A liberação do recurso solicitado pelo Ibram para a recuperação do Museu das Missões foi aprovada durante a primeira reunião do Programa Ibermuseus sob a presidência do México, assumida em janeiro deste ano por Magdalena Zavala Bonachea, coordenadora Nacional de Artes Visuais do Instituto Nacional de Belas Artes (INBA) daquele país.

Com o Fundo de Apoio ao Patrimônio Museológico em Situação de Risco, o Programa Ibermuseus apoia ações de assistência, socorro e proteção ao patrimônio museológico de regiões afetadas por inundações, terremotos, incêndios, conflitos bélicos, ameaças humanas e outras situações calamitosas que representem risco.

Na reunião, foram também aprovadas solicitações de apoio à recuperação dos bens musealizados afetados por terremoto ocorrido no Equador, além de outras ações. Saiba mais.

Museus de Arte e Conservação de Bens Culturais no Museu Victor Meirelles

Qual o papel dos museus de arte na contemporaneidade? Essa é a questão central do conjunto de atividades programadas pelo Projeto Agenda Cultural do Museu Victor Meirelles/Ibram, nos dias 21 e 22 de novembro, em Florianópolis (SC).

Realizado em parceria com o Fórum Permanente de Museus e o espaço Contemporão, no dia 21, o professor da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) e coordenador do Fórum Permanente de Museus, Martin Grossmann, ministrará a palestra Museu como interface: arquiteturas, arte, gestão e comunidade.

A mediação estará por conta do artista Yiftah Peled, do espaço Contemporão. A atividade é gratuita e não é necessário proceder com prévia inscrição. Às 20h30, acontece o lançamento da coleção de livros do Fórum Permanente de Museus.

No dia 22, das 18h às 22h, as atividades seguem no espaço Contemporão. Martin Grossmann ministra a oficina Curadoria e Performance. Para se inscrever, é preciso enviar, até o dia 17 de novembro, o currículo resumido e uma pequena apresentação de interesses em relação à oficina para o endereço eletrônico contemporao@gmail.com.

Já a Semana de Conservação de Bens Culturais será de 28 de novembro e 1º de dezembro. O objetivo é proporcionar e complementar a formação de profissionais do setor bem como demais interessados.

Estão sendo oferecidas as oficinas teóricas Conservação Fotográfica e Conservação de Bens Culturais. As atividades são gratuitas, mas é necessário se inscrever. Os interessados devem encaminhar, até 24 de novembro, pedido de pré-inscrição para mvm.ac@museus.gov.br. Os critérios para a seleção nas oficinas são de responsabilidade da equipe técnica do Museu Victor Meirelles. Saiba mais aqui.

Fonte: Divulgação Museu Victor Meirelles

Prêmio Reina Sofía de Conservação e Restauração do Patrimônio Cultural

Estão abertas as inscrições para nova convocatória do Prêmio Internacional Reina Sofía de Conservação e Restauração do Patrimônio Cultural.
Promovido desde 2001 pelo Ministério de Assuntos Exteriores e da Cooperação da Espanha, por meio da Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (Aecid), o prêmio reconhece uma obra, iniciativa o trajetória profissional que se destaque pela qualidade ou por seu impacto benéfico no desenvolvimento da região em que tenha sido realizada. A premiação será distribuída em duas categorias: Patrimônio Material e Patrimônio Imaterial. Cada categoria recebe prêmio no valor de 30 mil euros.

Podem candidatar-se pessoas físicas ou jurídicas dos países da comunidade ibero-americana, com exceção da Espanha, Portugal e Andorra. Para consultar os requisitos e obter os documentos de inscrição, acesse as bases da convocatória. Mais informações estão disponíveis no site da Aecid