Exposição do Museu Imperial em Brasília pode ser vista até domingo (20)

Quem ainda não visitou a exposição O Império em Brasília: 190 anos da Assembleia Constituinte de 1823, que exibe parte do acervo do Museu Imperial/Ibram no Congresso Nacional, tem até o domingo (20) para conhecer.

A exposição apresenta peças de acervo do Museu Imperial/Ibram

A exposição apresenta peças de acervo do Museu Imperial/Ibram

Dividida em cinco módulos temáticos, a exposição traz pinturas, esculturas, objetos decorativos, armas, condecorações e manuscritos da época do Império, que abordam o período em que o Congresso elaborou a primeira Constituição do Brasil como nação soberana.

Os diferentes ambientes falam sobre a Transferência da Corte Portuguesa para a América, O Processo da Independência do Brasil, A Formação do Estado Nacional – O Papel do Legislativo, A Consolidação do Império no Brasil e Os Símbolos da Ordem Monárquica.

Gratuita e acessível a todos os públicos, a exposição está no Salão Negro do Congresso Nacional, das 9h às 17h. Saiba mais.

Texto e foto: Ascom/Ibram

Congresso abre exposição com peças do acervo do Museu Imperial nesta quarta (7)

Pinturas, esculturas, objetos decorativos, armas, condecorações e manuscritos pertencentes ao acervo do Museu Imperial/Ibram, em Petrópolis (RJ), poderão ser vistas no Congresso Nacional, em Brasília (DF) a partir de quinta-feira (8). Amanhã (7), acontece a cerimônia oficial de abertura a partir das 19h.

As peças, num total de 54, integram a exposição O Império em Brasília: 190 anos da Assembleia Constituinte de 1823. A mostra, que tem curadoria de Ricardo Oriá, Clarissa Castro e Maurício Ferreira, é resultado do trabalho conjunto entre a Câmara dos Deputados e o Senado Federal em parceria com o Museu Imperial, o Instituto Brasileiro de Museus e a Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP).

Juramento da Princesa Isabel (1875): quadro de Victor Meirelles estará em exibição

A exposição gratuita e livre para todos os públicos, ficará em cartaz no Salão Negro do Congresso Nacional até 20 de outubro.

Escolas e grupos de estudantes podem agendar visitas guiadas com os educadores do Serviço Educativo pelo telefone 0800 619.619 ou pelo e-mail exposicoes@camara.leg.br.

Cinco módulos

Na exposição, o público terá a oportunidade de conhecer peças emblemáticas do Império brasileiro e da formação do Estado nacional. A disposição das peças sobre os 190 anos do Poder Legislativo no Brasil é dividida em cinco módulos temáticos.

No primeiro, A transferência da Corte Portuguesa para a América, são abordados os antecedentes históricos da formação da nacionalidade, com a transferência da família real portuguesa para o Brasil. No módulo dois, O processo da independência do Brasil, os visitantes conhecerão os principais fatos que levaram à emancipação política do país.

O terceiro apresenta A formação do estado nacional – o papel do legislativo e trata da formação do Estado nacional monárquico, com destaque para a instalação da Assembleia Geral Constituinte e Legislativa do Império, em 1823. Já  A consolidação do Império no Brasil, trata do processo de fortalecimento da monarquia brasileira, abordando desde a maioridade de d. Pedro II à regência de sua filha, a princesa d. Isabel.

Já o quinto e último módulo, Os símbolos da Ordem Monárquica, apresenta o regime monárquico e sua simbologia com objetos que revelam o interesse no processo de sua legitimação perante a sociedade.

Texto: Agência Senado e Museu Imperial/Ibram
Edição: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação
Última atualização: 6.8.2013

Ato público no Congresso Nacional em defesa do orçamento da cultura

A Frente Parlamentar Mista em Defesa da Cultura no Congresso e as comissões de Educação e Cultura da Câmara e do Senado realizam no dia 23 (quarta-feira), ato público em defesa do orçamento da cultura. A mobilização será às 16 horas, no auditório da TV Câmara.

O objetivo dos organizadores é protestar contra a possibilidade de redução do orçamento do Ministério da Cultura para 2012. A presidente da Frente Parlamentar, deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ), acrescenta que a intenção é lutar pela recuperação dos recursos destinados à área, além de defender celeridade à votação do projeto que estabelece novas regras para o financiamento da cultura (Programa Nacional de Fomento e Incentivo à Cultura, Procultura – PL 6722/10). Durante o ato, a Frente Parlamentar também apresentará um balanço de atividades do colegiado em 2011. Saiba mais.

Fonte: Agência Câmara