9ª Primavera: Ibram e SPC promovem atividades no dia 25 em Brasília

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e a Secretaria de Políticas Culturais (SPC), órgãos integrantes do Ministério da Cultura (MinC), participam das atividades da Primavera dos Museus 2015, com eventos gratuitos programados para o dia 25 de setembro (sexta-feira), na sede do Ibram em Brasília (DF). A programação será transmitida ao vivo através do site do Ibram e os internautas poderão participar com perguntas durante a transmissão. 

Museus no Brasil: caminhos percorridos e um olhar para novos desafios é o tema da 3ª edição dos Colóquios Museológicos Ibram, que acontece a partir das 11h. A convidada é a Doutora Cristina Bruno, diretora do Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo (MAE/USP).

Bruno irá abordar a temática a partir de duas perspectivas. Por um lado, a ênfase recairá sobre os caminhos percorridos que partiram de olhares estrangeiros e consolidaram as instituições museológicas em um cenário de expressiva diversidade. Por outro lado, as argumentações serão direcionadas para as conquistas das políticas públicas para museus aplicadas a esse contexto diverso.

“Esperamos que essa seja uma contribuição importante para colaborar nas discussões sobre o papel dos museus. Queremos fazer uso da sede e dos equipamentos de forma mais completa e transformar o Ibram em um verdadeiro um centro de estudos museológicos”, afirma Carlos Roberto Brandão, presidente do Ibram, sobre os Colóquios Museológicos.

Maria Cristina Bruno é museóloga e doutora em Antropologia. Tem larga experiência na área de Museologia, com ênfase para Projetos de Planejamento Museológico e Comunicação Museal, atuando principalmente nos temas teoria museológica, historicidade dos processos museológicos, gestão museológica, museologia brasileira e musealização da arqueologia.

O MAE/USP é um museu universitário que tem sob a sua guarda um rico acervo de Arqueologia e Etnologia, realizando divulgação científica por meio de exposições e outras atividades educativas. Seus professores e alunos desenvolvem pesquisa de ponta nestas duas áreas, como também em Museologia.

Acervos digitais

A partir das 14h30, tem início um conjunto de apresentações em torno do tema Acervos digitais de cultura e os caminhos para uma política nacional, organizadas pela Coordenação-Geral de Cultura Digital da SPC.

Nos últimos anos, o MinC tem ampliado as discussões e feito esforços para que os acervos da cultura no ambiente digital, especialmente nos aspectos relacionados à digitalização, disponibilização, preservação e acesso, tornem-se parte de uma política pública que contemple a diversidade cultural brasileira na internet.

Neste dia 25, os interessados terão um panorama do estado atual de iniciativas em torno dos acervos digitais em andamento no âmbito do MinC.

Editais com foco em pesquisadores, realizado em parceria com a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), o desenvolvimento de uma solução tecnológica para disponibilizar  acervos online, realizado em parceria com a Universidade Federal de Goiás, e a participação da SPC nos Diálogos Setoriais Brasil-União Europeia 2015 serão apresentados neste dia.

Também acontece uma palestra de Sueli Mara Ferreira, professora titular da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo (USP) – campus de Ribeirão Preto – com o tema Digitalização como processo social no âmbito de uma política nacional de acervos.

Outras informações sobre a programação podem ser obtidas pelos endereços eletrônicos ascom@museus.gov.br e culturadigital@cultura.gov.br.

Confira o Guia da Programação da 9ª Primavera dos Museus para outros eventos em todo o Brasil.

Pesquisa Museológica é tema dos Colóquios Ibram do dia 25

Coloquios_Agosto_18-08_11h50Na próxima terça-feira, 25 de agosto, às 16h, o Ibram realiza mais uma edição dos Colóquios Museológicos. Neste mês, o convidado, professor doutor Marcio Rangel irá discutir a Pesquisa Museológica.

O evento é aberto ao público e terá transmissão ao vivo pelo site do Ibram. Os Colóquios são realizados na Sede do Instituto, em Brasília, que fica no Setor Bancário Norte, Quadra 2, Bloco N. A confirmação de presença deve ser enviada para o email cerimonial@museus.gov.br;

Márcio Rangel é graduado em Museologia e mestre em Memória Social pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. É Doutor em História das Ciências pela Fundação Oswaldo Cruz/COC. Atualmente, é pesquisador do Museu de Astronomia e Ciências Afins, professor da Escola de Museologia (UNIRIO) e da pós-graduação em Museologia e Patrimônio da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro/Museu de Astronomia e Ciências Afins. Tem experiência na área de museologia, com ênfase em coleções histórico-científicas, história da ciência, memória e patrimônio.

Ministro Juca Ferreira abre Colóquios Museológicos do Ibram

Os desafios contemporâneos das instituições museológicas, o enriquecimento de políticas relacionadas a museus e ações do governo em prol da reestruturação e promoção desses espaços em todo o País estiveram na pauta das discussões da primeira edição dos Colóquios Museológicos, na tarde desta terça-feira (19), na sede do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), em Brasília.

A abertura contou com o ministro da Cultura, Juca Ferreira, que destacou a importância do Ibram em abrir portas de reflexão com a sociedade sobre a importância dos museus para a cultura brasileira. Veja a palestra aqui.

Ministro Juca Ferreira, na abertura dos Colóquios Museológicos

Ministro da Cultura, Juca Ferreira, e o presidente do Ibram, Carlos Roberto Brandão

“É inegável a importância que os museus têm nas sociedades complexas”, esclareceu Juca Ferreira.

“Não é incomum encontrar casos em que eles são acionados como recurso para alavancar processos de revitalização de áreas urbanas, consolidar roteiros turísticos e inserir cidades no circuito internacional, promover megaexposições ou grandes mostras capazes de atrair investimentos do mercado, mediar relações entre grupos, provocar politicamente, construir narrativas engajadas, favorecer o desenvolvimento de culturas e comunidades”, constatou o ministro.

“Essas, entre outras várias questões, deslocam os museus para além das atividades de preservação e representação de valores e práticas, produção de conhecimentos, documentação, criação de narrativas, conformação de significados, que os recontextualizam nas relações de poder e memória”, reforçou.

Durante o encontro, o Ministro respondeu algumas questões da plateia e do público que assistiu a transmissão ao vivo pela página do Ibram na internet.

Colóquios Museológicos
Os Colóquios têm como proposta dinamizar os espaços de eventos do Ibram, de forma que a instituição passe a ser reconhecida também como um centro de estudos museológicos contemporâneos.

“Esperamos que essa seja uma contribuição importante para colaborar nas discussões sobre o papel dos museus. Hoje, mobilizamos todas as escolas de museologia do país, todos os museus, para acompanhar a fala do ministro. Queremos fazer uso da sede e dos equipamentos de forma mais completa e transformar o Ibram em um verdadeiro um centro de estudos museológicos”, afirmou Carlos Roberto Brandão, presidente do Ibram.

As próximas edições dos Colóquios contarão sempre com a participação de convidados que irão abordar temas atuais de interesse dos museus. Leia a matéria completa no portal do Ministério da Cultura.

Texto: Ascom/MinC
Edição e foto: Ascom/Ibram

Colóquios Museológicos recebe o Ministro Juca Ferreira nesta terça (19)

Nesta terça-feira (19), o Ibram realiza a primeira edição dos Colóquios Museológicos, com o Ministro da Cultura, Juca Ferreira, que abordará o tema “Museus para todos”.  O evento acontece a partir das 15h30, na sede do Ibram, em Brasília, e terá transmissão ao vivo pela internet, através do endereço www.museus.gov.br.

Os Colóquios têm como proposta, dinamizar os espaços de eventos do Instituto, de forma que o Ibram passe a ser reconhecido também como um centro de estudos museológicos contemporâneos. A programação será permanente e contará sempre com a participação de convidados que irão abordar temas contemporâneos situados no campo de interesse dos museus.