Lançamento do Caderno da PNEM no Rio acontece nesta terça

Nesta terça-feira (26), o Museu Histórico Nacional (MHN), no Rio de Janeiro (RJ), promove uma atividade com foco na educação museal. O Caderno da Política Nacional de Educação Museal (PNEM) e o Programa de Elaboração e Pesquisa em Educação Museal (Pepem) serão lançados no auditório do museu a partir das 14h, com entrada franca. Não é necessário inscrição prévia. Haverá ainda certificado para os participantes.

Educação museal: MHN lança publicação do Ibram e

Educação museal: MHN lança publicação do Ibram e programa de implementação da PNEM nesta terça-feira (26)

A atividade terá como destaque uma mesa redonda com as presenças de Magaly Cabral, educadora e museóloga; Ozias Soares, pesquisador do Museu da Vida/Fiocruz; e Fernanda Castro, educadora do MHN – os dois últimos atuaram como coordenadores no processo de elaboração da PNEM.

Participação

A Política Nacional de Educação Museal é fruto de um amplo processo de reflexão e debate participativo – iniciado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) em 2010 e concluído ano passado, quando a PNEM teve sua criação oficializada em portaria.

O Caderno da PNEM traz os princípios e diretrizes elaborados nesse processo, além de um conjunto de textos sobre a história da educação museal no Brasil, o processo de construção da política, formas de sua aplicação e conceitos que a embasam. A publicação já está disponível para download.

Implementação

Nesse contexto, o Núcleo Educativo do MHN propõe a criação e implementação do Programa de Elaboração e Pesquisa em Educação Museal (Pepem): uma ferramenta de implementação da PNEM que deve atuar com ações de curto, médio e longo prazo, em especial no que diz respeito à formação de educadores, elaboração de pesquisas e instrumentos de sistematização, registro e avaliação da área e produção de informação em educação museal.

A primeira atividade do Pepem, realizada na semana passada, foi uma reunião da linha de pesquisa “Educação museal: conceitos, história e políticas”, criada no grupo de pesquisa “Escritas da história em museus” (MHN/CNPq). Mais informações sobre o evento podem ser obtidas pelo endereço eletrônico mhn.educacao@museus.gov.br. Conheça o Museu Histórico Nacional.

Texto: Ascom/MHN
Foto: Setor Educativo/MHN

Resultado 2011 do Programa de Fomento aos Museus

O Programa de Fomento aos Museus Ibram consiste em prêmios e projetos relacionados à construção e modernização de museus, ao incentivo a artistas contemporâneos, à divulgação do tema museu em diversas mídias e ao apoio a iniciativas e experiências de memória social desenvolvidas por comunidades e grupos populares.

Foram mais de 16 milhões de reais em recursos financeiros para dez editais. Conheça todos os premiados no caderno Resultado da Seleção aqui.

MinC lança caderno de preços nacionais da cultura

Produtores culturais, empresas, o mercado e a sociedade passam a ter, pela primeira vez, indicadores nacionais de preços da cultura, levantados segundo parâmetros e técnicas de mercado. A pesquisa, que servirá para se lastrear e avaliar propostas candidatas à renúncia fiscal pela Lei Rouanet, está sendo lançada pelo Ministério da Cultura (MinC).

O levantamento será nacional e detectará os valores médios de 255 itens, entre serviços e mão de obra do universo da produção cultural. Até agora, o mercado não dispunha de parâmetros para análises com identificação de valores.

Para isso, o MinC contratou o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Belém, Recife, Brasília, Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro, as capitais-base da pesquisa, são consideradas por MinC e FGV como representativas das regiões brasileiras. Entre as fontes consultadas, estão tabelas de sindicatos e associações, de fornecedores e taxas de serviços públicos. Continue lendo e acesse os indicadores.

Fonte: Ascom/MinC