Página 7 de 8« Primeira...45678

Três exposições reabrem Museu Nacional dos Correios em Brasília

Os Correios realizam a reabertura do Museu Nacional dos Correios no dia 25 de janeiro, às 19h, em Brasília (DF). O evento ocorrerá na sede do museu, localizado no Setor Comercial Sul, com a presença do presidente dos Correios, Wagner Pinheiro de Oliveira, representantes do Ministério da Cultura (MinC) e convidados.

Durante o evento, serão abertas três exposições: Mestres da Gravura apresenta acervo da Fundação Biblioteca Nacional/MinC, com obras de artistas como Rembrandt, Dürer e Goya. A exposição Correios: um diálogo com Vilém Flusser, inspirada em texto do pensador da comunicação Vilém Flusser, traz uma mostra do funcionamento dos Correios ao longo dos tempos. 

A natureza em selos: o meio ambiente somos nós reúne selos lançados pela empresa sobre a flora e a fauna brasileiras, algumas das pinturas originais que serviram para a sua confecção, bem como um painel interativo para o público infantil.

Haverá ainda o lançamento do edital de seleção de patrocínio para os centros e espaços culturais dos Correios para 2012 e a assinatura do acordo de cooperação com o Ministério da Cultura que visa a adoção de procedimentos conjuntos para a seleção de projetos culturais a serem patrocinados pela ECT e avaliados pelo MinC para fins dos benefícios da Lei Rouanet.

Outras informações pelo telefone (61) 3426.1720. O Museu Nacional dos Correios localiza-se no Setor Comercial Sul, Quadra 4, Lote 256 – Edifício Apolo.

Fonte: Divulgação Correios

Aniversário do Ibram leva dezenas de ciclistas às ruas de Brasília

O dia de sol na capital federal atraiu cerca de 200 ciclistas para o circuito de museus

Mais de 200 pessoas marcaram presença no domingo, 22 de janeiro, no 1º Circuito Ciclístico de Museus – realizado em comemoração aos três anos de criação do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC). 

Famílias inteiras, pessoas de todas as idades e ciclistas do DF, além de servidores do Ibram, aproveitaram o dia de sol para conhecer alguns dos museus de Brasília sobre duas rodas.

Do Memorial dos Povos Indígenas e Memorial JK, o grupo seguiu pelo Eixo Monumental com paradas para visitas mediadas no Museu Nacional Honestino Guimarães, no Complexo Cultural da República, e museus do Itamaraty e Senado Federal. O percurso foi encerrado em frente ao Congresso Nacional, com direito a bolo de aniversário.

Famílias inteiras acompanharam o circuito até o Congresso Nacional

“Achei muito agradável, é um jeito diferente de conhecer e interagir com a cidade e também com os museus que ela oferece”, disse a pedagoga Juliana Arraes. “Isso ajuda a desmistificar tanto os museus como a prática de pedalar na cidade. São duas coisas enriquecedoras e acessíveis que mais pessoas precisam descobrir”.

A ONG Rodas da Paz, que apoiou a realização do passeio, considerou louvável a iniciativa de aliar cultura, mobilidade sustentável e lazer. “É importante que os museus brasileiros ofereçam condições de acessibilidade e segurança para quem deseja visitá-los de bicicleta, além de incentivos para isso”, explicou o presidente da organização, Uirá Lourenço.

A primeira visita mediada foi a exposição Hereros no Museu Nacional Honestino Guimarães

Para o presidente do Ibram, José do Nascimento Jr., o bom número de participantes demonstra que a ideia de conhecer museus de bicicleta tem grande apelo público. “Queremos incentivar isso em todo o país, por isso vamos buscar que os nossos museus tenham bicicletários e sejam integrados com a estrutura cicloviária das cidades”, concluiu. Veja mais fotos do 1º Circuito Ciclístico de Museus aqui.

Texto: Bruno Aragão (Ascom/Ibram)
Fotos: Ascom/Ibram

Instituto Brasileiro de Museus comemora aniversário com Circuito Ciclístico

Em comemoração ao aniversário de três anos de sua criação, o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), vinculado ao Ministério da Cultura (MinC), realiza o 1º Circuito Ciclístico de Museus, no dia 22 de janeiro (domingo), em Brasília (DF).

O passeio, que inclui visita a museus, terá concentração em frente ao Memorial dos Povos Indígenas e Memorial JK, localizados no Eixo Monumental, a partir das 8h30.

Do Memorial dos Povos Indígenas, o grupo segue rumo aos museus do Congresso Nacional, passando pelo Parque da Cidade, e visita ainda o Museu Nacional Honestino Guimarães (Complexo Cultural da República).

Autarquia federal vinculada ao MinC, o Ibram foi criado em 20 de janeiro de 2009, pela Lei nº 11.906, com a responsabilidade de desenvolver a Política Nacional de Museus e promover melhorias nos serviços do setor e aumento de visitação e arrecadação dos museus. Outras informações pelo telefone (61) 2024.4215. Saiba mais sobre o Ibram.

Texto: Ibram/MinC

Ibram lança publicação Museus em Números em dois volumes

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) lança no dia 17, a publicação Museus em Números. São dois volumes que trazem um panorama estatístico nacional e internacional do setor de museus e textos analíticos sobre a situação dos museus nas unidades federativas.

Os dados são referentes a 1,5 mil  instituições museológicas brasileiras que responderam ao questionário do Cadastro Nacional de Museus (CNM) – cadastradas entre as mais de três mil instituições mapeadas em todo o país à época do levantamento de dados para a pesquisa (setembro 2010).

Para marcar o lançamento, acontece um debate no Auditório do Ibram/MinC, em Brasília, a partir das 14h. A abertura contará com a presença da Ministra da Cultura, Ana de Hollanda, do Presidente do Ibram, José do Nascimento Jr., do Secretário de Cultura do DF, Hamilton Pereira, e de Ivana Siqueira – representante da Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI).

A seguir, Rose Miranda, Coordenadora Geral de Sistemas de Informação Museal (CGSIM/Ibram) realiza a apresentação da publicação Museus em Números e convida para o debate Fábio Cunha (MinC), Frederico Augusto Barbosa da Silva (IPEA), Lillian Alvares (UnB) e Ana Rosa Pais Ribeiro (IBGE). A mediação será feita por Mayra Resende – Coordenadora de Produção e Análise de Informações Museais (Ibram). A programação completa está aqui.

Participam ainda do evento representantes da aréa de museus das secretarias de cultura dos estados , que se encontram em Brasília para discutir proposta de acordo de cooperação técnica voltado ao desenvolvimento de temas estruturantes para a área museal em estados e municípios, no projeto denominado Conexões Ibram. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (61) 2024.4300.

Texto: Ascom/Ibram

Esplanada dos Museus: projeto propõe cinco novos museus em Brasília até 2014

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) apresentou ao Governo do Distrito Federal (GDF), em reunião no dia 7 de novembro, o projeto Esplanada de Museus.

A proposta é construir cinco museus temáticos na capital federal até a Copa do Mundo de 2014: Museu dos Esportes, de Arte das Américas, da Democracia, da Biodiversidade e da Diversidade Cultural.

Dotar o Plano Piloto de Brasília de um expressivo conjunto de instituições museológicas, colaborando para a inserção de Brasília nas rotas turísticas, e contribuir com o direito à memória, à cultura e ao museu estão entre os objetivos do projeto Esplanada dos Museus. Os espaços seriam ainda um “legado cultural” às cidades-sede da Copa de 2014.

Segundo a proposta, todos os museus dariam ênfase às atividades de pesquisa, formação profissional, conservação de bens culturais, comunicação e educação. A sustentabilidade ambiental, a acessibilidade, o uso de novas tecnologias e o investimento na inovação e na interatividade serão características de todos as instituições museais.

Após a primeira reunião, o GDF deverá avaliar quais locais indicados pelo projeto poderiam receber as novas instituições. Já o Ministério da Cultura (MinC) e suas insitutições vinculadas, como Instituto Brasileiro de Museus e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), devem ficar responsáveis por estabelecer parcerias para a construção e instalação dos espaços e constituição dos acervos.

Assim que os primeiros levantamentos estiverem concluídos, Agnelo Queiroz, Governador do Distrito Federal, e a ministra da Cultura, Ana de Hollanda, devem apresentar o projeto à presidente Dilma Rousseff.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação Secretaria de Cultura do DF

Exposição Séculos Indígenas no Brasil, em Brasília

Está em cartaz até o dia 12 de outubro, no Museu dos Povos Indígenas, em Brasília, a Exposição Séculos Indígenas no Brasil.

A mostra apresenta o material artístico e documental produzido ao longo dos 19 anos de existência do projeto “Séculos Indígenas no Brasil”, composto por fotografias, desenhos, gravuras, objetos de arte indígena do acervo de Darcy e Berta Ribeiro, filmes, vídeos, animações e textos. O conteúdo da exposição apresenta diferentes aspectos da vida cotidiana em várias comunidades indígenas brasileiras, além de trazer, em forma de depoimentos inéditos, a visão de figuras referenciais indígenas e da luta ambiental no Brasil, como Darcy Ribeiro, José Lutzenberger e os líderes Ailton Krenak e Álvaro Tukano, num diálogo plural e múltiplo.

No último dia (12/10) haverá uma atividade cultural especial para o dia das crianças e o lançamento de um livro (escrito pelo líder indígena – Álvaro Tukano).

O Memorial está aberto para visitação de 2a. a domingo e fica no Eixo Monumental.

A visitação do acervo é realizada com a presença de mediadores indígenas de diversas etnias (são jovens indígenas estudantes, que foram devidamente preparados para receberem os estudantes e professores para essa exposição).

Informações: (61) 3342-1156

Consultores locais dos Pontos de Memória reúnem-se em Brasília

O Instituto Brasileiro de Museus realiza, entre os dias 30 de agosto e 2 de setembro, o primeiro seminário de qualificação para consultores locais do Programa Pontos de Memória. A reunião de trabalho será em Brasília e terá como objetivo tratar do inventário participativo e dos produtos de difusão a serem desenvolvidos até o fim deste ano.

As exposições e demais produtos de difusão estão previstos nos planos de ação de cada Ponto de Memória. Durante o seminário serão discutidas as concepções museológica e museográfica desses produtos.  

Além dos consultores locais, cada Ponto de Memória enviará um representante de seu conselho gestor. Os conselhos foram responsáveis pelo processo de desenvolvimento do projeto desde o segundo semestre de 2009.

O seminário também contará com apoio da equipe técnica de museólogos e arquitetos do Ibram. Saiba mais sobre o Programa Pontos de Memória.

Fonte: Ascom/Ibram

Astronomia, música, cinema e arte na Praça dos Três Poderes

A Praça dos Três Poderes, em Brasília, será palco do primeiro evento voltado para a sua revitalização, através do projeto Poderes da Arte, no dia 15 de junho, a partir das 18 horas.

Junto com o Clube de Astronomia de Brasília e apoio da Secretaria de Cultura, o Centro Cultural 3 Poderes irá agregar várias programações em um mesmo espaço.

Essa quarta-feira (15) será ainda mais especial porque acontecerá um eclipse. Um encontro de telescópios vai marcar o início da noite, em seguida haverá o lançamento do curta metragem Tempo pós-moderno, conscientização e ecologia, do cineasta João Amorim; e depois a apresentação da banda de música instrumental brasileira Marakamundi.

Também será lançada a exposição Pensando Oscarmente, do mestre Ataíde, uma coletânea criada para homenagear o centenário do arquiteto Oscar Niemeyer e o cinqüentenário de Brasília. A mostra traz tinta acrílica sobre papelão com molduras em talos de Buriti e ficará até o dia 15 de julho, das 9h às 18h, no Centro de Apoio ao Turista (CAT).

Outra exposição que acaba de chegar ao Espaço Lúcio Costa é Ritmos e Encontros, de Tony Oliveira, que homenageia sete personalidades que deixaram suas marcas na poeira e no concreto da Capital Federal. Essa mostra é itinerante e após um mês nesse espaço irá percorrer as escolas públicas e administrações da cidade. O projeto Poderes da Arte irá acontecer uma vez por mês.

Mais informações: 3325-6163/5797. Classificação indicativa: Livre.

Fonte: Secretaria de Cultura do DF. Foto: Fred Spenak/NASA

Museu Nacional, de Brasília, expõe “O Brasil na arte popular”

O Museu Nacional do Conjunto Cultural da República apresenta de 18 de maio a 26 de junho a exposição “O Brasil na Arte Popular”. Serão apresentadas cerca de 1.500 obras de arte popular brasileira, de 70 artistas populares oriundos de 13 estados. Estão presentes a arte pioneira de Mestre Vitalino e sua escola do Alto do Moura (PE), as formas femininas das moringas, bonecas e noivas do Vale do Jequitinhonha (MG), as embarcações do São Francisco, além de esculturas que contemplam as mais diversas manifestações da vida cotidiana do Brasil.

O acervo é do Museu Casa do Pontal.

A exposição poderá ser vista de terça a domingo, das 9h às 18h30. Entrada franca.

Página 7 de 8« Primeira...45678