Página 2 de 212

Museu Nacional de Belas Artes (RJ) completa 75 anos

O Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), administrado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), completa dia 13 de janeiro, 75 anos de criação.

Para comemorar a data, o museu vai oferecer entrada gratuita aos visitantes, além de um brinde exclusivo para quem comprovar, por meio de documento, que faz aniversário no mesmo dia.

Criado pela lei nº 378, de 13 de janeiro de 1937, o MNBA foi inaugurado em 19 de agosto do ano seguinte com a presença do então presidente Getúlio Vargas. O museu se volta para a aquisição, conservação, pesquisa e divulgação de obras de arte que evidenciem a evolução da produção artística brasileira e estrangeira.

A instituição conta com um acervo de cerca de 70 mil itens, distribuídos em um espaço de 13 mil m², incluindo pinturas, esculturas e arte sobre papel, além de outras coleções, dentre elas, arte decorativa, arte popular brasileira e estrangeira, arte africana e arte indígena. Saiba mais.

Fonte: Divulgação MNBA/Ibram

Museu de Belas Artes (RJ) abre retrospectiva de Monica Barki

Os 30 anos de trajetória da artista plástica carioca Monica Barki serão comemorados com uma exposição retrospectiva no Museu Nacional de Belas Artes/Ibram e no livro homônimo Monica Barki – Arquivo Sensível, que será lançado também este mês. A abertura acontece no dia 8 de dezembro, às 18h30. A exposição pode ser visitada de 9 de dezembro de 2011 a 29 de janeiro de 2012.

Com Curadoria de Luiza Interlenghi e organização do produtor de arte Paulo Branquinho, a mostra contará com 127 trabalhos abrangendo todas as fases da carreira de Monica Barki: desenhos, estudos com colagem, gravuras, pinturas, assemblages, ensaios fotográficos, vídeos e máquinas em diferentes técnicas e dimensões.

Junto a trabalhos conhecidos somam-se seis desenhos inéditos que integram a série mais recente de Monica, iniciada em agosto de 2009. “Continuo trabalhando o tema das mulheres. Hoje elas estão mais preocupadas em se fortalecer… até fisicamente”, diz a artista.

 Nascida no Rio de Janeiro, Monica Barki entrou para o mundo das artes aos 12 anos, matriculada no Ateliê Infantil de Ivan Serpa. Desde então apresentou suas obras em 29 mostras individuais e cerca de 100 coletivas, no país e no exterior, incluindo participação na Bienal Internacional de São Paulo, em 1991. Suas obras encontram-se em coleções de vários museu brasileiros. Saiba mais.

Texto e foto: Divulgação MNBA/MinC

Videoarte ocupa Museu Nacional de Belas Artes (RJ) até dezembro

A mostra coletiva O Circo dos Sonhos, dos artistas Andrei Muller, Flávio Vasconcellos e Gustavo Speridião, que formam o trio artístico Gráfica Utópica, abre dia 29 de outubro, às 12h, no Museu Nacional de Belas Artes (RJ). A exposição segue até 11 de dezembro.

O coletivo, formado em 2001 por três artistas da Escola de Belas Artes da UFRJ, apresenta o filme O circo dos Sonhos, média-metragem que sintetiza o trabalho do grupo e os meios disponíveis para a produção de vídeo arte -  que recebeu o Prêmio Rumos do Itaú Cultural em 2009. A mostra contará também com uma sequência de 26 fotografias digitais em preto e branco.

Em paralelo, haverá o projeto 8 Domingos de Vídeo Arte no MNBA, que contará com exibição no auditório do museu. Mais informações aqui.

Salão de artes
Também em cartaz no museu de 28 de outubro até 3 de novembro, o XVIII Salão de Artes Plásticas do Corpo de Fuzileiros Navais vai exibir pinturas, esculturas, desenhos, gravuras e peças de arte decorativa. O evento busca estimular e difundir manifestações de artes plásticas e seus participantes são artistas da comunidade em geral e da Marinha do Brasil em particular.

Fonte: Divulgação MNBA/MinC

Prorrogada a exposição Rio no Museu Nacional de Belas Artes (RJ)

Devido ao grande sucesso de público, o Museu Nacional de Belas Artes/Ibram prorrogou a exposição Rio: a arte da animação até o dia 6 de novembro.

Está em exibição na Sala Bernradelli um acervo relativo à produção do longa-metragem de animação Rio, dirigido pelo carioca Carlos Saldanha, incluindo desde as primeiras páginas do roteiro até o resultado final. Storyboards, esboços dos personagens e cenários, além de todo processo de montagem computadorizada do filme estão à mostra.

A visitação pode ser feita de terça a sexta, das 10h às 18h. Aos sabados, domingos e feriados, das 12h às 17h. No domingo a entrada é franca e nos outros dias custa 8 reiais. A bilheteria funciona até 30 minutos antes do fechamento. Saiba mais.

Fonte: Divulgação MNBA/Ibram

Página 2 de 212