Funarte promove encontro sobre políticas para artes em novembro no RJ

Com o objetivo de aprofundar o debate sobre as políticas públicas na área da cultura e, ao mesmo tempo, compartilhar experiências nos diversos segmentos artísticos, a Fundação Nacional de Artes (Funarte/MinC) realiza, de 12 a 14 de novembro, no Rio de Janeiro (RJ), o II Encontro Funarte de Políticas para as Artes.

Nesta segunda edição, o encontro terá como tema  Interações Estéticas em Rede e abrirá espaço ainda para a divulgação de trabalhos teóricos e práticos, divididos em três eixos temáticos: Criação e Experimentação; Acesso, Difusão e Mediação; e Memória e Preservação.

As inscrições para apresentação de trabalhos estarão abertas desde o dia 3 de setembro. Poderão participar estudantes em nível de graduação, pós-graduação (mestrado e doutorado), pesquisadores (mestres e doutores), gestores de políticas públicas e professores, agentes ou produtores culturais.

Para participar como ouvinte também é preciso se inscrever, entre os dias 3 e 26 de outubro. O encontro é aberto a todos que tenham interesse no assunto. As inscrições são gratuitas e as vagas limitadas. Aqueles que tiverem pelo menos 75% de frequência no evento vão receber certificado de participação. Saiba mais na página da Funarte ou pelo telefone (21) 2279.8082.

Texto: Divulgação Funarte

 

Petrobras Cultural apoia projetos para acervos e circulação de exposições

O setor de museus está contemplado na edição 2012 do Programa Petrobras Cultural. Com 11 chamadas de seleção pública abertas para suas três linhas de atuação – Preservação e Memória, Produção e Difusão, e Formação – três delas dialogam diretamente com projetos de proteção à memória das artes no Brasil, ações de recuperação e organização de acervos, com foco na democratização do acesso, e circulação de exposições.

Patrocínio a projetos de resgate, pesquisa, preservação e organização de acervos, priorizando os que se encontram em situação de risco, pertencentes a museus, arquivos e bibliotecas brasileiros é o objeto da seleção Apoio a Museus, Arquivos e Bibliotecas. São R$ 4 milhões, com valor máximo de R$ 700 mil por projeto. As inscrições seguem abertas até 29 de outubro. Conheça projetos de museus já patrocinados pelo Petrobras Cultural.

Museu de Arte Moderna do RJ tem patrocínio do Programa Petrobras Cultural

Já a seleção Memória das Artes vai conceder patrocínio a projetos de resgate, pesquisa, preservação e organização de acervos. Serão priorizados projetos que envolvam obras e documentos de valor inestimável, sob o ponto de vista histórico e cultural, que se encontram à margem do alcance público e ameaçados de perdas irreversíveis.

Estão disponíveis R$ 3 milhões, com valor máximo por projeto de R$ 500 mil. As inscrições também seguem abertas até 29 de outubro.

Com o objetivo de viabilizar o deslocamento em território nacional de exposições com conteúdos relativos aos diversos segmentos da arte e da cultura brasileira, a chamada Circulação de Exposições pretende ampliar a circulação e intercâmbio entre diferentes regiões e instituições culturais do país. São R$ 4 milhões para projetos de até R$ 500 mil. As inscrições terminam no dia 30 de outubro.

Acesse os regulamentos e saiba mais sobre o Programa Petrobras Cultural 2012.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação

Nilo Peçanha e mulheres das artes do século XIX ocupam Museu da República

O Museu da República/Ibram, no Rio de Janeiro (RJ), inicia o mês de março com exposição em cartaz e evento comemorativo ao Dia Internacional da Mulher.

No dia 1º de março, o museu abre uma exposição voltada a apresentar a história das campanhas políticas brasileiras: Nilo Peçanha e a Reação Republicana.

Nilo peçanha, junto com seu candidato a vice-presidente, J.J. Seabra, foi o responsável pela primeira grande campanha política brasileira, que percorreu e envolveu grande parte do país em 1922 – há exatos 90 anos. 

O candidato à presidente do país conseguiu reunir estados importantes como Rio de janeiro, Pernambuco, Bahia, Rio Grande do Sul, que queriam uma maior participação na política nacional. Nilo Peçanha não foi eleito, mas entrou pra história mesmo assim. A exposição pode ser vista até 31 de maio de 2012.

Mulheres luminosas
Idealizada por Mana Pontez, a mostra Mulheres Luminosas pretende revelar curiosidades sobre a vida e obra de mulheres que marcaram as artes no fim do século XIX e influenciaram o papel feminino na sociedade contemporânea: Chiquinha Gonzaga (musicista), Georgina Albuquerque (pintora), Gilka Machado (poetisa) e Nicolina Vaz Assis (escultora).

Nos dias 7 e 8 de março, Mulheres Luminosas promove duas palestras com a participação de estudiosos, historiadores e professores apresentando um pouco mais sobre a trajetória das artistas, além de promover uma exposição de imagens pelos jardins do Museu da República. Veja a programação a seguir. Para outras informações, clique aqui.

Programação
7 de março
17h – Pré-estréia do documentário Mulheres Luminosas (2012, 20 min.), de Pedro Pontes.
Exibição: terças e quartas, às 16h, do mês de março (grátis).
Local: auditório, 2º andar (capacidade: 80 pessoas)
17h30-19h – Palestra Vida feminina no Rio de Janeiro do fim do século XIX
Mediador: Hélio Eichbauer
Palestrantes: Antonio Edmilson M. Rodrigues (Historiador PUC-RJ e UERJ); Edinha Diniz (escritora e pesquisadora); Ana Paula Cavalcanti Simioni (Doutora em Sociologia e Docente do IEB-RJ); Maria de Lourdes Eleutério (Doutora em Sociologia e docente da FAAP-SP); Piedade Grimberg (Diretora Museu Grandjean de Montigny e Docente de História da Arte PUC-RJ).
Local: auditório, 2º andar (capacidade: 80 pessoas)

8 de março
16h – Exibição do documentário Mulheres Luminosas (2012, 20 min.), de Pedro Pontes
Local: sala multimídia
17h -19h – Palestra Expressão Feminina
Mediador: Hélio Eichbauer
Palestrantes: Iole de Freitas (artista plástica), Stela Miranda (atriz, diretora e jornalista), Rosiska Darcy de Oliveira (advogada, professora universitária, jornalista e escritora).
Local: auditório, 2º andar (capacidade: 80 pessoas)

Fonte: Divulgação Museu da República