Página 1 de 212

Três prêmios para arte contemporânea estão com inscrições abertas

Estão abertos três concursos voltados para artistas brasileiros e estrangeiros cujo foco de produção seja arte contemporânea.

Em sua 6ª edição, o Prêmio CNI Sesi Senai Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas (2016-2018) irá selecionar cinco artistas e um curador nesta edição: cada artista premiado receberá R$ 50 mil e o curador R$ 25 mil. Os trabalhos também irão circular em mostras itinerantes em algumas cidades do Brasil.

Exposição dos premiados da 5ª edição do Prêmio Marcantonio Villaça em SP (2015)

Exposição em SP dos premiados da 5ª edição do Prêmio Marcantonio Villaça (2015)

A premiação tem o objetivo de contribuir para a interação entre a atividade cultural e o desenvolvimento econômico do país, estimulando a atividade artística e a formação educacional.

As inscrições são gratuitas e estarão abertas até 27 de fevereiro de 2017. O registro pode ser feito pela internet ou pelos Correios. Confira o regulamento do prêmio e saiba como participar.

Sul Global e Veneza
Já a Associação Cultural Videobrasil e o Sesc São Paulo selecionam artistas do Sul Global e da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) para o 20º Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil.

Serão selecionados 50 artistas para participar de exposições, mostras de vídeo, atividades de programas públicos, ações educativas, entre outras atividades.

Podem ser apresentados trabalhos em qualquer linguagem artística. Os artistas e grupos concorrerão a duas premiações: três Prêmios de Aquisição, no valor de R$ 25 mil cada; e cinco Prêmios de Residência Artística. As inscrições, gratuitas e online, estão abertas até 17 de novembro.

Por fim, a Associação Cultural MoCA, em colaboração com o Estúdio Arte Laguna, promove a 11ª edição do Prêmio Internacional Arte Laguna, que visa a promoção e a valorização da arte contemporânea.

O concurso, com tema livre, está dividido em sete categorias. Além dos 125 artistas finalistas participarem de exposição, em março de 2017, em Veneza (Itália), há diversas premiações para os participantes: prêmios institucionais, colaborações empresariais, residências artísticas e publicação de catálogo.

As inscrições são pagas e seguem até 14 de dezembro. Saiba mais.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: José Paulo Lacerda/Divulgação CNI
Última atualização: 10.11.2016

ArtRio 2016: jardim do Museu da República recebe arte contemporânea

A edição 2016 da ArtRio, feira que reúne galerias nacionais e internacionais desde 2011 na capital fluminense, terá, pelo segundo ano consecutivo, o projeto Intervenções Bradesco ArtRio ocupando, com arte contemporânea, os jardins históricos do Museu da República/Ibram, no bairro do Catete.

Jose Bechara_MiniOxy

José Bechara expõe MiniOxy, da série Esculturas Gráficas (2007-2016)

Com curadoria da museóloga Isabel Portella, 14 artistas irão propor, entre os dias 27 de setembro e 2 de outubro, um diálogo entre as obras e a natureza local. A abertura acontece neste dia 27 (terça-feira), às 14h, e tem entrada franca.

“A ‘arte sem paredes’ como suporte, sem limites, sem portas de entrada, ganhando jardins e parques, proporciona diferentes e incontáveis leituras”, explica a curadora, “traduzindo o pensamento artístico do nosso tempo”.

Tombado em 1938, o jardim do antigo Palácio do Catete, que se espalha por uma área de 12 mil m², já passou por reformas, mas mantém o projeto original criado pelo paisagista francês Paul Villon (1841-1905), responsável por outros projetos na cidade do Rio de Janeiro, quando o palácio tornou-se sede da Presidência da República (1896).

Aproveitando o momento da ArtRio, no dia 27, a Galeria do Lago do Museu da República, dedicada a divulgar arte contemporânea, abre a exposição “Objetos Notáveis”, onde a artista visual Carla Chaim apresenta o resultado de um ano de pesquisa no museu, como parte do prêmio Foco Bradesco ArtRio 2015.

No dia 29, às 11h, acontece um encontro com a curadora Isabel Portella e a artista. A exposição pode ser visitada gratuitamente até o dia 27 de novembro. Saiba mais sobre o museu e como chegar.

Outros circuitos
Além do Museu da República, outros museus da rede do Instituto Brasileiro de Museus integram os Circuitos Artísticos da ArtRio, que levam o público a conhecer roteiros de arte que estão em locais de visitação pública.

Intervenção de Adrianna Eu, Barco de cada um, no jardim do MR

Intervenção de Adrianna Eu, Barco de cada um, no jardim do Museu da República

O Museu da Chácara do Céu, em Santa Teresa, integra o circuito Museus e Espaços Culturais, com foco em arte moderna, popular e contemporânea.

O Museu do Açude, no Alto da Boa Vista, faz parte de dois roteiros: Circuito Tim Blue Man Group, com a azulejaria portuguesa presente no museu, e Circuito de Arquitetura – museus tombados, locais considerados “fundamentais na história da cidade e dos cariocas”. Neste circuito, inclui-se ainda o Museu Villa-Lobos/Ibram em Botafogo.

Já o Museu Nacional de Belas Artes (MNBA/Ibram), na Cinelândia, integra o Circuito Artístico O Meu Rio. Para o curador Marcos Veloso o Rio é “repleto de lugares, de pequenas ‘quebradas’, de pontos quase imperceptíveis no mapa e de intensos e mutantes fluxos e trechos”.

Texto: Ascom/Ibram
Fotos: Flávio Leão/Museu da República
Foto destaque: Trabalho de Flávio Cerqueira (Casa Triângulo) na intervenção 2015/Divulgação ArtRio

Museu de São João del-Rei sedia encontro de Arte Contemporânea

Divulgacao Simbio FbO Museu Regional de São João del-Rei/Ibram recebe, entre os dias 4 e 28 de agosto, a 5ª edição do Simbio. O evento propõe a abordagem de temas contemporâneos com a arte colaborativa, simbiose artística e a preocupação na capacitação constante de público e profissionais de Arte Contemporânea. A abertura será no dia 4 de agosto, às 20hs, com entrada gratuita.

Para esta edição, foram convidados artistas plásticos de vários locais de Minas Gerais. Dentre eles, Aruan Mattos e Flavia Regaldo, belo horizontinos, ganhadores de diversos prêmios, “Barulhista” artista sonoro e compositor de trilhas sonoras, com trabalhos realizados em companhias teatrais e de dança de destaque em Minas e SP; a bonequeira Cássia Macieira, que tem um de seus bonecos estampado na capa do disco de Arnaldo Antunes; o fotógrafo João Castilho, o performer e artista plástico Shima; e o grafiteiro Warley Desali. Cada um desses artistas terá um espaço dedicado para suas obras na exposição, sejam com vídeos, esculturas, aquarelas e muito mais.

O Simbio busca artistas que se destacam no cenário mineiro, como afirma o diretor artístico e idealizador do projeto, Jeff Santos: “Nestas cinco edições, podemos afirmar que o Simbio é reconhecido pelo seu importante papel ao criar um diálogo multimídia entre os artistas e o público. O evento prima pela busca de artistas que apresentam potencial para dialogar com outras artes, saindo assim do lugar comum”. O evento é uma parceria do Governo de Minas e da Empresa Oi.

Oriente e geometria inspiram exposição na Galeria do Lago, no RJ

A Galeria do Lago, do Museu da República, abre nesta sexta-feira (29) exposição dos artistas visuais contemporâneos Rosana Ricalde Felipe Barbosa, com estilos distintos e a proposta comum de pensar as diferenças, reformular conceitos e direcionar o olhar para o mundo atual fazendo conexões.

“Geodésia e Gelosia” é a próxima exposição a estrear na Galeria do Lago, que apresenta programas contínuos de exposições de arte contemporânea que visam a discutir aspectos da produção da arte atual.

Com curadoria de Isabel Portella, “Geodésia e Gelosia” traz, pelo lado da artista Rosana Ricalde, o resultado de pesquisa em torno da cultura oriental, como os legados árabes na literatura, arquitetura e elementos decorativos, entre outros. Rosana voltou-se especialmente para as grades de madeira postas nas janelas, as gelosias.

Do artista Felipe Barbosa, serão apresentados trabalhos que, como uma oposição à geometria de arabescos, se caracterizam por sua eficiência em usar menos material para o máximo rendimento, resultado de pesquisa sobre a relação entre geometria e economia.

A exposição “Geodésia e Gelosia” fica em cartaz até o dia 1º de maio de terça a sexta-feira das 10h às 17h e aos sábados e domingos das 12h às 18h. A Galeria do Lago está localizada nos jardins do Museu da República (Rua do Catete, 153 – Catete), no Rio de Janeiro (RJ).

Exposições de arte contemporânea no Museu da República ganham livro

Para comemorar os dez anos de atividades da Galeria do Lago, espaço dedicado à arte contemporânea situado em seu jardim, o Museu da República/Ibram, no Rio, lança nesta segunda-feira (8), a partir das 18h, livro que apresenta cronologicamente as exposições individuais e coletivas realizadas no espaço.

Jardins do Museu da República no Catete

Jardins do Museu da República no Catete

Com organização da artista visual Martha Niklaus, que esteve à frente da galeria durante estes dez anos, Galeria do Lago: arte contemporânea no Museu da República traz imagens das obras de todos os 140 artistas envolvidos e textos inéditos.

O livro tem edição bilíngue (português-inglês), 320 páginas e será distribuído gratuitamente no lançamento.

A própria Martha Niklaus, a crítica de arte Glória Ferreira, o museólogo e poeta Mario Chagas e a curadora Isabel Sanson Portella, atual coordenadora da Galeria do Lago, assinam os textos da publicação, que traz também reedição das entrevistas com os artistas publicadas nos fôlderes de suas exposições.

Com exposições que duram em média três meses, a Galeria do Lago apresenta obras que dialogam com o Museu da República, seu acervo histórico, paisagístico e arquitetônico, possibilitando o acesso aos cinco mil frequentadores que desfrutam diariamente do maior jardim público do bairro do Catete. Saiba mais.

Texto: Divulgação Museu da República
Foto: Arquivo Ibram

Museu Nacional de Belas Artes pode receber obras doadas pela Receita Federal

O Museu Nacional de Belas Artes (MNBA/Ibram), no Rio de Janeiro (RJ), recebeu na quarta-feira (30), como fiel depositário, 17 obras de arte contemporânea, de artistas brasileiros e estrangeiros, como resultado de apreensão realizada pela Receita Federal.

O lote inclui esculturas, pinturas e um desenho, produzidas entre 1969 e 2012, de autoria dos artistas Anish Kapoor, Sergio Camargo, Ivan Navarro, François-Xavier Lalanne, Niki de Saint-Phalle, Edgar Negret, Miguel Angel Riosa, Michelangelo Pistoletto, Juarez Machado, Jorge Eduardo Guinle, Barbara Kruger, Victor Vasarely, Beatriz Milhazes, Daniel Senise, Antony Gormley, Callum Innes e Cildo Meirelles.

Obra sem título de Sergio Camargo integra o lote de arte contemporânea doado  ao MNBA pela Receita Federal.

Obra de Sergio Camargo (1930-1990) integra doações da Receita Federal para o MNBA

Apreendidas pela alfândega da Receita Federal no Porto do Rio de Janeiro, as obras precisavam estar em local propício a sua preservação, devido ao fato de não haver no local instalações adequadas para armazenamento, o que poderia causar danos irreparáveis às peças.

Por solicitação do inspetor-chefe da Alfândega no Porto do Rio de Janeiro, Ricardo Lomba Villela Bastos, o Ibram indicou o MNBA para receber as obras, que ainda aguardam a finalização do processo de “perdimento” em curso, na qualidade de fiel depositário.

Ao final do processo, as obras poderão ser incorporadas em caráter definitivo ao acervo do MNBA, conforme definido pela Lei 12.840/2013, que prevê a destinação dos bens de valor cultural, artístico ou histórico aos museus nas hipóteses de apreensão, dação em pagamento de dívida ou abandono de obras.

“Além de cumprirmos a missão de garantia do patrimônio cultural preservado, a possibilidade de incorporar essas obras ao acervo público do Museu Nacional de Belas Artes significará, além do valor patrimonial e artístico, a democratização do bem cultural, garantindo à sociedade a contemplação de obras relevantes para a arte contemporânea”, avaliou o presidente do Ibram, Angelo Oswaldo.

Texto: Ascom/Ibram
Imagem: divulgação
Última atualização: 1º.7.2014

Gravura e arte contemporânea no Museu Lasar Segall (SP)

O Museu Lasar Segall/Ibram, em São Paulo (SP), apresenta duas exposições que, com temas e formatos distintos, expressam sua vocação para a gravura e a arte contemporânea.

Reunindo 64 obras entre gravuras, desenhos e livros originais editados no Brasil e na Alemanha, com a curadoria de Samuel Titan Jr., a exposição Noites brancas: Dostoiévski ilustrado propõe lançar nova luz sobre o diálogo formal e temático que Segall (1891-1957) e Oswaldo Goeldi (1895-1961) mantiveram com o Expressionismo alemão, representado na exposição por uma série de obras de nomes ligados ao movimento.

A mostra, que traz no total obras de 12 artistas, em sua maioria expostas pela primeira vez no Brasil, foram trazidas de dois museus da Alemanha: o Gabinete de Gravuras de Dresden e o Museu Lindenau, de Altenburg.

A outra exposição marca a 7ª edição do projeto Intervenções, em que artistas contemporâneos são convidados para expor obras inéditas nos jardins da instituição.

Desta vez, o convidado é o artista plástico Marcelo Moscheta, que vai apresentar a obra Inverno. Elaborada especialmente para o Museu Lasar Segall, a proposta é explorar a memória do espaço.

As duas exposições ficam em cartaz até 29 de setembro e podem ser visitadas diariamente, exceto às terças-feiras, das 11h às 19h. A entrada é franca. Saiba mais sobre o museu.

Texto e imagem: Divulgação Museu Lasar Segall

Prêmios Ibram Darcy Ribeiro e Arte Contemporânea têm resultado final

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) publicou no Diário Oficial da União de  16 de dezembro, o resultado final dos editais Darcy Ribeiro e Prêmio Ibram de Arte Contemporânea – parte do Programa de Fomento aos Museus Ibram 2011.

Está em sua 4ª edição, o Prêmio Darcy Ribeiro é voltado para práticas de educação não formal que objetivam a convergência entre cultura, arte e educação de modo a contribuir na ampliação do acesso às manifestações culturais e ao patrimônio cultural brasileiro. 

Em 2011, foram reconhecidas quatro iniciativas: Dengo – Ação Educativa do Museu da Língua Portuguesa (SP), Projeto Casas Comerciais em Panambi no Século XX (RS) e Programa Arte Animal (SC). Foi concedida menção honrosa ao Projeto de Educação Patrimonial Fala (SP). Os prêmios são de R$ 15 mil, R$ 10 mil e R$ 8 mil para o primeiro, segundo e terceiro colocados, respectivamente.

Já o Prêmio Ibram de Arte Contemporânea premiou dez artistas brasileiros que apresentaram projetos para produção de obra inédita. O objetivo é ampliar, estimular, viabilizar práticas artísticas contemporâneas e fomentar o processo artístico nacional. Divido em duas categorias, os prêmios são de R$ 100 mil e R$ 60 mil. Saiba mais.

Texto: Ascom/Ibram

Prorrogado prazo de inscrição nos prêmios Darcy Ribeiro e Arte Contemporânea

As inscrições para os prêmios Darcy Ribeiro e Ibram de Arte Contemporânea foram prorrogadas e podem ser feitas até domingo, 4 de dezembro.  Os interessados devem fazer a inscrição pelo Sistema SalicWeb, disponível no Portal do Ministério da Cultura e na página do Ibram/MinC.

O prazo para recebimento de propostas foi estendido devido ao grande volume de acessos ao  SalicWeb no dia 30 de novembro, última data prevista pelo MinC para recebimento de propostas culturais pleiteando incentivo via Lei Rouanet, o que deixou o sistema lento, prejudicando a inscrição de projetos – conforme comunicado emitido pelo ministério.

Com a prorrogação, o Ibram adverte aos proponentes que não deixem as inscrições para a última hora, evitando assim problemas com o SalicWeb.

Prêmios
Os prêmios fazem parte do Programa de Fomento aos Museus Ibram 2011, que irá destinar mais de R$ 16 milhões em recursos para 10 editais. Esses recursos são resultado de emendas parlamentares apresentadas pelo Congresso e do orçamento do Fundo Nacional de Cultura/MinC.

O Prêmio Ibram de Arte Contemporânea busca ampliar, estimular, viabilizar práticas artísticas contemporâneas e fomentar o processo artístico nacional. Cinco artistas emergentes e cinco artistas estabelecidos serão contemplados por esse prêmio, que tem como objetivo selecionar projetos para produção de obra inédita. Os prêmios são de R$ 60 mil e R$ 100 mil, respectivamente, para emergentes e estabelecidos.

O Prêmio Darcy Ribeiro está em sua 4ª edição e é voltado para práticas de educação não formal que objetivam a convergência entre cultura, arte e educação de modo a contribuir na ampliação do acesso às manifestações culturais e ao patrimônio cultural brasileiro. Podem participar instituições museais públicas não vinculadas à estrutura do MinC, órgãos ou entidades públicas que possuam em sua estrutura unidades museais, e instituições museais de direito privado sem fins lucrativos.

Os projetos devem ter sido realizados nos últimos dois (2) anos e já concluídos. Os prêmios são de R$ 15 mil, R$ 10 mil e R$ 8 mil para o primeiro, segundo e terceiro colocados, respectivamente. Os editais estão disponíveis aqui. Mais informações pelo endereço eletrônic fomento@museus.gov.br.

Programa de Fomento aos Museus 2011 está com nove editais abertos

Nove dos dez editais que fazem parte do Programa de Fomento aos Museus Ibram 2011 estão com inscrições abertas. São mais de 16 milhões de reais em recursos financeiros destinados a prêmios e projetos relacionados à construção e modernização de museus, ao incentivo a artistas contemporâneos, à divulgação do tema museu em diversas mídias e ao apoio a iniciativas e experiências de memória social desenvolvidas por comunidades e grupos populares.

Esses recursos são resultado de emendas parlamentares apresentadas pelo Congresso e do orçamento do Fundo Nacional de Cultura/MinC. Do total de editais, seis foram lançados em 2011. São eles (clique no nome para ver o Edital):

Prêmio Ibram de Arte Contemporânea – busca ampliar, estimular, viabilizar práticas artísticas contemporâneas e fomentar o processo artístico nacional. Cinco (5) artistas emergentes e cinco (5) artistas estabelecidos serão contemplados por esse prêmio, que tem como objetivo selecionar projetos para produção de obra inédita. Os prêmios são de R$ 60 mil e R$ 100 mil e as inscrições vão até 30 de novembro.

Edital Modernização de Museus – Microprojetos  - tem por objetivo selecionar 50 (cinquenta) iniciativas voltadas à cultura, memória e patrimônio a fim de fomentar o processo sócio cultural nacional. Os prêmios variam de R$ 10 mil a R$ 50 mil e as inscrições seguem até 27 de novembro.

Prêmio Pontos de Memória 2011 - busca reconhecer iniciativas de práticas museais e de processos dedicados à memória social que se identifiquem com a perspectiva da museologia social, da diversidade sociocultural e da sustentabilidade. É voltado para grupos étnicos-culturais tais como indígenas, afro-descedentes, ciganos, ribeirinhos, quilombolas, rurais, urbanos, de periferia, cultura litorânea, comunidades brasileiras no exterior, entres outros. Os prêmios são de R$ 30 mil e R$ 50 mil. Inscrições até 27 de novembro.

Prêmio Ibram de Roteiros Audiovisuais 2011 visa premiar 18 roteiros inéditos para produção audiovisual, com 60% de ambientação em museus brasileiros e vinte (20) produções de mídias digitais com argumentação museológica. Serão premiados: Roteiro de Longa Metragem; Roteiro de Curta Metragem; Roteiro de Documentário; Roteiro de Cine-TV  e Produção de Mídias Digitais. Os prêmios variam de R$ 5 mil a R$ 100 mil e as inscrições vão até 26 de novembro.

Edital para Criação e Fortalecimento de Sistemas de Museus - voltado para entidades públicas que atuam no âmbito museal, o Edital para a Criação e Fortalecimento de Sistemas de Museus visa ao apoio à estruturação, modernização e fortalecimento do Sistema Brasileiro de Museus. Podem participar entidades públicas, nos âmbitos municipal, estadual e distrital. Serão atendidos projetos com valor de R$ 100.000,00 (cem mil reais). Inscrições até 18 de novembro.

Prêmio Ibram de Enredos que consiste em selecionar e premiar até 34 (trinta e quatro) enredos carnavalescos com o tema: Museus, Memória e Criatividade. Cada prêmio é de R$ 15 mil e as inscrições seguem até 26 de novembro.

Os outros quatro editais, que já fazem parte da agenda do Ibram, são:

Edital Mais Museus – visa o conveniamento de projetos para a implantação de museus em municípios com menos de 50 mil habitantes e que ainda não possuam instituição museológica instituída. Podem participar pessoas jurídicas de direito público e de direito privado sem fins lucrativos, com finalidade cultural. No caso de pessoas jurídicas de direito privado deverão ser instituídas há no mínimo três anos. Os projetos atendidos terão valores entre R$100.000,00 e R$150.000,00. Inscrições até 18 de novembro.

Edital Modernização de Museus - seleciona projetos para conveniamento voltados à cultura, memória e patrimônio, para modernização dos espaços museais. Tem por objetivo ampliar, estimular e viabilizar a continuidade e a sustentabilidade das atividades das instituições selecionadas, a fim de fomentar o processo sócio cultural nacional. Os projetos atendidos terão valores entre R$ 100.000,00 e R$ 300.000,00. As inscrições se encerraram no dia 13 de novembro.

Prêmio Darcy Ribeiro 2011 -  está em sua 4ª edição e é voltado para práticas de educação não formal que objetivam a convergência entre cultura, arte e educação de modo a contribuir na ampliação do acesso às manifestações culturais e ao patrimônio cultural brasileiro. Podem participar instituições museais públicas não vinculadas à estrutura do Ministério da Cultura, órgãos ou entidades públicas que possuam em sua estrutura unidades museais, e instituições museais de direito privado sem fins lucrativos. Os projetos devem ter sido realizados nos últimos dois (2) anos e já concluídos. Os prêmios são de R$ 15 mil, R$ 10 mil e R$ 8 mil para o primeiro, segundo e terceiro colocados, respectivamente. As inscrições estão abertas até 30 de novembro.

Prêmio Mario Pedrosa - é voltado para trabalhos jornalísticos veiculados na mídia impressa nacional e que tiveram como tema “Mulheres, Museus e Memórias”. São três prêmios de R$ 10 mil; R$ 7 mil e R$ 5 mil para os 1º, 2º e 3º lugares, respectivamente. As inscrições seguem até 26 de novembro.

As inscrições podem ser feitas por meio do Sistema SalicWeb, disponível na página do Ibram (www.museus.gov.br). Os proponentes devem, após fazer a incrição, acompanhar, regularmente, o ambiente do Sistema. As diligências serão informadas através do item “Mensagens enviadas pelo MinC”.

Dúvidas e informações pelo email: fomento@museus.gov.br.

Fonte: Ascom Ibram/MinC

Página 1 de 212