Dia Nacional da Cultura: ministra aposta na economia criativa

“Chegou o momento de promover uma virada decisiva em nossa agenda cultural”, declarou a Ministra da Cultura em artigo publicado no jornal O Globo em 4 de novembro. 

Ministra da Cultura, Ana de Hollanda Foto: Antonio More/divulgação MinC

Intitulado Virada Cultural, o texto salienta que o Dia Nacional da Cultura, celebrado em 5 de novembro, é uma data oportuna para o debate, sendo ”momento de consolidar conquistas anteriores. Mas, principalmente, de ir além disso, para encarar um desafio urgente. O desafio de dar sustentabilidade à alta criatividade brasileira”, avalia a ministra.

“É hora de organizar, objetivamente, a superação do efêmero e do precário em nossa vida cultural. A política de incentivos é importante – e vai prosseguir”, declara Ana de Hollanda, ”mas ela, por si só, não é suficiente para nos conduzir a um novo e necessário patamar: o patamar da continuidade. Só alcançaremos este ‘patamar da continuidade’ com uma nova perspectiva e uma nova articulação de ações. Com iniciativas claras e práticas. Com uma aposta total e integral em um Brasil criativo”. Leia a íntegra do artigo aqui.

Ordem do Mérito Cultural
Ainda em comemoração ao Dia Nacional da Cultura, o Ministério da Cultura fará, no dia 9 de novembro, no Teatro de Santa Isabel, em Recife (PE), a entrega da Ordem do Mérito Cultural (OMC) aos 51 agraciados da edição 2011. Esta será a primeira vez que a cerimônia de entrega das condecorações acontecerá em um estado do Nordeste.

A OMC é uma condecoração outorgada pelo MinC a pessoas, grupos artísticos, iniciativas ou instituições a título de reconhecimento por suas contribuições à Cultura brasileira. Neste ano, em sua 17ª edição, está sendo homenageada a jornalista e escritora Patrícia Rehder Galvão (1910-1962), conhecida pelo pseudônimo de Pagu. Saiba mais.

Fórum reúne ministros de Cultura da América Latina

21/7/2011 – A ministra da Cultura, Ana de Hollanda, participa hoje e amanhã (21 e 22 de julho) do XVIII Fórum de Ministros de Cultura e Encarregados de Políticas Culturais da América Latina e do Caribe, que se realiza na cidade boliviana de Santa Cruz de la Sierra. Neste ano, os temas do encontro são cultura e processos de mudança na América Latina e Caribe; cultura de paz; cultura produtiva (economia criativa); integração e cooperação Sul-Sul, cultura do bem estar; e preservação do patrimônio da região. Na noite desta quinta-feira, a ministra Ana também participará de uma reunião bilateral com a ministra da Cultura da Bolívia, Elizabeth Salguero.

Uma discussão permanente no Fórum é o papel da cultura como fator de integração e de desenvolvimento. Assim, busca-se um ambiente de cooperação e mobilização entre os países da região,tais como: a implementação de políticas culturais inclusivas, a promoção do diálogo intercultural, o estabelecimento de estratégias de integração com base na igualdade e na equidade social, e a proteção dos grupos tradicionais e da diversidade cultural.

Por se realizar na Bolívia, a 18ª edição dá especial atenção aos direitos indígenas e à promoção e proteção de sua cultura. O perfil dos países participantes do Fórum vem ao encontro do atual movimento da diplomacia cultural brasileira, de consolidação de relações culturais com os países caribenhos e latino-americanos.

O Fórum foi criado em 1989, durante a I Reunião de Ministros de Cultura da região, para tornar-se a instância institucional de coordenação, orientação e decisão para a integração cultural latino-americana e caribenha. Dele fazem parte 33 países.

Fonte: Assessoria de Comunicação do MinC