Reunião em Florianópolis define detalhes para reabertura do Museu Victor Meirelles

 Obra abarca restauração do sobrado luso-brasileiro do séc. XVIII onde nasceu o pintor Victor Meirelles, além da ampliação de seu prédio anexo, que terá seu espaço readequado e requalificado.


Obra abarca restauração do sobrado luso-brasileiro do séc. XVIII onde nasceu o pintor Victor Meirelles, além da ampliação de prédio anexo, que terá seu espaço readequado e requalificado.

A presidente substituta do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Eneida Braga Rocha de Lemos, e o responsável pela Diretoria de Planejamento e Gestão Interna (DPGI) do órgão, Denio Menezes da Silva, estiveram em Florianópolis (SC) na última quarta-feira (13) para tratativas sobre a entrega da obra de revitalização e ampliação do Museu Victor Meirelles.

Vinculado à rede Ibram, o museu está fechado ao público desde abril de 2016. A intervenção física abarca a restauração do sobrado luso-brasileiro onde nasceu o pintor Victor Meirelles (1832-1903), construído no final do séc. XVIII – que foi tombado em 1950 e é sede do museu desde 1952 – além da ampliação de seu prédio anexo, que terá seu espaço readequado e requalificado. A obra é realizada com recursos do PAC – Cidades Históricas sob a responsabilidade do Iphan-SC.

Pela manhã, a presidente substituta do Ibram participou de reunião na Prefeitura Municipal de Florianópolis a respeito de melhorias urbanísticas no entorno do museu. O encontro contou com a presença da superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em Santa Catarina, Liliane Janine Nizzola; da chefe da Divisão Técnica do Iphan, Regina Helena Meirelles Santiago; do diretor de planejamento do Instituto de Planejamento Urbano (IPUF), Michel Mittmann; da diretora do Museu Victor Meirelles, Lourdes Rossetto; da Técnica em Assuntos Culturais Rita Coitinho, servidora do museu; e do arquiteto responsável pela obra, Luiz Edgard Vieira Pereira.

Em seguida, os representantes do Ibram participaram de visita técnica à obra (foto). À tarde, houve encontro na sede provisória da instituição, com a presença de integrantes da Associação dos Amigos do Museu, para apresentação das mudanças pelas quais o prédio passou e planejamento dos próximos passos que garantirão a reabertura do museu.

Após a agenda, ficou confirmada a previsão de conclusão da obra para o próximo mês de abril. A reabertura do museu ao público está programada para o segundo semestre, após execução de novo projeto de mobiliário.

A obra

A obra em curso prevê a integração entre dois edifícios – o antigo sobrado luso-brasileiro, do final do século XVIII, que abriga o Museu Victor Meirelles, e o edifício adjacente, da década de 60, ampliando a área do museu de 400 para 740 metros quadrados. O museu ganhará novas salas de exposição, auditório, salas de atividades diversas, recepção, cafeteria e biblioteca, entre outros.

O espaço receberá um elevador que atenderá simultaneamente aos dois edifícios, configurando-se como elemento de ligação entre as diferentes arquiteturas. A intervenção também vai promover, na sequência, a plena acessibilidade a todos os espaços do museu e a harmonização com seu entorno, como parte de qualificação da região a finalidades turísticas e culturais.

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days