Reabertura do Museu de Arte Sacra de Paraty será celebrada com procissão

Imagem de Santa Rita de Paraty

A imagem de Santa Rita de Paraty voltará no sábado (13) ao Museu de Arte Sacra da cidade

A volta da imagem de Santa Rita para o Museu de Arte Sacra de Paraty (MAS/Ibram), no Rio de Janeiro (RJ), celebrará, no sábado (13), a reabertura do museu ao público.

Vinda da Igreja Matriz de Nossa Senhora dos Remédios, onde ficou durante o período das obras no museu, a imagem seguirá em procissão juntamente com a imagem de Santo Antônio,  e serão acompanhadas pela comunidade local, além de irmandades religiosas.

A cerimônia no sábado (13) tem início previsto para às 19h30 e contará com as presenças do Ministro da Cultura, Juca Ferreira; do Presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Carlos Roberto Brandão; do Prefeito de Paraty, Carlos José Gama Miranda, e da Diretora da empresa Expomus, Maria Ignez Montovani.

Antes da entrada das imagens na igreja, o Mastro de Santa Rita da Festa de 2015 será erguido no Largo de Santa Rita pelos atuais festeiros. O evento contará ainda com a apresentação da Banda Santa Cecília e com o Coral da Universidade do Rio de Janeiro (Unirio).

Ampla reforma
Fechado desde 2011, o MAS foi incluído no processo de requalificação do conjunto arquitetônico de Santa Rita, que teve início em 2006.

Dentre as ações realizadas para a requalificação do museu estavam a descupinização dos retábulos, a recuperação da estrutura do telhado e da rede elétrica, a execução de um novo projeto luminotécnico, a recuperação e restauração de parte dos objetos litúrgicos e a pintura de suas estruturas físicas (fachada e interior). O projeto teve o apoio da Caixa e da Petrobras em sua primeira etapa.

Instalado no conjunto arquitetônico da Igreja de Santa Rita – a Igreja mais antiga da cidade, tombada pelo Iphan –, o MAS ganhou uma nova exposição de longa duração com o intuito de estreitar ainda mais sua relação com a população local, seus ritos religiosos e seus festejos.

Igreja de Santa Rita em Paraty

O MAS integra o conjunto arquitetônico da Igreja de Santa Rita

Um dos destaques do acervo é a imaginária em barro e madeira seiscentista e setecentista europeia e da região de Paraty e do Vale do Paraíba, tais como o Mestre Bolo de Noivas – Mestre de Angra e nomes importantes como Frei Agostinho de Jesus — um dos principais precursores da imaginária em barro do país.

Texto: Ivy Fermon (Ascom/Ibram)
Fotos: (1) Sylvana Lobo-Ibram/ (2) – Henrique Carvalho-Ibram

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days