Programa Ibermuseus ganha novo portal

Integração dos museus da Ibero-américa será fortalecida com a nova página

O Programa Ibermuseus, uma iniciativa de cooperação e integração dos países da ibero-américa para o fomento e articulação de políticas públicas para a área de museus e museologia, está lançando sua página na web. A apresentação do portal será no dia 5 de fevereiro, integrando a programação da III Conferência Científica Sobre o Patrimônio Cultural dos Povos Ibero-americanos, em Granma, Cuba.

O Portal tem como objetivo prover informações a respeito da área museológica dos 22 países que compõem o Ibermuseus e servir como uma plataforma de trabalho comum para os associados. Eles poderão compartilhar documentos, criar ações conjuntas e questioná-las por meio do portal. Também serão disponibilizadas informações a respeito de políticas e da legislação relativa à área de museus dos países da região.

Estarão presentes no lançamento o presidente do Conselho Intergovernamental do Ibemuseus e do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), José do Nascimento Junior, a coordenadora da Unidade Técnica do Ibermuseus, Antía Vilela, entre outras autoridades da área.

Ibermuseus – O Programa Ibermuseus teve sua origem no I Encontro Ibero-americano de Museus,em 2007, na Bahia. A Declaração da Cidade de Salvador, assinada pelos 22 países da Ibero-américa, estabeleceu a necessidade de se criar o Programa como um espaço para o diálogo e o intercâmbio nos distintos âmbitos de atuação dos museus, que visasse reforçar a relação entre as instituições públicas e privadas, entre os profissionais do setor museológico ibero-americano, além de promover a proteção e a gestão do patrimônio, o intercâmbio de experiências e do conhecimento produzido na área. Em outubro de 2008, durante a Cúpula de Chefes de Estado e de Governo de San Salvador, o Ibermuseus foi aprovado, com a filiação de 10 países: Argentina, Brasil, Colômbia, Chile, Equador, Espanha, México, Portugal, República Dominicana e Uruguai. As atividades da Unidade Técnica do Programa, implementada em Brasília no ano passado, se dirigem, porém, a todos os 22 países da região Ibero-americana. Deste modo, Ibermuseus trabalha para a criação e o fortalecimento de uma Rede Ibero-americanca de Museus, pensada para articular e contribuir com os museus Ibero-americanos, reconhecendo o papel estratégico dessas instituições. Seu diferencial se encontra no compromisso com as práticas educativas, na valorização da função social dos museus e no reconhecimento de que eles necessitam ser democratizados e utilizados em favor da dignidade humana e do desenvolvimento social.

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days