Profissional do Ibram é eleita presidente da Abracor

30/6/2011 – A Chefe da Divisão de Preservação e Segurança em Museus do Ibram, Jacqueline Assis, é a nova presidente da Associação Brasileira de Conservadores-Restauradores de Bens Culturais (Abracor). Para ela, o setor da conservação-restauração está em fase de consolidação de diversas ações, mas tem avançado em relação à formação dos profissionais, com a criação de cursos de graduação em universidades federais e particulares, além de escolas técnicas.

“A necessidade de criar cursos na área demonstra a importância que a profissão alcançou na atuação da conservação e restauração do patrimônio cultural. Sob o ponto de vista científico a conservação-restauração tem acompanhado o desenvolvimento das pesquisas e equipamentos,  utilizando em suas intervenções nos acervos culturais, produtos e metodologias com maior segurança e mais adequados aos problemas apresentados”, argumenta Jacqueline. De acordo com ela, outro fator importante é a exigência do mercado em relação à formação e qualificação do profissional para a execução dos trabalhos. “Isto impulsiona a área tanto na formação quanto nas buscas de novas tecnologias capazes de contribuir para a preservação do patrimônio cultural”.

Entre os desafios que a nova gestão deve enfrentar, a presidente destaca a discussão do projeto de lei 4.042/2008, que prevê a regulamentação da profissão de conservador-restaurador. O projeto está na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados, sob a relatoria do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). “Essa é uma luta da Abracor e de seus associados comprometidos com a área e com o reconhecimento definitivo da importância da profissão na sociedade. O maior desafio é sem dúvida aprovar o projeto de lei 4042/08 que garantirá melhores profissionais e condições de trabalho”, destaca Jacqueline Assis.

As metas da nova gestão da Abracor para o biênio 2011/2013 são:

1. Dar continuidade aos esforços para a regulamentação da profissão;

2. Manter e intensificar relações com as associações nacionais e internacionais;

3. Promover cursos, palestras em parceria com associações e instituições nacionais e internacionais;

4.  Dar continuidade à busca de uma sede independente para a ABRACOR;

5. Dar início à produção de um glossário na área de conservação-restauração.

6. Dar continuidade à reestruturação da secretaria com a informatização de dados e transferência de informações em mídias eletrônicas obsoletas para mídias atuais;

7. Manter um canal de comunicação com os associados para informações sobre atividades na área e para esclarecimentos burocráticos da associação, através de sua secretaria e de seu site;

8. Finalizar o Banco de Dados “Materiais empregados em conservação-restauração de bens culturais”;

9. Identificar, publicar ou disponibilizar no site textos técnicos, monografias e bibliografias da área de conservação-restauração;

10. Divulgar um diretório dos associados e suas áreas de atuação, através do site da ABRACOR;

11. Preparar projetos e encaminhar para a Lei de Incentivo visando arregimentar recursos para eventos oficiais da ABRACOR como congresso, cursos de atualização técnica, revista técnica, atualização de bancos de dados e outros.

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days