Portaria constitui Comissão de Ética do Instituto Brasileiro de Museus

Com a publicação hoje (1º) da Portaria nº 294, de 26 de agosto de 2014, no Boletim Administrativo Interno do Ibram, foi constituída a Comissão de Ética do Instituto Brasileiro de Museus. Como ato simbólico, o presidente da autarquia, Angelo Oswaldo, fez a leitura da portaria com a presença dos membros da comissão que estão lotados na sede do instituto, em Brasília (DF), e de assessores.

Encontro da comissão com presidente do Ibram marcou início dos trabalhos

Encontro da comissão com o presidente do Ibram marcou o início dos trabalhos

As comissões de ética estão encarregadas de orientar e aconselhar sobre a ética profissional do servidor público federal no trato com as pessoas e com o patrimônio público.

Escolhidos a partir de convocação feita pela Coordenação de Gestão de Pessoas do Ibram a todos os servidores, os membros da comissão possuem mandato de três anos não coincidentes, sendo permitida uma única recondução. Os integrantes não recebem remuneração e o trabalho realizado é considerado “prestação de relevante serviço público”.

“O papel da comissão é essencial para esclarecer posições, mediar e dirimir conflitos internos, além de ser um mecanismo que aprimora a transparência pela valorização da ética pública”, acredita Angelo Oswaldo.

Além dos atuais membros, deverão ser definidos nas unidades que compõem o Ibram, representações regionais e museus, orientadores para eventuais demandas. A primeira reunião da comissão deve acontecer no dia 5 de setembro e será voltada para questões de ordem logística e de construção do regimento interno.

Texto e foto: Ascom/Ibram

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days