Ponto de Memória Museu Mangue do Coque aprova estatuto

O Ponto de Memória de Recife (PE) -  Museu Mangue do Coque – aprovou, em assembléia, na última terça-feira (18), o estatuto do museu. O documento define o MMC como uma associação de caráter cultural e sem fins lucrativos que terá como objetivo pesquisar, valorizar e promover a história e memória local, visando a melhoria das condições de vida da comunidade.

Na ocasião, também foi eleito o conselho gestor do ponto de memória, composto pelos moradores Wilton Francisco, Vanessa da Silva, Aldemar Carneiro, Cassia Ribeiro, Quézia da Silva, Josivania Barbosa, Eliane Sotério, José Adeilton e Rosilda Francisca. Nos próximos trinta dias (contados a partir da data de fundação do museu) aqueles que se associarem também serão considerados sócios fundadores.

De acordo com o conselho gestor, a região, que reúne cerca de 50 mil habitantes,  é uma comunidade marcada pela resistência e que tem o mangue como cenário do início da ocupação. “Sabemos que as várias histórias do Coque, que estão com os moradores, vão se somar com o Ponto de Memória”, enfatiza  a conselheira Vanessa da Silva.

A próxima reunião do MMC será dia 27 de julho (quinta-feira) e tratará do plano de ação, que funcionará como ferramenta de planejamento e  acompanhamento das ações a serem realizadas pelo museu.

Fonte: Ascom/Ibram

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days