Museus Ibram e Igreja Positivista fecham parceria para conservação de acervo

A parceria com os museus Ibram prevê a remoção, higienização e catalogação das coleções, em boa parte inédita. Todo o acervo tridimensional e arquivístico da IPB será encaminhado ao Museu da República para tratamento em sua reserva técnica.

Parceria prevê a remoção, higienização e catalogação das coleções, em boa parte inédita. Todo o acervo tridimensional e arquivístico da IPB será encaminhado ao Museu da República para tratamento em sua reserva técnica.

O Museu da República e o Museu Casa de Benjamim Constant, vinculados ao Ibram, oficializaram nesta quarta-feira (21), com assinatura de Termo de Cooperação Técnica, parceria para oferecer tratamento técnico ao acervo museológico, arquivístico e bibliográfico da Igreja Positivista do Brasil (IPB).

Instituição formada por uma fração da elite intelectual do fim do século XIX, a Igreja Positivista tem sua sede no Rio de Janeiro (RJ) e atuou na então capital do Império e da República promovendo debates públicos e influenciando sobre as mais diversas questões da vida social brasileira. Um dos positivistas brasileiros mais conhecidos foi Benjamin Constant (1836-1891), considerado fundador de nossa república.

Tratamento e pesquisa histórica

Sediada no Templo da Humanidade, um dos poucos prédios no Brasil tombados nas três esferas de preservação do patrimônio (federal, estadual municipal), A IPB vem lutando para preservar seu rico acervo desde 2009, quando parte do telhado do prédio ruiu. A parceria com os museus Ibram prevê a remoção, higienização e catalogação das coleções, em boa parte inédita. Todo o acervo tridimensional e arquivístico da IPB será encaminhado ao Museu da República para tratamento em sua reserva técnica.

“Além ser um trabalho técnico de limpeza e catalogação, a parceria visa também produzir novo conhecimento sobre a história da república no Brasil”, afirma o historiador Marcos de Brum Lopes, do Museu Casa de Benjamim Constant, que é um dos coordenadores da ação. “Já estamos encontrando documentos que dialogam e preenchem lacunas da coleção do museu”, explica.

Para o museólogo André Angulo, do Museu da República, que também coordena o projeto, os documentos coletados na IPB podem lançar nova luz sobre algumas passagens da transição entre Império e República no Brasil.

Restauro e salvaguarda

A assinatura do Termo de Cooperação Técnica se dá no momento em que é iniciado o restauro do Templo da Humanidade, que contará com nova cobertura ainda em 2018. “Os museus Ibram são parceiros fundamentais para a salvaguarda de um acervo precioso para a história do Brasil. Estamos bastante confiantes no sucesso desse trabalho”, afirma o diretor da IPB, Alexandre Martins.

A Igreja Positivista do Brasil é um dos locais visitados durante o Circuito Sítios Históricos da República, projeto executado em conjunto pelo Museu Casa de Benjamin Constant e Museu da República que contará com edições especiais em 2018, como parte das comemorações dos 200 anos de museus no Brasil e do Bicentenário da Independência.

Texto: Bruno Aragão (Ascom/Ibram)
Foto: Divulgação IPB

Publicado em

Um comentário para “Museus Ibram e Igreja Positivista fecham parceria para conservação de acervo

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days