Museu Villa-Lobos adquire instrumento raro utilizado em obras do compositor

Instrumento utilizado por Villa-Lobos nos poemas sinfônicos/bailados Uirapuru e Amazonas será importante para a futura execução das obras como o compositor as concebeu.

Instrumento utilizado por Villa-Lobos nos poemas sinfônicos/bailados Uirapuru e Amazonas será importante para a futura execução das obras como o compositor as concebeu.

O Museu Villa-Lobos, no Rio de Janeiro (RJ), acaba de adquirir um violinofone, instrumento musical raro utilizado pelo compositor e maestro Heitor Villa-Lobos (1887-1959) em duas de suas obras magistrais.

Criado no início do século XX, o violinofone é uma espécie de violino acoplado a uma campana metálica, que amplifica o som em lugar da tradicional caixa de ressonância em madeira. O instrumento foi utilizado por Villa-Lobos nos poemas sinfônicos/bailados Uirapuru e Amazonas, que estão entre as obras mais representativas do paisagismo e indianismo modernistas do compositor.

Há raros exemplares desse instrumento em condições de uso. O exemplar adquirido pelo Museu Villa-Lobos veio de Ibitinga, no interior de São Paulo, proveniente de acervo particular: seu proprietário original era porteiro e tocava o violinofone numa jazz band na década de 1920.

O instrumento será importante para a futura execução das obras de Villa-Lobos tal e qual ele as concebeu. “Quando as orquestras programam o Uirapuru, não encontram um violinofone disponível. A aquisição do museu vai permitir que essa obra seja executada com todo o colorido imaginado pelo compositor”, explica a diretora do Museu Villa-Lobos, Cláudia Castro.

Em Uirapuru, a sonoridade singular do violinofone aparece, entre outros momentos, como o canto do pássaro encantado, cobiçado pelas índias da floresta silenciosa. São justamente os efeitos orquestrais surpreendentes de Villa-Lobos que fizeram o compositor francês Olivier Messiaen considerar o brasileiro como o maior orquestrador do século XX. Seu pensamento orquestral imaginativo tira partido de instrumentos inusitados como o violinofone e combinações ousadas para criar novos timbres, texturas e massas sonoras.

Exposição

Para celebrar a aquisição, o Museu Villa-Lobos inaugura no próximo dia 16 a exposição “Uirapuru – O Pássaro Encantado da Amazônia”, que fará parte da programação da 16ª Semana de Museus. A programação da abertura inclui contação de história da lenda do Uirapuru, na versão de Villa-Lobos, e palestra com a musicóloga Maria Alice Volpe (UFRJ).

No dia 17, o museu realiza solenidade que oficializará a aquisição do violinofone, com a participação da violinista Carla Rincon (Quarteto Guarnieri). No mesmo dia, será realizada edição especial do Circuito Museus + Concerto como parte da 16ª Semana de Museus. Acompanhe a programação.

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days