Museu Victor Meirelles recebe grupo de estudos Política de Acervos

O Grupo de Estudos Política de Acervos do Museu Victor Meirelles/Ibram, em Florianópolis, realiza o seu 21º encontro na próxima sexta-feira, dia 18 de setembro, às 16 horas, na Sala Multiuso do Museu. A palestrante convidada é a professora Renata Cardozo Padilha, que abordará o tema Interoperabilidade entre acervos de museus é possível? Pensando os Museus de Imagem e de Som.

A interoperabilidade é a capacidade de sistemas de informação independentes, automatizados ou não, de se comunicarem de forma clara e eficiente entre si a partir de estruturas comuns que possibilitam o compartilhamento de informação. Para tanto, ao questionar a possibilidade de diálogo entre instituições afins, torna-se fundamental repensar o processo de gestão e documentação dos acervos de museus, bem como o olhar dado aos objetos museológicos. Nesse contexto, a proposta é pensar a possibilidade de interoperabilidade entre os acervos dos Museus de Imagem e de Som levando em consideração questões terminológicas, de acesso, de organização e recuperação da informação.

A palestrante Renata Cardozo Padilha é mestre em Ciência da Informação e doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, ambos pela Universidade Federal de Santa Catarina. Graduada em Museologia pela Universidade Federal de Pelotas, foi professora substituta do Curso de Graduação em Museologia pela Universidade Federal de Santa Catarina. Tem experiência nas áreas de Museologia e Ciência da Informação, atuando principalmente nos temas museus, documentação museológica, gestão de acervos, sistematização e disponibilização de acervos, ação educativa, expografia, acervo fotográfico e memória. Em 2009 e 2010 realizou Mobilidade Acadêmica na cidade de Évora, em Portugal, através do Programa de Bolsas Luso-Brasileiras Santander Universidades. Atualmente é membro do grupo de pesquisa do Núcleo de Estudos em Informação e Mediações Comunicacionais Contemporâneas (NEIMCOC).

O Grupo

O Grupo de Estudos Política de Acervos foi criado em novembro de 2011 e tem como objetivos levantar fontes de estudos sobre o tema e trocar conhecimentos e experiências quanto à aquisição, gestão e descarte de acervos em museus.

A iniciativa surgiu do Museu Victor Meirelles para cumprir a necessidade de estabelecimento de sua própria Política, uma vez que uma recente coleção de arte contemporânea, a qual tem sugerido novos possíveis sentidos para o museu, soma-se à coleção de estudos e esboços do artista Victor Meirelles.

Além de aumentar a rede de estudantes e profissionais da Museologia participantes, o Grupo busca ainda a realização de publicações e de eventos com vistas a alcançar pessoas que atuam nos museus também de pequeno porte e/ou fora dos centros onde circulam as principais informações.

Com um foco natural nos agentes que lidam com a gestão de bens culturais, o Grupo de Estudos Política de Acervos também estende o seu convite aos estudantes e interessados no tema, convidando todos a participar das reuniões e a contribuir com os debates.

Texto: Ascom Museu Victor Meirelles

 

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days