Museu Lasar Segall tem cursos e exposições em junho

O Museu Lasar Segall, além do seu acervo permanente, diversifica suas atividades com exposições temporárias e cursos gratuitos com o objetivo de estimular a vivência, a reflexão, a interação e a experimentação das pessoas ao campo das artes.

Criado com o objetivo de reunir, documentar, estudar, conservar e divulgar a obra do pintor russo naturalizado brasileiro (1891-1957), o museu está situado à Rua Berta, 111, em São Paulo, e instalado na antiga casa e ateliê de Segall. Em 1985, foi incorporado à Fundação Nacional Pró-Memória , integrando hoje o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), vinculado ao Ministério da Cultura, como unidade especial. Em seu acervo constam cerca de três mil trabalhos do artista, doados por seus filhos.

Programação de junho – No dia 18, das 09h, às 16h, será ministrado um curso para professores pela orientadora Marina Herling A gravura de Lasar Segall, que oferece subsídios para melhor exploração das técnicas de gravuras e suas possibilidades educativas em sala de aula. As inscrições deverão ser realizadas nos dias 14 e 15 de junho pelo telefone (11) 55747322, das 09h às 18h.

No dia 19, às 15h, a orientadora Paula Selli desenvolverá a atividade Arte em família com jogos e brincadeiras para crianças maiores de cinco anos, adolescentes e adultos com vínculos familiares ou de amizade. Inscrições na recepção do museu no dia do evento a partir das 14h.

O Projeto intervenções – Lygia Reinach fica em cartaz até o dia 26. O projeto, que tem como objetivo apresentar artistas contemporâneos no espaço interno do museu, traz, em sua primeira edição, a escultora e ceramista Lygia Reinach que exporá dois trabalhos inéditos sob a curadoria de Jorge Schwartz e Marcelo Monzani. Pelo projeto, cada artista deverá apresentar um projeto de instalação/intervenção, propiciando ao público visitante uma reflexão sobre as relações entre o espaço arquitetônico, espaço público e artes visuais.

Ponte do Brooklin e linha do horizonte de Manhattan, foto de Feininger

Também até o dia 26, o Museu apresenta a exposição Andreas Feininger – Nova York anos 40, um clássico da história da fotografia. A mostra, apresentada pela primeira vez na América Latina, é composta por 93 fotografias e alguns exemplares da revista Life, onde o fotógrafo trabalhou. Organizada pelo arquivo Andreas Feininger Tübingen, juntamente com o Museu Zeppelin Friedrichshafen e o Museu Lasar Segall, a exposição faz um recorte de Nova York nos anos de 40 e tem como curadores Jorge Schwartz e Marcelo Monzani.
Já a exposição Segall Pinturas, que fica em cartaz até 10 de julho, apresenta 20 pinturas do acervo do Museu. A mostra tem como objetivo divulgar a obra de um dos mais importantes artistas modernos brasileiros. A organização desta exposição não é somente cronológica, mas também crítica, pois assinala as grandes transformações ocorridas na obra artística de Segall, desde seus primeiros trabalhos até a última produção da década de 1950.

O museu Lasar Segal está aberto à visitação pública de terça-feira a sábado, e também aos feriados, das 14h às 19h. Aos domingos, o horário de visitas é das 14h às 18h.

Fonte: Ascom/MinC

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days