Forte Defensor Perpétuo (RJ) destaca patrimônio ambiental e cultural

O Museu Forte Defensor Perpétuo de Paraty/Ibram exibe, desde 18 de maio até 31 de julho, A Festa do Divino Espírito Santo sob o olhar de Eliseu Visconti Cavallero, com fotos da tradicional festa de Paraty, e Mosaico de Unidades de Conservação em Paraty, com infografias e maquete apresentando os órgãos que atuam na conservação do ecossistema local.

A primeira reúne um acervo com instrumentos musicais usados na folia, como a viola, o pandeiro, o tambor, a rabeca e as varetas; bonecos e símbolos como o boi, o cavalo, a miota, a pomba, o Resplendor, bandeiras e mastro usados na procissão; além das imagens produzidas na década de 1950 pelo fotógrafo Eliseu Visconti Cavallero.

Mosaico de Unidades de Conservação em Paraty apresenta um conciso painel sobre os órgãos e unidades que atuam na região, ilustrados por uma maquete da Baía de Paraty recentemente restaurada.

As infografias apresentam as unidades sob gestão do Instituto Chico Mendes (ICMBio), como o Parque Nacional da Serra da Bocaina, a Estação Ecológica de Tamoios e a Área de Proteção Ambiental de Cairuçu. Os visitantes do museu recebem amostras de sementes de palmito Juçara – planta nativa ameaçada de extinção.

O museu localiza-se no Morro do Forte, Centro Histórico de Paraty, e funciona de terça a sexta, das 9h às 12h e das 13h às 17h; sábados e domingos das 13h às 17h. Na terça-feira a entrada é gratuita. Outras informações pelo telefone (24) 3373.1038.

Texto e foto: Divulgação Museu Forte Defensor Perpétuo

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days