Parceria entre Museu do Ouro, UFMG e Prefeitura de Sabará realiza o Projeto Itinerários Educativos

Alunos do 9º ano da Escola Municipal Professora Marita Dias, em visita ao Museu do Ouro/Ibram

Alunos do 9º ano da Escola Municipal Professora Marita Dias, em visita ao Museu do Ouro/Ibram

O Museu do Ouro/Ibram recebeu essa semana alunos do 9º ano do ensino fundamental da Escola Municipal Professora Marita Dias, como parte das atividades realizadas no Projeto Itinerários Educativos, desenvolvido em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Prefeitura de Sabará.

A partir de um tema central, o roteiro leva os alunos da rede de ensino pública de Sabará a explorar os espaços públicos da cidade, participando de atividades de campo com abordagens interdisciplinares, sobre conteúdos de história, geografia, ciências e literatura.

O tema trabalhado no primeiro itinerário foi a Água. Com material educativo desenvolvido pelo Museu, escola e UFMG, foram trabalhados quatro categorias: as águas auríferas, águas fervidas, águas de beber e as águas musas (imaginárias).

Na visita ao Museu, os alunos ouviram explicações sobre como era o uso social da água no século XVIII e XIX, sobre o uso da água no casarão do museu e seu acesso nas demais residências. Na terça-feira (4), acompanhados de um guia, eles fizeram uma caminhada pelo Parque Natural da Chácara do Lessa – onde eles visitaram uma mina desativada e ouviram explicações sobre o uso da água na mineração.

Participantes do Projeto Itinerários Educativos em visita ao Parque Natural da Chácara do Lessa, em Sabará (MG)

Participantes do Projeto Itinerários Educativos em visita ao Parque Natural da Chácara do Lessa, em Sabará (MG)

Na segunda-feira (03), os alunos foram até a Biblioteca Pública de Sabará onde participaram de uma roda de conversa com o escritor sabarense, Anderson Vianna, autor do livro “A Lagoa do Padre”, obra de ficção baseada na lenda da Lagoa da Reta de Sabará. O autor falou sobre o seu processo criativo e deu detalhes curiosos sobre o livro.

De acordo com a responsável pelo setor educativo do Museu do Ouro, Isabella Carvalho de Menezes, o Projeto Itinerários Educativos é também uma oportunidade que os alunos têm de conhecer os espaços da cidade, além do contato com o patrimônio cultural. Ela comentou que os próximos temas a serem trabalhados no Projeto são a Religiosidade, Vestuário, Gastronomia e Saúde.

O coordenador do curso de Museologia da UFMG, Jezulino Lúcio Mendes Braga, explica que o Projeto faz parte do curso de extensão universitária e baseia-se na metodologia da educação museal, ao promover uma conexão das narrativas do Museu com a cidade e suas memórias.

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days