Museu da República recebe a Copa dos Refugiados

Museu ofereceu programação a crianças estrangeiras refugiadas como parte do evento, destinado a promover a integração entre refugiados e dar visibilidade a uma das principais questões humanitárias da atualidade.

Museu ofereceu programação a crianças estrangeiras refugiadas como parte do evento, destinado a promover a integração entre refugiados e dar visibilidade a uma das principais questões humanitárias da atualidade.

O Museu da República, no Rio de Janeiro (RJ), recebeu na última quinta-feira (2) cerca de 20 crianças estrangeiras refugiadas, acompanhadas de seus familiares, para um dia de atividades lúdicas e educativas.

A atividade integrou a programação intersetorial da Copa dos Refugiados, projeto realizado pela ONG África do Coração com apoio do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) que está em sua quinta edição no Brasil, sendo a primeira no Rio de Janeiro.

O objetivo do evento é a integração social dos migrantes e refugiados vivendo no Brasil, que disputarão um torneio representando seus países. Mais do que futebol, a ideia é promover a integração entre refugiados e dar visibilidade a uma das principais questões humanitárias da atualidade, com uma série de atividades paralelas.

Além do período das competições, o projeto inclui a realização de atividades que estimulem o debate em torno da temática a partir de oficinas e programas de integração e inclusão social de refugiados (homens, mulheres e crianças).

Para o grupo de crianças recebido pelo Museu da República, foi preparada programação que incluiu contação de histórias com a atriz peruana Rosana Reategui, do Grupo Tapetes Contadores de Histórias, apresentação teatral “Princesa Divinha”, com os atores Rita Grego e Cesar Valentim, e oficina literária com a escritora Muna Omran.

As crianças participantes receberam cartas escritas por outras crianças refugiadas já adaptadas ao Brasil, nas quais estas se solidarizam com as dificuldades e desafios encontrados por quem precisa mudar para um país desconhecido. Ao final do encontro, receberam um kit educativo do Museu da República conteúdo livros infantis e brinquedos educativos sobre o museu e sua história. Todas as famílias participantes receberam o Passaporte de Museus – ação que vai oferecer, até o fim deste ano, acesso gratuito a mais de 70 museus e centros culturais do Rio de Janeiro.

A programação intersetorial da Copa dos Refugiados no Rio de Janeiro segue até este sábado (4) e inclui exposições, cine debates, atividades envolvendo a rede de ensino, feiras gastronômicas e de oportunidades aos refugiados, entre outras, que objetivam as inclusões social, trabalhista, digital e cidadã. Saiba mais sobre a ação.

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days