Museu da República desenvolve ferramenta digital com roteiros republicanos

O Museu da República/Ibram criou um novo projeto, já disponível em seu site, disponibiliza conteúdos e informações referentes aos lugares de memória do regime republicano na cidade do Rio de Janeiro, identificados em um mapa virtual e contextualizados historicamente por um conjunto de verbetes.

Roteiros Republicanos - ferramenta digital desenvolvida pelo Museu da República

Roteiros Republicanos – ferramenta digital desenvolvida pelo Museu da República

Trata-se do dispositivo digital denominado Roteiros Republicanos. Para inaugurar o projeto foram criados, inicialmente, dois roteiros relacionados às origens do regime republicano no Brasil.

O primeiro é sobre a Proclamação da República, na manhã de 15 de novembro de 1889, que compreende a deposição do gabinete Ouro Preto no quartel-general do Campo de Santana e a posterior passagem das tropas militares lideradas pelo marechal Deodoro da Fonseca pelas ruas mais movimentadas do centro, diante de uma população indiferente aos acontecimentos.

O outro roteiro denomina-se Sítios Históricos da República, e está baseado em iniciativa realizada pelo Museu da República e pelo Museu Casa de Benjamin Constant, nos anos 2009 e 2010, para promover o turismo receptivo em sítios históricos. Esse roteiro percorre os lugares que são vinculados à memória da implantação do regime republicano no Brasil.

A navegação no mapa é dividida em duas categorias: Elementos da paisagem urbana e Roteiros Históricos. Basta clicar no ícone que uma janela se abre contendo um verbete explicativo sobre a história daquele elemento ou trecho do roteiro e sua contextualização como lugar de memória republicana.

1) Os Elementos são as ruas, as praças, os edifícios, monumentos e outras partes da paisagem urbana que estão ligadas a memória de personagens e eventos da história republicana da cidade do Rio de Janeiro. Os Elementos estão divididos em três opções:

                 a) Monumentos: reúne os bens do patrimônio urbano que foram criados para comemorar ou homenagear um acontecimento ou uma pessoa do passado.

                 b) Logradouros Públicos: reúne as ruas, as avenidas, praças e outros espaços públicos urbanos que foram lugar de acontecimentos históricos relacionados à República.

                c) Edificações: reúne prédios, casas e outras formas de construção, públicos ou privados, que são significativos para a história da República.

2) Roteiros: aqui são indicados percursos relativos à história da República, que tiveram espaço no ambiente urbano do Rio de Janeiro.

O Rio de Janeiro completou 450 anos em 2015. Roteiros Republicanos pretende preservar e difundir a memória da cidade do Rio de Janeiro, da qual o Palácio do Catete é depositário e personagem seja como sede da presidência da República de 1897 a 1960, seja como Museu da República, que comemorou 55 anos de criação em 15 de novembro de 2015.

Para acessar a ferramenta digital, basta entrar no site do Museu da República e clicar no tópico Roteiros Republicanos ou ir direto pelo endereço:
http://museudarepublica.museus.gov.br/exposicoes/roteirosrepublicanos/index.html

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days