Museu da Maré abre mostra sobre os 200 anos da Independência América Hispânica

O Museu da Maré (RJ) apresenta a partir desta quinta-feira, 5 de agosto, às 17h , a mostra A Carta da Jamaica, com obras feitas especialmente para esse projeto, que busca investigar, com recursos contemporâneos, o bicentenário da independência da América Hispânica, comemorado em 2010 na Argentina, Chile, Colômbia e México, e nos próximos anos nos demais países de língua espanhola do continente

A exposição, que segue até 18 de setembro e recebe o patrocínio do Instituto Goethe do Rio de Janeir, apresenta as contradições da realidade por meio de um tratamento estético sobre fatos culturais, políticos e geográficos da América Latina, composta por 19 nações e um total de 600 milhões de habitantes.  Dos conflitos militares até as danças indígenas, passando pelo isolamento geográfico que o mar impõe às Américas.

Também serão exibidos no museu os vídeos dos artistas Julian d’Angiolillo (Argentina), Joaquin Sánchez (Bolívia), Marxz Rosado Ríos (Porto Rico) e Bjørn Melhus (Noruega/Alemanha).

Esses artistas foram convidados a viajar e residir em várias cidades da América Hispânica, para produzirem seus trabalhos. Desde cidades tranquilas do interior a metrópoles pujantes, locais ligados ao passado e ao presente.

SIMÓN BOLÍVAR

De seu exílio em Kingston, em setembro de 1815, o libertador Simón Bolívar, então, com 32 anos, escreveu em inglês sua legendária “Carta da Jamaica“, dirigida a um amigo. Em sua obra mais importante, o herói da Independência esboçou um grandioso panorama para a América, dos Estados Unidos até o Chile e a Argentina.

Sua fulminante análise começa com um levantamento dos movimentos independentistas entre 1810 e 1815 e das razões que moveram os “espanhóis americanos” a se empenharem pela Independência. Segue um apelo à Europa para apoiar a causa hispano-americana. Na terceira parte, Bolívar, considerado o maior político sul-americano de todos os tempos, discorre sobre as perspectivas de futuro para cada uma das repúblicas. Conclui seu tratado, escrito com muita elegância, com um apelo à união dos povos americanos.

 O Museu da Maré fica na Av. Guilherme Maxwell, 26 – Maré – Rio de Janeiro – RJ
Aberto de terça à sexta, das 09h às 18h, e sábados das 10h às 16h. Entrada franca.
Informações: (21) 3868.6748, museudamare@ceasm.org.br

www.museudamare.org.br

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days