Museu da Abolição promove o seminário ‘Africanidades Brasileiras e Educação’

Entre os dias 16 e 18 de julho, a entidade cultural Afoxé Omim Sabá, em parceria com o Museu da Abolição/Ibram e o Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros da Universidade Federal de Pernambuco, irá realizar o Projeto de Ações Formativas voltadas para a educação.

O evento, que será realizado no Museu da Abolição, propõe discutir o espaço urbano ressignificado pelos (as) afro-brasileiros (as) com suas experiências, culturas, lutas e resistências.

No dia 16, será realizado o seminário “Africanidades Brasileiras e Educação” a fim de discutir a construção do conhecimento a partir da produção de africanos e de afro-brasileiros. O evento será conduzido pela socióloga e diretora executiva do Projeto de Ações Formativas do Afoxé Omim Sabá, Delma Silva.

Surgimento da entidade Afoxé Omim Sabá

A entidade foi fundada no dia 15 de agosto de 2002 com a intenção de divulgar a cultura e a religiosidade de matriz africana. As atividades da instituição  trazem a valorização da ancestralidade e levantam questionamentos sobre o combate ao racismo e a intolerância religiosa, bem como a reflexão sobre representatividade e empoderamento negro. O orixá patrono da entidade cultural é Yemanjá, divindade ligada aos oceanos e a maternidade.

Mais informações aqui.

O   Museu da Abolição fica na Rua Benfica 1150, bairro Madalena, Recife (PE) e está aberto ao público de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h e aos sábados, das 13h às 17h. Fechado aos domingos e na primeira segunda-feira de cada mês.

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days