Museu da Abolição (PE) recebe a exposição Invernada dos Negros

No extremo sul do Brasil, “invernada” designa um tempo de inverno. Pela linguagem popular, a palavra migrou para um episódio raro do escravismo no país: a Invernada dos Negros – reduto de afro-descendentes que mantêm viva a memória dos escravos herdeiros de uma antiga fazenda localizada nos arredores da cidade de Campos Novos, no estado de Santa Catarina (SC).

Fragmentos dessa história compõem o projeto de fotografia e vídeo Invernada dos Negros, que o Museu da Abolição/Ibram, em Recife (PE), apresenta ao público entre 1º de novembro a 4 de janeiro de 2013. Depois de ser exibida na região sul, Recife é a primeira capital a receber a mostra – que segue para Belo Horizonte (MG). Saiba mais sobre a exposição.

A instalação de imagens é composta por 35 fotografias em preto e branco, com projeção simultânea de um filme documentário. O projeto tem autoria dos realizadores gaúchos André Costantin, diretor cinematográfico, e o fotógrafo Daniel Herrera – ambos estarão presentes na abertura da mostra, dia 1º de novembro, às 17h, para sessão comentada do documentário.

Originalmente produzido no 1º Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-brasileiras, o projeto Invernada dos Negros iniciou itinerância nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Neste ano, o projeto foi novamente selecionado, no âmbito da segunda edição do prêmio, para cumprir circuito nacional.

Texto e foto: Divulgação Museu da Abolição
Última atualização: 14.12.2012

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days