Mostra permite interação entre acervo do MNBA e as ruas do Rio via celular

Códigos QR permitem criar relações entre obras do acervo do MNBA e os espaços públicos em que os visitantes transitam e refletir sobre as transformações da cidade do Rio de Janeiro.

Códigos QR permitem criar relações entre obras do acervo do MNBA e os espaços públicos em que os visitantes transitam, convidando a refletir sobre as transformações da cidade do Rio de Janeiro.

Em sintonia com o tema “Museus hiperconectados: novas abordagens, novos públicos”, que foi o mote da 16ª Semana de Museus entre os dias 14 e 20 deste mês, o Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), no Rio de Janeiro (RJ), inaugurou exposição que oferece, a partir de uma tecnologia digital ao alcance dos visitantes, uma interação diferente com o acervo da tradicional instituição carioca, vinculada ao Ibram.

“Museu Nacional de Belas Artes: hiperconexão, relação, inter-ação” pretende ampliar do acervo do MNBA para além de seus muros lançando mão de códigos QR – códigos de barra bidimensionais que podem ser escaneados por telefones celulares, oferecendo acesso a diversos conteúdos digitais.

Podem ser acessados 10 códigos QR, localizados ao lado de quadros que retratam cenários cariocas, e que remetem aos locais neles retratados nos dias de hoje. Os códigos permitem criar relações entre as obras e os espaços públicos em que os visitantes transitam, convidando a refletir sobre as transformações da cidade do Rio de Janeiro.

A exposição fica em cartaz até o próximo dia 31 e pode ser visitada de terça a sexta, das 10h às 18h; e aos sábados, domingos e feriados das 13h às 18h.

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days