MNBA recebe artigos para a próxima edição de anuário até 30 de novembro

Primeiro volume do Anuário MNBA, publicado em 2009

Primeiro volume da nova fase do Anuário MNBA, publicado em 2009

O Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), localizado no Rio de Janeiro (RJ), está com chamada pública aberta para receber artigos de colaboradores para o volume 3 do Anuário do MNBA.

A publicação será dedicada ao centenário de nascimento do professor, pesquisador e arquiteto Donato Mello Junior, que muito contribuiu para a documentação do acervo do museu.

Serão aceitos trabalhos com temas relacionados a Museus e Patrimônio; História e Crítica da Arte; Conservação e Tecnologia; Educação Patrimonial e Memória.

Os textos devem ser escritos com fonte Arial, espaçamento simples, corpo 12, e devem ter entre cinco e 10 laudas, com até cinco imagens, além de resumo em inglês.

O prazo para envio dos textos é 30 de novembro e a equipe do MNBA divulgará os selecionados até 10 de dezembro. Os trabalhos devem ser enviados para três correios eletrônicos: ana.silva@museus.gov.br, amandio.santos@mnba.gov.br e coordenacaocomunicacao@mnba.gov.br.

Aniversário
A chamada pública dos trabalhos faz parte de uma série de eventos que integrarão as comemorações dos 78 anos de existência do MNBA – cuja data oficial é 13 de janeiro de 2015.

São Caetano de Tiene: pintura de autor desconhecido, adquirida em 1874, integra o acervo do MNBA

São Caetano de Tiene: pintura de autor desconhecido, adquirida em 1874, integra o acervo do MNBA

Para organizar as atividades comemorativas foi constituído, no dia 10 de setembro, um grupo de trabalho, coordenado pelo servidor Amândio Miguel dos Santos.

Ele poderá convocar outros técnicos do quadro do Museu Nacional de Belas Artes para participar da organização, além dos servidores que já fazem parte da equipe atual. Na próxima semana, o grupo se reunirá para definir tarefas e cronogramas relacionados às comemorações dos 78 anos do museu.

O acervo do MNBA teve origem no conjunto de obras de arte trazido por D. João VI de Portugal, em 1808, ampliado alguns anos mais tarde com a coleção reunida por Joachin Lebreton, que chefiou a chamada Missão Artística Francesa, formando uma das mais importantes pinacotecas do país. Este núcleo original foi enriquecido com importantes incorporações ao longo do século XIX e início do século XX.

Com a construção da nova sede da Escola Nacional de Belas Artes, em 1908, projeto do arquiteto Moralles de los Rios, este acervo passou a ocupar parte do novo prédio, sendo o museu criado oficialmente em 13 de janeiro de 1937.

Texto e fotos: Divulgação MNBA

Publicado em

2 comentários para “MNBA recebe artigos para a próxima edição de anuário até 30 de novembro

    • Caro Otávio, faça contato diretamente nos e-mails citados na matéria para obter o edital. Obrigado!

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days