MNBA inicia restauro de 11 esculturas

As obras integram o acervo das Galerias de Moldagens, que estão entre os locais mais visitados do MNBA, e passarão por restauro pela primeira vez.

As obras integram o acervo das Galerias de Moldagens, que estão entre os locais mais visitados do MNBA, e passarão por restauro pela primeira vez.

O Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), no Rio de Janeiro (RJ), deu início ao restauro de 11 esculturas que integram o acervo de suas Galerias de Moldagens, que estão entre os locais mais visitados da instituição.

A coleção é constituída por peças moldadas em gesso sobre originais do período romano e do grego clássico, advindas principalmente de coleções italianas e francesas, a partir do início do século XIX.

As obras, que passarão por este processo pela primeira vez, serão objeto de restauração estrutural e estética. A equipe de restauração é composta por cinco técnicos. Financiado pelo Ministério da Cultura, o projeto está orçado em cerca de R$ 500 mil e tem supervisão da coordenadora de restauração do MNBA, Larissa Long.

Um conjunto inicial de quatro obras começou a ser restaurado na semana passada. São elas as esculturas Pequeno Ídolo; Apolo Matador de Lagarto/Sauróctono; Fauno e o Cabrito; e Centauro montado por Eros/Cupido.

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days