Ministra lança Guia Brasileiro de Museus em visita ao Museu Histórico Nacional

A ministra da Cultura, Ana de Hollanda, participou das comemorações do Dia Internacional dos Museus (18 de maio) com visita ao Museu Histórico Nacional (MHN/Ibram/MinC), no Rio de Janeiro. Acompanhada do presidente do Instituto Brasileiro de Museus, José do Nascimento Junior, da diretora do MHN, Vera Tostes, e de diretores de outros museus do Rio, a ministra visitou o circuito de exposições de longa duração do museu para divulgar a 9ª Semana Nacional dos Museus, evento promovido pelo Ibram que, até 22 de maio, oferecerá mais de 3 mil atividades  em cerca de 1 mil museus e instituições culturais do  país.

Ana de Hollanda também acompanhou os lançamentos das publicações Guia dos Museus Brasileiros (editada pelo Ibram/MinC) e Sylloge Nummorum Graecorum, catálogo sobre a coleção de moedas gregas do MHN.

Na avaliação da ministra, há uma nova postura da população brasileira, de maior apropriação dos espaços públicos e institucionais, e isso se reflete em uma relação mais próxima dos brasileiros com seus museus. “Vivemos um novo momento na área museal, de expansão e de fortalecimento”, afirmou. Como exemplo, ela citou a 9ª Semana de Museus –  que neste ano teve recorde de participação, com programação em mais de 500 cidades do Brasil – e o Guia dos Museus Brasileiros, que lista mais de 3 mil museus em todo o território nacional (no início do século 20, havia apenas 12 museus no Brasil). A ministra comemorou os resultados e afirmou que o MinC, por meio do Instituto Brasileiro de Museus, atua para que a relação dos brasileiros com os museus se torne cada vez mais forte e natural.

“O museu é uma entidade que nos fascina de maneira profunda. Todo aquele que organiza suas memórias está fazendo seu museu íntimo. Somos todos museólogos amadores”, disse. Do ponto de vista institucional, as “casas da memória”, como define a ministra, são essenciais porque lidam com a identidade do país e promovem o autoconhecimento e o autorreconhecimento dos povos.  Isso é especialmente importante nesse momento “em que o Brasil se apropria do seu presente e se lança para o futuro”, afirmou.

Na visita ao Museu Histórico Nacional, Ana de Hollanda conversou com um grupo de  estudantes que participavam de uma oficina de confecção de bonecas africanas, uma das atividades programadas pelo MHN na 9ª Semana.

No evento de lançamento das publicações, o presidente do Ibram, falando em nome dos diretores de museus ligados ao MinC, reforçou o compromisso do instituto de trabalho conjunto e de apoio à gestão da ministra. Nascimento falou ainda das perspectivas para o desenvolvimento do setor museal brasileiro, ressaltando a importância do recém-concluído Plano Nacional Setorial de Museus, que estabelece metas e diretrizes na área para os próximos 10 anos. O presidente do Ibram ressaltou ainda a importância do Guia dos Museus Brasileiros para o conhecimento do panorama museal do país e para a divulgação dos museus.

Guia dos Museus Brasileiros – É o mais atual e mais completo já publicado no Brasil nesta área. Traz informações sobre os cerca de 3 mil museus brasileiros. Foi elaborado com base no Cadastro Nacional de Museus, mantido pelo Ibram. Nos próximos dias, será disponibilizado online para download gratuito e consulta.

Sylloge Nummorum Graecorum – A publicação sobre a coleção de moedas gregas do Museu Histórico Nacional foi editada com aval da Comissão Internacional de Numismática/Unesco. A coleção do MHN é a única desse gênero na América do Sul.

Veja galeria de fotos aqui

Fotos: André Melo – Ascom/MinC

Publicado em

2 comentários para “Ministra lança Guia Brasileiro de Museus em visita ao Museu Histórico Nacional

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days