MHN abre exposição guiada por deficientes visuais

30.01 mhnSentir o mundo sem enxergar. Interagir sem a visão, mas usando seus outros sentidos, e apreciar uma ida ao museu sob a perspectiva de um deficiente visual. Esta é a proposta da exposição Diálogo no Escuro, em cartaz no Museu Histórico Nacional (MHN/Ibram), no Rio de Janeiro (RJ).

Visitada por mais de 8 milhões de pessoas em 140 cidades de 40 países, a exposição oferece ao visitante a experiência de ser conduzido através de salas totalmente escuras e especialmente construídas em que cheiro, som, vento, temperatura e textura apresentam as características de ambientes cotidianos.

Numa inversão de papéis, são guias deficientes visuais que proporcionam segurança e sentido de orientação aos visitantes, além de responderem a questionamentos que normalmente não se tem a chance de fazer, reduzindo as barreiras e ajudando na compreensão mútua.

A exposição fica em cartaz até outubro. O Museu Histórico Nacional está situado à Praça Marechal Âncora, s/nº, entre a Praça XV e o Aeroporto Santos Dumont, no centro do Rio de Janeiro.

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days