Metas do PNSM serão submetidas à consulta pública em 2015

Grupo de trabalho sobre Função Educativa dos Museus durante o 6º FNM em Belém

A primeira revisão do Plano Nacional Setorial de Museus (PNSM), realizada durante o 6º Fórum Nacional de Museus (FNM), resultou na definição de produtos e impactos para as suas diretrizes prioritárias, bem como de indicadores, fontes de informação e fórmulas de cálculo.

A partir da consolidação e da sistematização dos resultados, um grupo técnico do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) realizará um levantamento inicial de dados que irá servir como referência para a proposição de metas para as diretrizes prioritárias.

Tais metas serão submetidas à consulta pública, prevista para ocorrer ao final do primeiro trimestre de 2015, por meio de plataforma virtual, cujo acesso será feito a partir da página do Ibram.

O resultado da consulta também será sistematizado pelo mesmo grupo técnico e então submetido ao Colegiado Setorial de Museus para aprovação e validação até o final do segundo trimestre do próximo ano.

Histórico da revisão
O Plano Nacional Setorial de Museus, conjunto de diretrizes que orientam o setor museal brasileiro, surgiu a partir de ampla discussão durante o 4º Fórum Nacional de Museus, realizado em Brasília (DF) em 2010.

Apresentação de resultados dos GTs antes da Plenária Final no FNM 2014

Apresentação de resultados dos GTs antes da Plenária Final no FNM 2014

Posteriormente, foi criada uma metodologia de revisão, monitoramento e avaliação, testada pelo Sistema de Museus de Ouro Preto (MG), para que fosse validada pelos participantes do 6º FNM – realizado em Belém (PA) no final de novembro.

Durante o fórum, oito Grupos de Trabalho (GTs) estiveram reunidos para criar indicadores, e suas fórmulas de cálculo, para as diretrizes prioritárias, além de designar fontes de informação, apontar o produto e o impacto desses itens em conjunto.

Após a aprovação na Plenária Final do FNM, os indicadores foram sistematizados pelo grupo técnico do Ibram. Confira o resultado.

A partir de agora, a equipe fará o levantamento de dados para, em seguida, iniciar a proposição de metas para as diretrizes prioritárias do PNSM – que então irão à consulta pública.

O Ibram é o responsável pela implementação e pelo monitoramento do PNSM, e, por isso, coordena o seu processo de elaboração da metodologia de avaliação e revisão. De acordo com o decreto nº 8124/13, que regulamentou o Estatuto de Museus no ano passado, tais processos devem ser realizados periodicamente.

Texto e fotos: Ascom/Ibram

Publicado em

Deixe seu comentário

Digite seu comentário
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório e-mail válido)
  3. (obrigatório)
  4. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days